Um dos homens mais ricos do mundo propõe semana de trabalho de 3 dias

ITU Pictures / Flickr

Carlos Slim, o homem mais rico do México e um dos mais ricos do mundo

Carlos Slim, o homem mais rico do México e um dos mais ricos do mundo

Carlos Slim, um dos homens mais ricos do mundo, voltou a propor uma ideia que tem promovido há alguns anos: deveríamos passar a trabalhar apenas três dias por semana.

O quarto homem mais rico do mundo é conhecido no seu país como o “rei Midas das telecomunicações”, devido à sua capacidade para transformar empreendimentos decadentes em empresas lucrativas, e já roubou por várias vezes o título de homem mais rico a Bill Gates.

Em entrevista à Bloomberg, Carlos Slim, de 76 anos, afirma que, “ao ter-se quatro dias por semana livres, uma série de atividades seriam encorajadas – o turismo, o entretenimento, o desporto, a cultura ou a educação – e as pessoas poderiam tirar proveito desses dias extra para manter a sua aprendizagem”.

A sua proposta da semana de trabalho de três dias não é nova. Em julho de 2014, em entrevista ao Financial Times, o empresário mexicano já tinha referido a redução da semana de trabalho de cinco para três dias, que teria como contrapartida um aumento do horário para 11 horas por dia e a idade da reforma para os 70 ou 75 anos.

“Em vez de trabalhar cinco dias, 35 horas ao todo, podíamos trabalhar apenas três dias e dar espaço para outros trabalharem”, especifica agora o empresário à Bloomberg.

Carlos Slim defende que “semanas mais curtas são uma solução para as mudanças civilizacionais”.

“Historicamente, os avanços tecnológicos e o progresso levaram as pessoas a trabalhar menos tempo”, analisa, acrescentando que “o que está agora a acontecer é que as pessoas vivem mais tempo, com melhor saúde e sem a necessidade de esforço físico”.

“É importante que as pessoas não se reformem aos 50, 60, ou 65 anos de idade. Devem fazê-lo mais tarde, porque são eles que têm mais conhecimento e experiência. Mas ao mesmo tempo deveriam trabalhar três dias por semana, para abrir espaço para os mais jovens“, sustenta o presidente emérito da América Móvil.

Esta poderia mesmo ser uma solução para a sustentabilidade do sistema de segurança social, permitindo às pessoas trabalharem até muito mais tarde, até aos 70-75 anos, o que reduziria a carga das reformas nas contas do Estado.

“É uma óptima mudança a de se trocar menos dias de trabalho por mais anos de trabalho até à reforma”, defende Carlos Slim, salientando que na Telmex, a empresa de telefones fixos da América Móvil, essa oferta está a ser feita há já a alguns anos e cerca de 40% dos trabalhadores selecionados aceitaram-na.

“Suponha que metade dos funcionários da Telmex era excedentário. Seria uma grande solução: teríamos metade a trabalhar de segunda a quarta-feira, o resto de quarta a sábado. Poderíamos prestar serviços 12 horas por dia durante seis dias. E as pessoas reformavam-se aos 75 com mais tempo livre até lá”, afirmou.

AF, ZAP com Os Velhotes dos Marretas

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. A enorme fortuna que esse sr. possui, não se deve à política que tanto apregoa.
    Mesmo assim, trabalhar até os 75 anos…, levaria a que a esmagadora maioria dos trabalhadores, não chegasse à idade da reforma. Vai-te ganho, não me dei-as percas (prejuízo)!

  2. Numa primeira análise, baseada apenas na notìcia, é dificil definir se seria boa ou má ideia.
    Parto sempre do princípio que, gente muito rica, olha apenas para o próprio umbigo.
    Estão num patamar cujos objectivos já não são os de sobrevivência, ( comum a todos nós) mas sim os de poder. Quanto mais ricos mais poderosos e influentes. É isso que os move.
    Confesso que, genéricamente, a ideia tal como foi noticiada, não me parece completamente má. A lógica histórica, ao nível da esperança de vida ter aumentado, é correcta, está certa, trabalhar as 11horas/dia, talvez permitisse acabar com abusos ( muita gente com horário de 8h é explorada e todos os dias faz 9, 10h sem ganhar mais por isso ). Já relativamente ao anos para reforma, estou contra, acho os 75/76 anos um exagero visto que não é previsivel nem está cientificamente provado que um esquema de trabalho defendido por este individuo fosse aumentar a esperança de vida das pessoas para beneficiarem da sua carreira contributiva, isto é, da pensão. Por outro lado, poderia haver melhorias nos racios de empregabilidade, ou seja, menos desemprego e mais emprego para jovens e menos jovens mas, quais seriam os custos disso, em termos de rendimento, para as pessoas? Tudo isto carece de explicações aceitäveis. Meter as pessoas a trabalhar 3 dias com o pagamento respectivo, implicaria uma perda de rendimentos brutal. Se a ideia tem isto por base, no nosso Paíspor exemplo, onde os rendimentos são baixos para uma franja muito considerável da população, seria completamente absurdo.

