“Um charro para uma vacina.” Ativistas oferecem canábis a nova-iorquinos vacinados

“Um charro para uma vacina.” Este é o mote dos ativistas pela legalização da canábis que, esta terça-feira, ofereceram um charro às pessoas que receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19 em Manhattan, nos Estados Unidos.

O objetivo da iniciativa era comemorar a legalização da canábis recreativa no estado de Nova Iorque, aprovada no final de março, e, ao mesmo tempo, apoiar a campanha de vacinação no dia 20 de abril (“4/20” em inglês, números que viraram código da canábis), uma espécie de feriado não oficial.

“Esta é a primeira vez que nos podemos sentar legalmente e distribuir charros”, disse Michael O’Malley, um dos organizadores da iniciativa, enquanto distribui cigarros de erva preparados com antecedência por voluntários. “Apoiamos o esforço de vacinação do governo e também estamos a tentar legalizar a canábis a nível federal”, acrescentou.

Desde o início da distribuição, que começou por volta das 11h00 locais e durou cerca de cinco horas, formou-se uma fila de 50 pessoas, jovens e idosos, na Union Square, a alguns passos de Greenwich Village. Dez minutos bastaram para mostrar o boletim de vacinação, no papel ou no telefone, e dar o endereço de e-mail.

Sarah Overholt, de 38 anos, saiu com dois charros no bolso depois de mostrar o seu cartão de vacinas e o da sua mãe, de 70 anos. Para Overholt, a canábis e a vacina são igualmente indispensáveis.

Quanto à vacina, “todos deveriam vacinar-se”. “A erva não deveria ser necessária para convencer as pessoas a fazê-lo, mas se funcionar, melhor“, acrescentou esta mulher que recebeu a primeira dose da vacina no dia 25 de março e voltará para receber a segunda dose esta quinta-feira.

Alex Zerbe, um corretor da bolsa de 24 anos, concorda com Overholt. O jovem já recebeu as duas doses e fuma um charro “uma ou duas vezes por dia”. Apesar de não precisar de ganhar um de presente, diz que a ideia de receber um como prémio por ser vacinado “é muito boa“.

Na primeira meia hora, foram distribuídos entre 150 e 200 cigarros de erva, de um total de 1.500 preparados pelos voluntários.

Várias marcas norte-americanas, principalmente da indústria alimentícia, lançaram nas últimas semanas promoções relacionadas com a vacina: bolinhos fritos, cachorros-quentes ou cervejas são oferecidos em várias partes do país para pessoas que comprovarem ter sido vacinadas contra a covid-19.

// AFP

PARTILHAR

RESPONDER

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …

Costa diz que Portugal vai ter "o dobro" de fundos comunitários para investir

O primeiro-ministro afirmou, este sábado, que Portugal vai contar, nos próximos sete anos, com "o dobro" de fundos comunitários para investimento, considerando que esta "é uma oportunidade única" que não pode ser desperdiçada. "Vamos ter a …

Chinesa morre após salvar a filha de deslizamento de terra. Bebé esteve 24 horas nos escombros

Uma mulher morreu após salvar o seu bebé quando um deslizamento de terra e uma forte inundação atingiram a sua casa na China, revelam as equipas de resgate. Como noticia a BBC, a bebé foi resgatada …

Caso Ihor. IGAI pede expulsão do ex-diretor de fronteiras do SEF

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) já entregou ao ministro Eduardo Cabrita o relatório final do processo disciplinar contra o inspetor coordenador do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) António Sérgio Henriques, que propõe a …

Chuvas torrenciais fazem mais de uma centena de mortos na Índia

Pelo menos 136 pessoas morreram na Índia, em consequência de chuvas torrenciais que assolaram o país e causaram fortes enchentes e deslizamentos de terra, enterrando casas e submergindo ruas. Numa altura em que as alterações climáticas …

China inaugurou o comboio mais rápido do mundo

O comboio-bala maglev, que pode atingir uma velocidade de 600 quilómetros por hora, fez a sua estreia em Qingdao, na China, esta semana. Tal como conta a cadeia televisiva CNN, este comboio-bala maglev foi desenvolvido pela …

Quatro portugueses detidos em Espanha por alegada violação de duas mulheres

A polícia espanhola anunciou, este sábado, ter detido quatro cidadãos portugueses por suposta violação múltipla e abusos sexuais a duas mulheres de 22 e 23 anos, numa pensão em Gijón, no norte do país. Segundo a …

Stonehenge pode perder estatuto de património mundial da UNESCO

Depois de Liverpool, também Stonehenge pode perder o estatuto de património mundial da UNESCO. O aviso surge após o secretário dos transportes, Grant Shapps, ter dado luz verde aos planos de construção de um túnel …

Mais 20 mortes e 3396 casos de covid-19. Não havia tantos óbitos desde março

Portugal registou, este sábado, mais 20 mortes e 3396 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3396 novos …

"Integral confiança". Chega segura militantes acusados de agredir homossexual

O Chega anunciou, esta sexta-feira, que mantém "integral confiança" nos candidatos e estruturas local e distrital de Viseu, referindo que só se pronunciará sobre alegadas agressões de motivação homofóbica naquela cidade depois de apurados os …