Trump diz que dinheiro para silenciar mulheres é seu e não da campanha

Gage Skidmore / Flickr

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos EUA insistiu que o dinheiro para silenciar as duas mulheres com quem teve relações é proveniente da sua fortuna e não dos fundos da campanha eleitoral.

“Os dinheiros não vieram da campanha, vieram de mim”, disse Donald Trump em entrevista à Fox que será transmitida amanhã e da qual já foram conhecidos alguns excertos.

“Na verdade, a primeira coisa que perguntei foi se estes dinheiros vieram da campanha, o que poderia ter sido um pouco nebuloso”, acrescentou Trump.

O Presidente norte-americano tinha acusado o seu ex-advogado pessoal, Michael Cohen, de “inventar histórias” para conseguir um “acordo” judicial.

Numa mensagem no Twitter, Trump referia-se à audiência de terça-feira, num tribunal federal, em que Cohen admitiu ter pagado a duas mulheres “a pedido do candidato” Donald Trump e “com a intenção de influenciar as eleições” presidenciais de 2016.

A admissão de Cohen implica que o Presidente norte-americano poderá ter cometido um crime, mas Trump disse que as ações de Cohen “não são crime”.

“Michael Cohen declarou-se culpado de duas acusações de violação das leis de financiamento das campanhas, que não são um crime“, escreveu.

“O Presidente [Barack] Obama teve uma importante violação das leis de financiamento e isso foi facilmente resolvido“, acrescentou.

Nas mensagens que publicou, Trump diz também sentir-se “muito mal” com a condenação, também na terça-feira, do seu ex-diretor de campanha Paul Manafort por crimes financeiros.

“A ‘Justiça’ pegou num caso de impostos com 12 anos, entre outras coisas, exerceu enorme pressão sobre ele e, ao contrário de Michael Cohen, ele recusou ‘vergar’ – inventar histórias para conseguir um ‘acordo'”, escreveu Trump.

Trump diz ainda, sobre Manafort, ter muito respeito por “um homem tão corajoso!”.

Num outro tweet, o chefe de Estado diz que não recomendaria os serviços do seu antigo advogado: “Se alguém procura um bom advogado, sugiro vivamente que não contrate os serviços de Michael Cohen!”.

Cohen, advogado e empresário, deu-se como culpado em cinco acusações de fraude fiscal, uma de fraude bancária e duas de violação das leis de financiamento das campanhas eleitorais, numa audiência no tribunal federal de Manhattan, Nova Iorque.

O advogado, que trabalhou mais de dez anos para Trump, precisou ter pagado as quantias de 130 mil e 150 mil dólares a duas mulheres que afirmavam ter tido uma relação com Donald Trump em troca do respetivo silêncio, “a pedido do candidato” e “com a intenção de influenciar as eleições” Presidenciais, de que Trump sairia vencedor.

Michael Cohen não forneceu os nomes das mulheres, mas os montantes correspondem aos pagamentos já conhecidos feitos a Stormy Daniels, atriz de filmes pornográficos que afirma ter tido uma breve ligação com Trump em 2006, e a Karen McDougal, uma ex-modelo da revista Playboy que afirma também ter tido uma ligação com o multimilionário em 2006-2007.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

NASA revela novos fatos espaciais que os astronautas vão levar para a Lua (e são pura ficção científica)

A NASA apresentou na terça-feira, na sua sede, em Washington, Estados Unidos, os novos fatos espaciais que os astronautas da missão Artemis vão usar em 2024, quando voltarem à Lua. Fatos feitos em modelos 3D, à …

Panama Papers. Mossack Fonseca não gostou do filme e processou Netflix por difamação

A dupla de sócios do escritório de advogados Mossack Fonseca, envolvido no caso “Panama Papers”, moveu um processo em tribunal por difamação contra a Netflix. A plataforma anuncia a estreia, para esta sexta-feira, do filme “Laundromat: …

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …