Templo de Esna foi restaurado ao fim de 2000 anos (e surpreendeu com misteriosos segredos egípcios)

Descoberto há cerca de 200 anos, o antigo templo egípcio de Esna guardava segredos há mais de 2000 anos. Agora esses segredos foram revelados graças a um projeto de restauração iniciado em 2018, onde foram encontradas centenas de inscrições escondidas, pinturas e constelações ilustradas.

De acordo com o Ati, as obras de arte estavam bem preservadas, mas estavam cobertas por camadas de terra e fezes de pássaros compactadas. Christian Leitz, professor do Instituto de Estudos do Antigo Oriente Próximo da Universidade de Tübingen, liderou as investigações.

A equipa passou os últimos dois anos a descobrir, preservar e documentar as inscrições encontradas, sendo que algumas delas revelaram oficialmente nomes de egípcios antigos pela primeira vez.

Serge Sauneron já tinha liderado uma escavação semelhante em Esna em meados do século XX. Embora reconhecesse que as inscrições eram inestimáveis ​​e publicasse algumas das suas descobertas na íntegra, o investigador nunca conseguiu encontrar todos os segredos que estavam presentes no interior do templo. Agora, depois de restauradas, os historiadores estão a reavalia-las inteiramente.

University of Tübingen

Centenas de inscrições e ilustrações foram devidamente documentadas pela primeira vez com restauração rigorosa

“Os hieróglifos que Sauneron explorou eram frequentemente esculpidos de forma muito grosseira”, disse Leitz. “Isso significa que apenas as versões preliminares das inscrições foram procuradas. Só agora é que temos uma imagem da versão final”, considera. Leitz e a sua equipa acreditam que as elaboradas inscrições e os trabalhos decorativos podem ter demorado 200 anos para serem concluídos.

Contudo, o templo não é apenas famoso pelo seu teto extremamente alto e as inscrições que nele existem, mas também é considerado o lugar onde se encontram os textos hieroglíficos coerentes descobertos mais recentemente. “Aqui encontramos, por exemplo, os nomes de antigas constelações egípcias, que antes eram completamente desconhecidas”.

University of Tübingen

O teto representa o céu noturno e contém os nomes egípcios originais das constelações – que nunca foram documentados antes

Os arquitetos egípcios incluíam frequentemente o que acreditavam ser números universais no seu trabalho. Esses “números mágicos” correlacionam-se com o sistema de crenças da cultura egípcia e isso torna o templo de Esna ainda mais curioso.

O teto do templo retrata um céu noturno com inscrições que detalham crenças espirituais e religiosas. Os sacerdotes que estavam dentro do templo também se certificavam de que as suas ideias cosmológicas contemporâneas eram expressas nas paredes, local onde foram descobertos nomes de algumas constelações.

O impressionante trabalho de restauração devolveu ao local a sua aparência original, pela primeira vez em 2000 anos.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Olá,
    Quando se fala em restaurar monumentos ou artefactos antigos, a palavra correcta a utilizar é “restauro”, e não “restauração” 🙂
    Bom trabalho,
    PVF

    • Caro leitor,
      Obrigado pelo seu reparo. Na realidade, não é a primeira vez que esta questão se levanta.
      Os nossos jornalistas usam ambas as formulações, e ambas estão correctas.
      Atente por favor à definição de Restauração no Priberan:

      res·tau·ra·ção
      (latim restauratio, -onis, renovação)
      substantivo feminino
      1. Acto ou efeito de restaurar. = RESTAURAMENTO, RESTAURO
      2. Restabelecimento; recomposição.
      3. Reparação ou conserto de algo que está em mau estado de conservação. = RESTAURO
      4. Retorno a uma situação ou estado anterior.
      5. [História] Reaquisição da independência nacional.
      (francês restauration)
      substantivo feminino
      [Comércio] Actividade comercial de preparação e fornecimento de refeições em restaurantes e estabelecimentos similares.
      restauração“, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

    • Fico particularmente incomodado quando alguém procura corrigir erradamente. Se não sabem, fiquem pelo silêncio ou façam uma pesquisa antes de comentar. Hoje em dia até é fácil fazê-lo pela internet.

      Aqui fica:

      res·tau·ra·ção 1
      (latim restauratio, -onis, renovação)
      substantivo feminino
      1. .Ato ou efeito de restaurar. = RESTAURAMENTO, RESTAURO

      2. Restabelecimento; recomposição.

      3. Reparação ou conserto de algo que está em mau estado de conservação. = RESTAURO

      4. Retorno a uma situação ou estado anterior.

      5. [História] Reaquisição da independência nacional.

