Tropas dos EUA que vigiam zonas de petróleo na Síria atacadas por drones carregados com bombas

As forças norte-americanas que guardam campos de petróleo e gás no leste da Síria foram recentemente atingidas por munições improvisadas semelhantes a bombas de morteiro, lançadas por drones de pequeno porte.

Segundo noticiou o Drive, ainda se desconhecem os responsáveis pelos ataques que, embora não tenham causado vítimas, são os exemplos mais recentes deste tipo de ameaça. Para combater estes ataques, as Forças Armadas dos Estados Unidos (EUA) têm desenvolvido e implementado uma variedade cada vez maior de sistemas anti-drones.

A NPR foi o primeiro órgão de comunicação a relatar “um ataque a dois dos campos de petróleo” na Síria, vigiados atualmente por tropas norte-americanas. Ocorrido a 06 de março de 2020, este é o primeiro ataque nessas áreas desde que os EUA anunciaram, em outubro de 2019, a sua nova missão de proteger o petróleo e o gás natural na Síria.

A NPR não especificou os locais exatos dos ataques, indicando apenas que membros da “Guarda Nacional da Virgínia Ocidental” estiveram no local de um dos incidentes.

A Guarda Nacional do Exército da Virgínia Ocidental tem militares na 30ª Equipa de Combate à Brigada Blindada, atualmente destacada para a Síria. Em outubro de 2019, implementou um contingente de veículos de combate Bradley em duas bases operacionais avançadas, ambas situadas na província síria de Deir Ez Zor.

Depois que os Bradleys retornaram ao Kuwait, entre novembro e dezembro de 2019, os elementos da brigada permaneceram no país. Drones de um tipo não especificado, mas “carregando uma argamassa”, atacaram esses elementos a 04 de março. Dois dias depois, outros veículos aéreos não tripulados realizaram ataques semelhantes.

A NPR não forneceu fotos das munições utilizadas durante os ataques, mas relatou impactos visíveis um pelo menos um camião militar, bem como estilhaços em tanques de petróleo. Segundo investigadores do Exército, algumas dessas argamassas foram feitas com impressoras 3D, o que significa que foram projetadas de forma sofisticada, talvez por “um estado-nação”, avançou a NPR.

A descrição geral dos ataques, continuou o Drive, aponta para morteiros e drones semelhantes aos utilizados na Síria e no Iraque, há anos, pelo Estado Islâmico e outros grupos terroristas.

A impressão 3D é cada vez mais acessível, o que gera preocupações sobre a capacidade de cidadãos fabricarem armas, visto que os materiais necessários não são proibitivamente caros e não são inacessíveis para aqueles que já gastam centenas de dólares na aquisição de pequenos drones comerciais.

Ao mesmo tempo, há relatórios da inteligência norte-americana que revelam ameaças crescentes às tropas no Irão ou aos seus representantes regionais em todo o Médio Oriente. Essas preocupações cresceram desde a decisão do governo Trump de matar o general Qasem Soleimani, no Iraque, em janeiro de 2020.

A War Zone tem explorado ao longo do tempo o uso cada vez maior por parte do Estado Islâmico de veículos aéreos não tripulados, armados com munições improvisadas, como aconteceu em Mosul, no Iraque, em 2016 e 2017. Esta é uma situação que as tropas norte-americanas têm encontrado também no Afeganistão.

Essa realidade levou ao desenvolvimento de vários sistemas anti-drones. De acordo com relatos, os guardas da Virgínia Ocidental na Síria dispararam contra um dos drones durante um dos incidentes recentes, mas não está claro se utilizaram um desses sistemas.

A Força Aérea norte-americana também se está a preparar para implementar um sistema que usa um laser para abater pequenos drones. O Exército, acrescentou o Drive, deve fornecer, em abril, uma avaliação de vários sistemas já em uso. Já a Marinha começou recentemente a testar várias armas capazes de abater pequenos drones.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Golo polémico de Bernardo Silva: "As pessoas deveriam conhecer as leis do futebol"

Rodri estava em posição irregular quando o seu companheiro de equipa colocou a bola na frente. Mas como houve interferência de um defesa na jogada... A explicação e o "recado" de Robbie Savage. O Manchester City …

Um megassatélite em órbita de Ceres daria "um ótimo lar" para seres humanos

Enquanto Elon Musk, CEO da SpaceX, olha para Marte, o físico e astrobiólogo Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico da Finlândia, está de olho no planeta anão Ceres. Seres humanos a viver noutros planetas do Sistema …

O vento solar é estranhamente atraído para o Pólo Norte (e não se sabe porquê)

Durante anos, os cientistas pensaram que o vento solar era igualmente atraído para os Polos Norte e Sul da Terra. No entanto, estudos recentes mostram que estas partículas parecem preferir o Norte - e não …

22 mil pessoas vão assistir (no estádio) ao Super Bowl

Um terço das pessoas presentes será composto por profissionais de saúde. Quatro equipas ainda na luta pelo título do campeonato principal de futebol americano. O dia 7 de fevereiro vai contar com uma "visão rara" nos …

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …

Cientista dos EUA acredita que o monstro do Lago Ness pode ser uma antiga tartaruga marinha

Um importante cientista dos Estados Unidos acredita que desvendou o mistério do Monstro de Lago Ness e pensa que a criatura é uma espécie ancestral de tartaruga marinha. Henry Bauer, professor aposentado de Química e Estudos …

Biden quer banir uma palavra das leis de imigração dos Estados Unidos

Se o projeto de lei proposto por Joe Biden, recém-eleito Presidente dos Estados Unidos, for aprovado, a palavra alien ("estrangeiro") vai desaparecer das leis de imigração norte-americanas, sendo substituída pelo termo noncitizen ("não cidadão"). A …

“As pessoas são mortas na mesquita, na rua e no trabalho". Em Cabul, reina o medo

Os assassínios seletivos de jornalistas, políticos e defensores dos direitos humanos são cada vez mais frequentes no país, com Cabul e várias províncias a registarem um aumento da violência nos últimos meses. O medo está …

"Fiquem em casa". Enfermeiros deixam "grito de alerta desesperado" aos portugueses

A Ordem dos Enfermeiros lançou esta sexta-feira uma campanha de sensibilização a apelar aos portugueses para ficarem em casa, afirmando que é “um grito de alerta desesperado face à situação de catástrofe que se vive …

Senado francês aprovou lei que protege os sons e cheiros do campo

O Senado francês aprovou a lei, esta quinta-feira, que protege o "património sensorial" das áreas rurais do país, depois de várias queixas sobre os ruídos e cheiros típicos do campo. De acordo com o canal televisivo …