  3. Proponho que os ricos passem a trabalhar apenas três dias por ano: é do conhecimento de todos que eles passam trezentos, sessenta e cinco dias a explorar os pobres………………..

  4. Tenho a certeza absoluta que a riqueza deste “Gajo” veio de pessoas humildes que se humilharam a trabalhar até à exaustao 6 dias por semana 15 a 18 horas cada dia…Eu tambem se fosse riquinha.. nem 3 dias precisava de trabalhar… ÓH coiso, és mesmo hipocrita e mal agradecido de todo

  5. Ou se distribui o trabalho que se possa gerar por mais pessoas ou/e reduz ainda mais a taxa de natalidade, o que não faz sentido é aumentar a carga horária de quem trabalha enquanto se automatiza tudo e se pede ás pessoas para terem mais filhos quando já temos dificuldade em suportar o actual estado social. Será que há quem ache divertido termos multidões de miseráveis e excluídos?

  6. Este Senhor podia dar-me trabalho.
    Aí uns 10.000 Euritos por semana e eu até lhe fazia a vontade de ir ao trabalho 3 horas agora 3 dias?
    Vai explorar outro.

RESPONDER

Federer acusado de manobrar a tabela ATP

Contas da associação de tenistas foram alteradas por causa do coronavírus. Roger Federer está no quinto lugar mas só disputou um torneio ao longo de 2020. Em ano anormal, contas anormais: a tabela oficial da Associação …

Astrónomo do Instituto SETI garante que vamos encontrar extraterrestres até 2036

Seth Shostak, astrónomo e astrofísico do Instituto SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) está convencido de que os humanos vão encontrar uma civilização extraterrestre inteligente até 2036. “O SETI duplica a velocidade aproximadamente a cada dois anos …

Mais leve e elegante. Assim é a nova e-bike que vai chegar às ruas da Europa

A startup Urban Cycles Oy, com sede em Helsínquia, demarcou uma espécie de lacuna no mercado europeu de bicicletas elétricas e por isso quis preenchê-la. O objetivo era produzir uma bicicleta elegante e mais leve. Um …

Incêndio reduz a maior ilha de areia do mundo a metade. É Património da Humanidade

Quase metade de Fraser, a maior ilha de areia do mundo, que se situa no nordeste da Austrália e foi classificada como Património da Humanidade pela UNESCO, foi destruída por um incêndio florestal. O incêndio queimou …

"Toca de bruxaria" permaneceu até agora numa casa do século XVI. Encontrados crânios de cavalo e veneno

Uma casa cheia de objetos ocultos foi recentemente alvo de grande interesse. O espaço estava localizado dentro de numa casa do século XVI no País de Gales, e encontrava-se repleto de objetos ocultos, incluindo crânios …

Em 1843, o primeiro cartão de Natal foi considerado "escandaloso" (agora vai ser leiloado pela Christie)

Um exemplar do primeiro cartão de Natal impresso comercialmente, em 1843, que retratava uma cena da era vitoriana que escandalizou a população, vai ser posto à venda esta sexta-feira e é considerado um item raríssimo. Este …

Marcelo quer alívio de restrições no Natal sem pôr em xeque janeiro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta sexta-feira esperar que a "possível exceção" no Natal ao quadro de restrições para conter a covid-19 "seja bem entendida e bem vivida" e não provoque …

Bill Gates diz que o mundo estará de volta à normalidade já na primavera de 2021

Bill Gates, que desde 2015 tinha vindo a lançar alguns alertas sobre uma possível pandemia, deixou agora uma mensagem de esperança ao dizer que acredita que os EUA irão voltar ao normal na primavera de …

Mais um passo na hegemonia. China constrói aldeia nos Himalaias, em zona também disputada pela Índia e pelo Butão

Novas imagens de satélite mostram que a China construiu uma aldeia nos Himalaias, ao longo de uma fronteira que também é disputada pela Índia e pelo Butão, e que foi palco de um impasse agressivo …

João Félix eleito jogador do mês da liga espanhola. Ronaldo vence prémio em Itália

O português João Félix, do Atlético de Madrid, foi eleito o melhor jogador da Liga espanhola de futebol do mês de novembro. O luso revelou-se uma peça fundamental durante todo o mês e ajudou a equipa …