UE e EUA chegam a acordo na “guerra” de 17 anos Boeing-Airbus

O braço de ferro entre a União Europeia (UE) e os Estados Unidos, que durava há 17 anos, por causa dos subsídios à Boeing e à Airbus chegou hoje ao fim.

A União Europeia (UE) e os EUA chegaram a acordo para a suspensão por cinco anos das taxas aplicadas para resolver a antiga disputa sobre subsídios ilegais concedidos à Airbus e à Boeing, segundo fontes europeias citadas pela AFP.

“Temos um acordo para chegar a uma solução de longo prazo. Enquanto isso, as sanções serão suspensas”, disse uma fonte europeia à France-Presse. “É um bom acordo, uma longa trégua” neste conflito, disse uma outra fonte próxima do processo, cujas discussões ocorrem no âmbito da cimeira UE/EUA, em Bruxelas.

Segundo a AFP, a suspensão das taxas terá o prazo de cinco anos, um período que deverá servir para fechar um acordo final na disputa que dura há 17 anos.

Washington e Bruxelas decidiram no início de março suspender por um período de quatro meses, até 11 de julho, as taxas alfandegárias que aplicam entre si, no âmbito da disputa entre a fabricante de aviões europeia Airbus e a sua concorrente americana Boeing.

Este anúncio foi recebido com alívio, especialmente em França, onde a sobretaxa de 25% imposta em outubro de 2019 pelos EUA, o principal mercado de vinhos franceses, custou à indústria 500 milhões de euros em 2020.

O imposto foi depois aplicado também ao conhaque e armagnac, pelo então Presidente norte-americano, Donald Trump, em janeiro de 2021, pouco antes de deixar a Casa Branca.

A UE e os EUA estão em confronto desde outubro de 2004, perante a Organização Mundial do Comércio (OMC), por causa da ajuda pública paga aos dois grupos fabricantes de aeronaves, considerada ilegal.

Sob a administração Trump, Washington foi autorizado, em outubro de 2019, a cobrar impostos sobre quase 7,5 mil milhões de dólares (6,8 mil milhões de euros) de bens e serviços europeus importados a cada ano, até 25% para vinhos e bebidas destiladas e 15% para aeronaves Airbus.

Um ano depois, a OMC autorizou Bruxelas a cobrar impostos sobre produtos importados dos EUA e, desde então, a UE impôs tarifas sobre 4 mil milhões de dólares das exportações dos EUA.

O atual Presidente norte-americano, Joe Biden, tinha garantido, em 14 de maio, que estava a fazer o possível para chegar a um acordo sobre a disputa até julho.

Durante a administração Trump, os EUA iniciaram guerras tarifárias generalizadas, em particular com Bruxelas.

A tendência agora é de apaziguamento e diálogo com a EU, com quem Washington espera contar no seu braço de ferro com a China.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Três norte-americanos emitem carbono suficiente para matar uma pessoa, revela estudo

O estilo de vida de três norte-americanos leva a uma emissão de carbono suficiente para matar uma pessoa, revelou um novo artigo, concluindo ainda que as emissões de uma única usina a carvão podem causar …

Terceira dose da vacina da Pfizer aumenta "fortemente" a proteção contra a variante Delta

Farmacêutica norte-americana pretende submeter um novo pedido de autorização de emergência para a administração da terceira dose ao regulador, depois de já ter visto um pedido anterior ser recusado por falta de evidências científicas. Depois de …

Estabelecimentos abertos até às 02h00. Máscaras na rua acabam em setembro

O primeiro-ministro anunciou, esta quinta-feira, a partir do Palácio Nacional da Ajuda, as novas medidas de desconfinamento decididas no Conselho de Ministros. António Costa começou por referir que, graças às medidas restritivas dos últimos tempos, é …

Surpresa na Liga dos Campeões: Celtic é uma equipa de "terceira divisão"

Críticas à qualidade do plantel do gigante escocês, que nem passou da segunda pré-eliminatória de acesso à Liga dos Campeões. O Midtjylland fez a festa. Há uns tempos seria uma surpresa mas, nos anos mais recentes, …

Corrida à Câmara de Lisboa divide CDS. Mesquita Nunes junta-se aos críticos

A escolha de Filipe Anacoreta Correia, em vez de João Gonçalves Pereira, para número dois da lista à Câmara de Lisboa está a gerar uma guerra interna no CDS. A escolha de Filipe Anacoreta Correia para …

Tragédia Hillsborough: morreu uma vítima, depois de 32 anos em estado vegetativo

Andrew Devine faleceu aos 55 anos. É oficialmente a 97.ª pessoa a morrer por causa do desastre em 1989, em Sheffield. De 15 de abril de 1989 até 27 de julho de 2021 passaram mais de …

Trabalhadores da Google só regressam aos escritórios em outubro e todos vacinados

A maioria dos trabalhadores da Google só regressará aos escritórios em meados de outubro, depois de ser totalmente vacinada, numa tentativa de combater a disseminação da variante Delta do novo coronavírus SARS-COV-2, anunciou esta quarta-feira …

Primeiro-ministro tunisino terá sido agredido antes de concordar em renunciar

O primeiro-ministro da Tunísia, Hichem Mechichi, terá sido alegadamente agredido dentro do palácio presidencial antes de ser afastado de cargo pelo chefe de Estado do país, Kais Saied. Mechichi e o restante governo foram demitidos na …

Comissão Europeia envia primeiro “cheque” do PRR na próxima semana

A Comissão Europeia irá fazer o pagamento da primeira verba do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) no decorrer da próxima semana. Na sessão de assinatura dos contratos do Mecanismo de Recuperação e Resiliência da União …

Marcelo pede ao TC fiscalização do artigo 6.º da Carta de Direitos na Era Digital

O Presidente da República pediu, esta quinta-feira, ao Tribunal Constitucional a fiscalização sucessiva do artigo 6.º da Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital em vigor, tendo em conta o "importante debate público" sobre …