Um anjo no Espaço? Hubble capta encontro entre duas galáxias

ESA/Hubble & NASA, W. Keel., J. Schmidt

O Telescópio Espacial Hubble fotografou o sistema VV689, que consiste em duas galáxias em fusão

Duas galáxias, numa dança gravitacional, criaram uma ilusão nas profundezas do Espaço. A imagem foi captada pelo Telescópio Espacial Hubble.

A interação destes dois corpos formou uma imagem quase simétrica que deu ao par a sua alcunha: Asas de Anjo.

Não se trata de uma prova concreta da existência de seres celestiais no Espaço, mas antes um registo de uma colisão entre duas galáxias distantes, pertencentes ao sistema VV689.

Segundo o Science Alert, estas duas galáxias constituem um elegante exemplo de um dos eventos mais colossais do Universo: uma fusão galáctica.

Este fenómeno acontece quando as galáxias são gravitalmente atraídas para o espaço e o tempo, realizando uma dança orbital cada vez mais apertada antes de se juntarem para formar uma grande galáxia.

Ao contrário dos simples alinhamentos de corpos celestes, “as duas galáxias em VV689 estão no meio de uma colisão”, lê-se no comunicado da Agência Espacial Europeia (ESA). “A interação galáctica deixou o sistema quase completamente simétrico, dando a impressão de um vasto conjunto de asas galácticas.”

Estas fusões são consideradas um aspeto vital do crescimento e evolução galáctica: não só podem reavivar a formação estelar em galáxias relativamente adormecidas, como também desempenhar um importante papel na expansão de buracos negros supermassivos para proporções ainda maiores.

A imagem do Hubble integra um conjunto de observações do telescópio no âmbito do projeto de ciência cidadã Galaxy Zoo. A ação, de colaboração pública, contou com centenas de milhares de voluntários para classificar galáxias e ajudar os astrónomos a percorrer um grande número de dados de telescópios robóticos.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.