Trump “tem intenção de assinar” projeto que endurece sanções à Rússia

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem intenção de assinar um projeto de lei aprovado pelo Congresso que endurece as sanções contra a Rússia, afirmou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders.

Num comunicado, Sanders indicou que Trump já reviu a “versão final” do projeto, está de acordo com ele e “tem intenção de o assinar”.

O projeto endurece as sanções contra a Rússia devido à sua alegada interferência nas eleições de novembro nos Estados Unidos, as suas ações na Ucrânia e na Síria, e as suas violações de direitos humanos, e vai limitar a capacidade de Trump de as levantar sem aprovação do Congresso.

Até agora a Casa Branca não tinha confirmado se Trump queria assinar o projeto.

O apoio esmagador que o texto recebeu das duas câmaras do Congresso significa que o órgão legislativo podia invalidar um veto do Presidente se este decidisse impô-lo, e a lei entraria em vigor.

A intenção de Trump de assinar o projeto acontece horas depois do aviso de Moscovo ao Governo dos Estados Unidos para que reduza o seu pessoal diplomático na Rússia, em resposta às sanções aprovadas pelo Congresso norte-americano.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros pediu na sexta-feira ao Governo de Washington que, a partir de 1 de setembro, reduza o número de diplomatas e colaboradores que trabalham na sua embaixada em Moscovo e nos consulados em São Petersburgo e noutras cidades, até ao mesmo número do pessoal diplomático russo nos Estados Unidos.

Tal implica reduzir a equipa diplomática, técnica e de apoio das missões dos Estados Unidos na Rússia até ter 455 pessoas, segundo Moscovo.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros russo anunciou também que a partir de 1 de agosto a embaixada dos Estados Unidos deixa de poder utilizar os armazéns na capital russa, e a mansão que dispõe em Serebrianyi Bor, uma zona de repouso em Moscovo.

Esta última medida parece responder às sanções impostas em dezembro pelo então Presidente norte-americano Barack Obama, que privaram o Governo russo de usar duas mansões em Maryland e Nova Iorque, que alegadamente tinha sido usadas para espionagem.

O Presidente russo, Vladimir Putin, alertou esta semana que a paciência de Moscovo se estava a esgotar, perante o que chamou de “histeria anti-Rússia” e a adoção de medidas contra o seu país “com objetivos políticos, na luta entre o Presidente Trump e os seus opositores políticos”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Procurador do MP investigado por ajudar traficante a fugir da prisão

Carlos Figueira, procurador do Ministério Público de Lisboa, está a ser investigado pela Polícia Judiciária por corrupção. O magistrado é suspeito de ter ajudado um traficante a fugir da prisão. Um procurador do Tribunal de Execução …

Refugiados em greve de fome por falta de condições em campo bósnio

Centenas de refugiados de um campo improvisado em Vucjak, na Bósnia, estão em greve de fome pelo segundo dia consecutivo para protestar contra a situação degradante em que se encontram. Os refugiados no campo improvisado …

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …