Tigresa “devoradora de homens” faz 9ª vítima

kohlmann.sascha / Flickr

-

As autoridades indianas anunciaram esta sexta-feira a morte da nona vítima de ataque de um tigre fêmea que, desde dezembro, devorou apenas pessoas do sexo masculino no norte do país, ganhando a fama de “devoradora de homens”.

Um funcionário do distrito de Bijnor, Salil Shukla, citado pela AFP, disse que a vítima é um jovem camponês que se deslocou à densa floresta perto do Parque Nacional Jim Corbett, no Estado de Uttar Pradesh.

“A vítima estava desaparecida desde quinta-feira. Ela foi para a selva para encontrar o seu gado”, contou Salil Shukla, assinalando que “esta é a nona vítima da devoradora de homens”.

“Devoradora de homens”

A história do felino assassino começou a 29 de dezembro, quando matou o agricultor Vijay Singh, de 20 anos, no distrito de Moraújo, também em Uttar Pradesh.

De acordo com fontes dos serviços florestais, sete dos ataques do animal ocorreram em Uttar Pradesh, enquanto o outro teve lugar no Estado vizinho de Uttarakhand.

A guarda-florestal indiana ativou, sem sucesso, um dispositivo para caçar o tigre fêmea e enviou seis homens armados para caçar o felino que “devora homens”. Apesar de terem sido colocadas várias armadilhas, a sua captura continua complicada, porque durante o dia esta se esconde nas plantações de canas-de-açúcar, que cobrem 90 por cento da região.

Para caçar suas presas, os caçadores estão a usar armadilhas ou iscas (cabras, por exemplo), enquanto os “Rangers” vasculham a floresta montados em elefantes, empunhando armas tranquilizantes.

Os moradores da vizinhança estão preocupados com a presença do tigre, refere a AFP, que entrevistou no distrito de Bijnor a irmã da mais recente vítima do animal.

“Pela primeira vez percebemos que vivemos tão perto de tigres”, disse Anand Saini, de 26 anos, sublinhando que “as crianças da aldeia são aconselhadas a não se aventurar para muito longe, especialmente na parte da manhã e depois do pôr do sol”.

O país dos tigres

A Índia tem cerca de 1.700 tigres, que representa 60 por cento da população mundial de uma espécie que também existe em outros países asiáticos como Bangladesh, Vietname, Tailândia, Nepal e Camboja.

Embora os ataques sejam raros, a perda do seu habitat natural pode fazer com que os animais e os seres humanos coabitem no mesmo espaço, tornando-se um perigo para a vida das pessoas.

Os ambientalistas consideram que um tigre que já consumiu carne humana dificilmente pode ser reintegrado no seu meio, pelo que a única solução responsável é matá-lo.

De acordo com o World Wildlife Fund, os tigres perderam 93% do território total que costumavam ocupar, 45% só na última década, devido ao aumento da população e consequente uso de áreas de florestas em campos agrícolas, áreas urbanas e locais mineiros.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Totalmente depauperado". Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente "depauperado". Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 …

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …

Vila Galé abandona projeto que ameaçava reserva indígena no Brasil

O Vila Galé anunciou que vai abandonar o projeto para a instalação de um resort na região da Bahia, que tem estado debaixo de críticas por estar previsto para um local de potencial reserva indígena. Em …

Depois de ter sido expulsa da Hungria, universidade criada por George Soros reabre na Áustria

A Universidade da Europa Central, criada pelo bilionário George Soros em Budapeste, na Hungria, em 1991, foi expulsa do país depois que o primeiro-ministro Viktor Orbán a acusou de promover valores liberais no país, incluindo …

Bloco defende fim de portagens nas ex-Scut do interior

A coordenadora do BE defendeu esta segunda-feira, no Porto, o fim das portagens nas ex-Scut do interior do país e a necessidade de "rever" as parcerias público-privadas rodoviárias por serem "absolutamente lesivas para os cofres …

Jovem muçulmana de Tavira já tem equipamento para jogar basquetebol

A jovem atleta do Clube de Basquetebol de Tavira, impedida de alinhar num jogo no passado domingo, já possui o equipamento que lhe permite jogar segundo as regras da modalidade e da religião muçulmana. Fátima Habib …

Presidente da Catalunha começa a ser julgado por desobediência

O presidente do Governo regional da Catalunha reconheceu, esta segunda-feira, que não cumpriu a ordem da comissão nacional de eleições espanhola de remover os símbolos separatistas alegando ser "ilegal" e de cumprimento "impossível". "Sim, eu desobedeci", …

Um restaurante acabou de abrir a um quarteirão da Casa Branca. Chama-se "Comida de Imigrante"

Um restaurante chamado "Immigrant Food" ("Comida de Imigrante") abriu a um quarteirão da Casa Branca. O local quer fazer com que ajudar imigrantes seja tão fácil como pedir comida de um menu. Assim, além de comida, …