Além de sermos bons ouvintes, também deveríamos tentar comunicar com extraterrestres

Desde há muito tempo que os seres humanos são fascinados pela ideia de não estarmos sozinhos no Universo. Um cientista sugere que para além de tentar escutar sinais extraterrestres, deveríamos também investir em enviar mensagens a possíveis civilizações alienígenas.

Os cientistas estão constantemente a escutar o Espaço, à procura de possíveis sinais ou mensagens extraterrestres que sejam sinais de vida inteligente fora do nosso planeta. Num artigo de opinião publicado no blogue da Scientific American, o cientista Jerome H. Barkow sugere que para além de ouvirmos, também deveríamos tentar enviar mensagens a civilizações extraterrestres.

O especialista explica que pode haver muitas razões pelas quais ainda não detetamos outras espécies inteligentes na infinidade do Espaço. Uma das possíveis razões é que, tal como na Terra, os espécimes inteligentes podem não ter capacidades tecnológicas para comunicar connosco.

No outro extremo, há também a possibilidade das outras espécies inteligentes simplesmente não estarem interessadas em contactar connosco. O cientista sugere que esta é uma forte possibilidade, já que não somos suficientemente interessantes para eles, “pelo menos para já”.

“Estamos a aprender que ‘lar’ é mais amplo que o nosso planeta. Estamos a ficar rapidamente uma espécie espacial, com a tecnologia e o investimento necessários a serem gerados pela competição entre nações, bilionários e empresas”, diz Barkow.

“Hoje, ninguém antecipa encontrar organismos inteligentes e de alta tecnologia em qualquer lugar do nosso sistema planetário, mas procurar vida noutros planetas e nas suas luas facilita a aceitação de que a comunidade em que vivemos não termina nos arredores do sistema solar”, acrescenta.

E caso conseguíssemos comunicar com uma civilização extraterrestre, prossegue Barkow, seria uma conversa lenta. Isto porque, dada a eventual distância entre os dois, nem a velocidade da luz seria suficiente para manter uma conversa corrida.

O cientista escreve ainda que saber que muito provavelmente não estamos sós, faria de nós uma espécie moralmente melhor, “da mesma forma que a crença religiosa num ser omnisciente, invisível, mas atencioso, faz com que muitos de nós sigam códigos de conduta”.

Barkow sugere, assim, que tentemos comunicar com civilizações extraterrestres e não apenas fiquemos à escuta, à espera. Na sua ótica, seria útil “porque nos faz pensar na vizinhança, porque envolve bater nas portas das casas que podem estar vazias ou conter apenas os indiferentes, mas também pode, de facto, conter pessoas cuja boa opinião queremos cultivar”.

O especialista também parece não acreditar na hipótese de darmos de caras com extraterrestres hostis, ao estilo de “A Guerra dos Mundos”, de H.G. Wells.

“Se os extraterrestres estão tão empenhados em destruir outras espécies, porque é que eles já não estão aqui? Afinal, estamos a enviar ondas de rádio para o espaço desde a invenção do rádio”, escreve Barkow.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A procurar tão longe quando parece já estarem aqui??!! Devem estar a pensar que somos únicos. Eles não existem para nos ajudarem convençam-se disso!!

  2. Preocupo-me muito mais com certos “extra alucinados” que com os ditos extra terrestres. Para muitos é o seguinte; “nunca os vi, mas que os há há ” !

  3. Enviar mensagens para o Universo, sem saber quem as pode escutar?!

    Será que este “cientista” também mete o sistema sonoro lá de casa na varanda, a convidar qualquer um a entrar na sua casa?

    Isto é só “inteligentes”.

    De qualquer forma, os extraterrestres andam por cá desde sempre. E o que é curioso (ou não), é nos últimos tempos, entidades oficiais de vários países reconhecerem esse facto publicamente. Eventualmente poderemos ter novidades sobre isso num curto prazo, o que será um grande choque para alguns humanos que se acham únicos.

    Vamos aguardar.

RESPONDER

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …

"Vocês são uns ingratos". Vieira arrasa equipa após empate com o Tondela

Luís Filipe Vieira foi ao balneário falar com os jogadores após o empate com o Tondela. O presidente benfiquista mostrou-se irritado e acusou os futebolistas de ingratidão. Depois do empate do SL Benfica com o CD …

Costa tirou o tapete ao seu "super-ministro" (que é cada vez mais candidato a líder do PS)

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, já foi um peso-pesado do Governo de António Costa, mas o primeiro-ministro desautorizou-o na discussão sobre o futuro da TAP, num claro sinal de que a "lua-de-mel" entre os …

Há dois candidatos na calha para suceder a Centeno. Siza Vieira fora da corrida

Pedro Siza Vieira era apontado como o favorito a suceder a Mário Centeno na pasta das Finanças, mas recusou essa possibilidade. Nelson de Souza e João Leão são agora os dois principais candidatos. Com a saída …