Trump diz que dinheiro para silenciar mulheres é seu e não da campanha

Gage Skidmore / Flickr

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos EUA insistiu que o dinheiro para silenciar as duas mulheres com quem teve relações é proveniente da sua fortuna e não dos fundos da campanha eleitoral.

“Os dinheiros não vieram da campanha, vieram de mim”, disse Donald Trump em entrevista à Fox que será transmitida amanhã e da qual já foram conhecidos alguns excertos.

“Na verdade, a primeira coisa que perguntei foi se estes dinheiros vieram da campanha, o que poderia ter sido um pouco nebuloso”, acrescentou Trump.

O Presidente norte-americano tinha acusado o seu ex-advogado pessoal, Michael Cohen, de “inventar histórias” para conseguir um “acordo” judicial.

Numa mensagem no Twitter, Trump referia-se à audiência de terça-feira, num tribunal federal, em que Cohen admitiu ter pagado a duas mulheres “a pedido do candidato” Donald Trump e “com a intenção de influenciar as eleições” presidenciais de 2016.

A admissão de Cohen implica que o Presidente norte-americano poderá ter cometido um crime, mas Trump disse que as ações de Cohen “não são crime”.

“Michael Cohen declarou-se culpado de duas acusações de violação das leis de financiamento das campanhas, que não são um crime“, escreveu.

“O Presidente [Barack] Obama teve uma importante violação das leis de financiamento e isso foi facilmente resolvido“, acrescentou.

Nas mensagens que publicou, Trump diz também sentir-se “muito mal” com a condenação, também na terça-feira, do seu ex-diretor de campanha Paul Manafort por crimes financeiros.

“A ‘Justiça’ pegou num caso de impostos com 12 anos, entre outras coisas, exerceu enorme pressão sobre ele e, ao contrário de Michael Cohen, ele recusou ‘vergar’ – inventar histórias para conseguir um ‘acordo'”, escreveu Trump.

Trump diz ainda, sobre Manafort, ter muito respeito por “um homem tão corajoso!”.

Num outro tweet, o chefe de Estado diz que não recomendaria os serviços do seu antigo advogado: “Se alguém procura um bom advogado, sugiro vivamente que não contrate os serviços de Michael Cohen!”.

Cohen, advogado e empresário, deu-se como culpado em cinco acusações de fraude fiscal, uma de fraude bancária e duas de violação das leis de financiamento das campanhas eleitorais, numa audiência no tribunal federal de Manhattan, Nova Iorque.

O advogado, que trabalhou mais de dez anos para Trump, precisou ter pagado as quantias de 130 mil e 150 mil dólares a duas mulheres que afirmavam ter tido uma relação com Donald Trump em troca do respetivo silêncio, “a pedido do candidato” e “com a intenção de influenciar as eleições” Presidenciais, de que Trump sairia vencedor.

Michael Cohen não forneceu os nomes das mulheres, mas os montantes correspondem aos pagamentos já conhecidos feitos a Stormy Daniels, atriz de filmes pornográficos que afirma ter tido uma breve ligação com Trump em 2006, e a Karen McDougal, uma ex-modelo da revista Playboy que afirma também ter tido uma ligação com o multimilionário em 2006-2007.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Franceses não dão tréguas. Greves podem durar até ao Natal

As mobilizações em França contra a reforma dos sistema de pensões, que paralisam vários setores mas sobretudo os transportes públicos, entraram no seu nono dia esta sexta-feira e podem continuar até ao Natal. Os sindicatos de …

Treinadores portugueses dominam provas europeias. Vão 9 a sorteio

Nove treinadores portugueses vão continuar das provas europeias, que incluem a Liga Europa e a Liga dos Campeões. Ao todo, seguem nas competições 48 clubes, que vão ver o seu futuro decidido no sorteio da …

Aumentos da Função Pública. Frente Comum abandona negociações com o Governo (e já pensa em formas de luta)

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública abandonou as negociações com o Governo sobre as medidas a incluir no próximo Orçamento do Estado, indignada com os aumentos salariais de 0,3% propostos pelo Executivo. Segundo relatou …

Alphonso Davies. De um refugiado no Gana a um dos maiores prodígios da Baviera

Alphonso Davies é um dos maiores talentos do futebol mundial na atualidade. O jogador nasceu num campo de refugiados no Gana e brilha agora nos relvados de Munique. Nascido já no novo milénio, Alphonso Davies é …

Bruxelas deverá aceitar redução do IVA da luz por escalões de consumo

A intenção do Governo de aplicar uma redução do IVA da eletricidade por escalões de consumo deverá ter o aval da Comissão Europeia. A notícia é avançado pelo Jornal de Negócios, que recorda que, em abril, …

Diretora da RTP boicotou investigação do "Sexta às 9" a instituto onde deu aulas

A diretora da RTP Maria Flor Pedroso confessou ter informado a diretora de uma instituição de ensino sobre uma investigação que estava a ser feita pela equipa do programa "Sexta às 9". Há uma nova polémica …

Bruno Lage renova com o Benfica até 2024

O treinador do Benfica, Bruno Lage, renovou o contrato até 2024, anunciou hoje o clube campeão português de futebol, no seu site oficial. Bruno Lage, de 43 anos, assumiu o comando da equipa principal do Benfica …

Autonomia para a contratação nos hospitais continua a depender de Centeno

Os hospitais já não precisam de autorização do Ministério das Finanças para substituir os profissionais de saúde. Porém, se quiserem ter total autonomia, continuam a precisar da aprovação do ministério tutelado por Mário Centeno. Na quarta-feira, …

Portugal garante duas entradas diretas na Champions de 2021/22

Portugal assegurou esta quinta-feira que vai terminar a época 2019/20 no 'top 6' do ranking de clubes de UEFA, garantindo duas entradas diretas, mais uma equipa na terceira pré-eliminatória, na Liga dos Campeões de futebol …

EDP processa Estado e reclama 717 milhões de euros

A EDP está a processar o Estado português, exigindo uma compensação de 717 milhões de euros devido ao antigo fundo de hidraulicidade. O Governo recusa essa hipótese. A EDP avançou com um processo contra o Estado …