Tribunal brasileiro suspende decreto do Governo a extinguir reserva na Amazónia

Um tribunal federal suspendeu, esta quarta-feira, o decreto do Governo brasileiro que anula o estatuto de uma reserva natural na Amazónia para autorizar lá dentro uma exploração mineira privada, o que motivou uma grande onda de protestos.

A instância brasileira anunciou o equivalente a uma providência cautelar “para suspender imediatamente quaisquer medidas administrativas” que visem acabar com a zona de reserva, que tem o tamanho da Dinamarca.

O executivo brasileiro autorizou, na semana passada, a extinção de uma reserva natural de mais de 47 mil metros quadrados na Amazónia para permitir a exploração de minerais, por privados, na área, que estava reservada até aqui apenas ao Estado.

Na segunda-feira, o Governo brasileiro anunciou que iria rever o polémico decreto, mas mantém a extinção da Reserva Nacional de Cobre e seus Associados (Renca).

Essa área foi criada em 1984, ficando entre os estados do Amapá e do Pará, fronteiriços com o Suriname e Guiana Francesa.

Depois da polémica, o Presidente brasileiro, Michel Temer, decidiu revogar o decreto inicial e irá publicar um novo sobre o assunto, mais detalhado do que o anterior.

O novo decreto vai deixar as regras de exploração da região mais claras e oferecer mais garantias para a preservação das reservas ambientais e indígenas, explicou na segunda-feira o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, em conferência de imprensa.

“Por decisão do Governo, sairá brevemente um novo decreto, colocando ponto a ponto como deverá ser [a exploração] a partir de agora – após a extinção da reserva mineral, preservando as questões ambientais e indígenas, sejam reservas estaduais ou federais – e poder acompanhar mais de perto a atividade na região”, afirmou Coelho Filho, citado pelo portal G1.

Segundo o ministro, à luz das novas regras, será proibida, por exemplo, a licença para exploração para quem tiver atuado na exploração mineira ilegal na reserva antes da publicação do referido decreto.

A decisão do Governo de extinguir a Renca desencadeou uma série de críticas por parte de diferentes setores da sociedade brasileira, desde ambientalistas a artistas.

A Rede Eclesial Pan-Amazónica (Repam), ligada ao Conselho Episcopal Latino-Americano e do Caribe (Celam), foi uma das que repudiou a extinção da Renca. Em comunicado, na segunda-feira, a Repam defendeu que o “decreto de extinção vilipendia a democracia brasileira, pois com o objetivo de atrair novos investimentos ao país o Governo consultou apenas empresas interessadas em explorar a região”.

A modelo Gisele Bündchen também foi uma das que comentou o decreto, qualificando-o de “vergonha”, enquanto a cantora Ivete Sangalo publicou nas redes sociais uma mensagem em que se lia: “Brincando com o nosso património? Que grande absurdo. Tem que ter um basta”.

Em resposta às críticas iniciais, o Palácio do Planalto publicou um comunicado em que afirmava que a reserva “não é um paraíso como querem fazer parecer”.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. tem graça que nenhum tribunal brasileiro impediu que o lula entregasse aos EU uma parte da amazonia como penhora da divida externa do brasil!!!! so marina silva se indignou…..
    tambem nao percebo porque e que nenhum tribunal impediu que lula alugasse por 100 anos uma parte da amazonia para a exploraçao exaustiva se soja a coreia do sul… retirando da adminsitraçao brasileira o controle dessas terras… tambem nao percebo a sra gonçalves que vem de uma forma basica dar palpites sobre que governo é que e bom..kkkk como se o anterior donde tambem fazia parte temer… nao tivesse delapidado os cofres do estado do brasil em bilioes de reais via mensalao, lava jacto etc etc e etc… a amazonia e uma resrva brasileira de recursos naturais… ainda nao foi anexada aos bens da ivete sangalo ou ao patrimonio dessa multimilionaria que vive no exterior da gissela.. de facto o governo do brasil tem toda a legitimidade de usar o seu territorio para rentabilizar a economia e tentar reverter a decadencisa economica em que lula e dilma deixaram o brasil.. agora vem os pseudo ambientalistas reclamar…. todos com o rei na barriga e contas bancarias no exterior!so e pena que nao se lembrem de que investimento e sempre uma potencial fonte de recursos para todo o povo.. e nao como dilma queria so para alguns( veja se o veto sobre os lucros do petroleo)… mas adiante…. ja se percebe que a gerngonça ca e la consegue dar a volta a cabeça dos i gnorantes e mal (in)formados .

RESPONDER

Défice está a agravar-se. Medidas contra a pandemia custaram 660 milhões ao OE

O défice orçamental em abril agravou-se em 341 milhões de euros, quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Os impactos da pandemia de covid-19 já se estão a fazer sentir. De acordo com os …

Equipas da I Liga vão poder fazer cinco substituições até ao final da época

As equipas da I Liga vão poder fazer cinco substituições e ter nove jogadores suplentes nos restantes encontros da edição 2019/20, anunciou a Liga de clubes. "No remanescente da época desportiva 2019/20, os clubes devem designar …

António Costa avisa TAP. Plano de rotas "não tem credibilidade"

O primeiro-ministro considera que a Comissão Executiva da TAP tem o dever legal de "gestão prudente" e "não tem credibilidade" um plano de rotas sem prévia informação sobre a estratégia de reabertura de fronteiras de …

Acordo iminente entre FC Porto e PSG por Alex Telles. Dragões encaixam 25 milhões

O desportivo A Bola garante esta quarta-feira que está praticamente alcançado o acordo para a para a transferência de Alex Telles do FC Porto para o PSG. De acordo com o jornal, o negócio que levará …

Líder do CDS não descarta coligações com o Chega (nem apoio a Marcelo nas Presidenciais)

Francisco Rodrigues dos Santos disse, esta quarta-feira, que os "partidos à direita do PS" devem ter as mesmas ferramentas que a geringonça. Por esse motivo, não descarta coligações com o Chega. Numa entrevista à TSF, o …

Sem contrato com Estado, CP só tem dinheiro até junho

A CP - Comboios de Portugal enfrenta dificuldades de liquidez, não só por causa do impacto económico da pandemia, mas também porque o Estado ainda não pagou a respetiva compensação anual pelo serviço público prestado. De …

Encontradas ruínas de uma cidade chinesa construída há 5.300 anos

As ruínas de uma antiga cidade chinesa com 5.300 anos foram encontradas por uma equipa de investigadores. A descoberta revela um planeamento urbano sem precedentes. Uma equipa de investigadores encontrou as ruínas de uma antiga cidade …

Twitter coloca alerta de "verificação de factos" em publicações de Donald Trump

O Presidente dos Estados Unidos rejeitou na terça-feira a interferência do Twitter na "liberdade de expressão" que a rede social exerceu diretamente contra um texto publicado, através do novo processo de verificação de mensagens. "O Twitter …

PSP detém dois polícias suspeitos de integrar grupo criminoso violento

Dois polícias foram detidos numa operação que a PSP está a realizar, esta quarta-feira, em várias zonas do país, em particular em Lisboa e em Setúbal, no âmbito de uma investigação sobre um grupo criminoso …

Queda de 7% do PIB e desemprego nos 10%. As previsões do Governo divulgadas aos partidos

Queda de 7% no PIB, défice de 6,5% e taxa de desemprego a atingir os 10%. Estas são as previsões macroeconómicas do Governo, que continuou esta terça-feira a ronda com os partidos com assento Parlamentar. …