Trump restringe condições de asilo para clandestinos

David Maxwell / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O governo norte-americano restringiu esta quinta-feira as condições de pedido de asilo para os migrantes, impedindo que pessoas que tenham atravessado ilegalmente a fronteira mexicana possam fazer essa solicitação.

“O nosso sistema de asilo está sobrecarregado com pedidos injustificados de asilo, impedindo-nos de conceder rapidamente asilo àqueles que realmente o merecem”, justificou o Departamento de Segurança Interna.

Esta decisão impede que os migrantes que não tenham chegado a território norte-americano através de um ponto de entrada oficial possam apresentar um pedido de asilo.

“De acordo com as nossas leis de imigração, o Presidente [Donald Trump] tem total autoridade para suspender ou restringir a entrada de estrangeiros nos Estados Unidos, se considerar que é de interesse nacional”, refere o comunicado.

A decisão pode levar a uma batalha judicial. A organização de defesa das liberdades cívicas ACLU reagiu de imediato. “A lei americana autoriza especificamente as pessoas a pedirem asilo, quer tenham chegado ou não através de um ponto de entrada”, declarou em comunicado Omar Jadwat, dirigente da ACLU.

É ilegal contornar este princípio, através de uma agência ou de um decreto”, considerou.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Investir em peças de Lego é mais rentável que comprar ações

Hoje em dia qualquer coisa pode ser construída com Legos. Segundo um estudo de uma professora da Escola Superior de Economia da Rússia, há empresários que preferem investir nas famosas peças da Lego do que …

Sporting vs Moreirense | Bom arranque vale triunfo ao leão

O Sporting não quis deixar fugir os seus adversários directos na luta pelo título e também venceu nesta primeira jornada da segunda volta. Os “leões” receberam e bateram o Moreirense por 2-1, num jogo em …

Alemã tricotou o "cachecol dos atrasos do comboio" e agora vendeu-o por sete mil euros no eBay

A passageira alemã Claudia Weber vendeu no eBay o cachecol que tricotou durante um ano e que representa o longo tempo de espera pelo comboio que a levava ao trabalho, todos os dias. A peça é …

Duas irmãs fingiram ser homens para salvar a barbearia da família

Jyoti e Neha, irmãs de 18 e 16 anos, respetivamente, fingiram ser homens para salvar a barbearia da família, localizada no estado de Uttar Pradesh, Índia, depois de o pai adoecer em 2014 "Eu estava a …

Tesla anuncia novos despedimentos (e são mais de três mil)

O presidente executivo da Tesla afirmou que a empresa vai suprimir cerca de três mil empregos e alertou para o "caminho muito difícil que tem pela frente" para produzir carros elétricos do Modelo 3 acessíveis …

InSight da NASA prepara-se para ouvir a "pulsação" de Marte

A NASA publicou esta semana imagens do sismómetro da sonda espacial InSight, que se prepara para ouvir a "pulsação" do solo marciano.  A agência espacial norte-americana descreve regularmente através da sua conta no Twitter como …

"Africa", dos Toto, vai tocar para sempre no deserto da Namíbia

"Africa", a canção dos "Toto", hit desde que foi lançada, em 1982, está a tocar para sempre no meio de um deserto na Namíbia, no continente que lhe dá nome. A instalação artística, da autoria de …

Liv deixou a escola por causa do bullying. Hoje, aos 20 anos, tem um negócio milionário

A empresária Liv Conlon abandonou os estudos aos 16 anos porque sofria bullying, montou um negócio imobiliário e agora a sua empresa fatura mais de um milhão de libras por ano. Hoje, ajovem de Bothwell, na …

Há um avião abandonado no aeroporto de Madrid (e ninguém sabe quem é o dono)

O avião, um Mc Donnell Douglas MD87, é o único naquelas condições em Barajas. Procura-se o dono da aeronave que está em “evidente estado de abandono”, de acordo com o aeroporto. Há um avião esquecido no …

Trump cancela viagens de democrata Nancy Pelosi. "Apanhe um voo comercial"

Donald Trump obrigou a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, a desmarcar as viagens que tinha agendadas a Bruxelas e ao Afeganistão. Donald Trump usou o argumento do shutdown, a paralisação dos gastos …