      Palavras relacionadas: restauramento, restauro, reparação, restaurador, restaurar, restaurante, restaurativo.

      res·tau·ra·ção 2
      (francês restauration)
      substantivo feminino
      [Portugal] [Comércio] .Atividade comercial de preparação e fornecimento de refeições em restaurantes e estabelecimentos similares.

  2. Bom dia,
    Peço desculpa de deitar mais lenha para a fogueira, mas a pessoa que corrigiu em primeiro lugar, está completamente correta. O termo utilizado pelos meus pares (sou Técnica de Conservação e Restauro, a frequentar o Mestrado em Conservação e Restauro), é “restauro”, ou “restaurar”. “Restauração”, apesar de ainda se encontrar nos dicionários portugueses, já nada tem a ver com o acto de restaurar. Este termo, com esta definição, é antigo. Deixou de ser utilizada, mais ou menos, na 2° metade do século XX.
    O termo “restauração” é utilizado para designar toda a atividade de restaurantes ou locais de venda de comida, e, no Brasil, para a atividade de reparar algo em mau estado de conservação (ou seja, restauro).
    Em Portugal, este termo já não é utilizado neste contexto.
    Ambas as pessoas que responderam, mencionam as definições encontradas em dicionários, e ambas as definições demonstram, claramente, que o termo “restauro” é utilizado em vez do termo “restauração”.
    Se querem uma referência mais forte sobre o termo correto que deve ser utilizado, peço que leiam a resposta à carta da Associação Profissional de Conservadores-restauradores de Portugal (ARP), à carta lançada por Historiadores contra a conservação dos Painéis de São Vicente de Fora: “Este termo, aliás, apenas de forma anacrónica descreve a actividade, por foi substituído gradualmente pela palavra” restauro”, de influência italiana e divulgado a partir dos anos 60-70 em Portugal (…) “.
    Por isso, peço que não tomem as definições dadas por dicionário como parâmetros rígidos. Há que pesquisar na Internet, com mais afinco, para determinar a utilização de certos termos, principalmente termos técnicos.
    Obrigada.

RESPONDER

Diminuição da esperança média de vida é "consequência inevitável" da pandemia

A esperança média de vida em Portugal vai necessariamente diminuir em consequência da pandemia de covid-19, defendeu um especialista, explicando que isso decorre do efeito combinado da morte de idosos, mas também de jovens em …

Novo estudo explica a importância de esterilizar os gatos antes da adolescência

Um novo estudo sugere que a idade de esterilização dos gatos deve ser antecipada de seis para quatro meses, com o objetivo de prevenir ninhadas indesejadas de gatinhos, que muitas das vezes acabam por ser …

Publicidade do Pingo Doce a promoções viola a lei do confinamento

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica está a avaliar incumprimento que visa aumentar clientes em loja durante o fim de semana. Os supermercados da Jerónimo Martins estão a publicitar promoções numa altura em que …

A tomada de posse de Joe Biden deixou os apoiantes do QAnon sem rumo

Com a tomada de posse de Joe Biden como 46.º Presidente dos Estados Unidos, esta quarta-feira, a frustração começou a infiltrar-se entre os apoiantes do QAnon. O QAnon é um movimento nascido, em 2017, no seio …

Pela quarta vez em quase 50 anos, gelo cobriu o deserto do Saara

Na terça-feira passada, um dos lugares mais secos do mundo acordou com uma geada sobrenatural. Foi apenas a quarta vez em quase 50 anos. No deserto do Saara, no noroeste da Argélia, nos arredores da cidade …

Novo máximo de mortes. São mais 275 óbitos e 11 721 novos casos

Portugal registou mais 275 mortos e 11 721 novos casos de infeção por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) deste domingo. É o novo máximo de mortes …

Longas filas para votar em segurança. Candidatos a Belém apelam ao voto

As mesas de voto para as eleições presidenciais abriram hoje às 08h00, e as longas filas são uma realidade em todo o país. Todos os candidatos já votaram. De acordo com o porta-voz da Comissão Nacional …

Afluência às urnas até às 12:00 foi de 17,07%. Valor é superior ao das presidenciais de 2016

A afluência às urnas para a eleição do próximo Presidente da República situava-se, até às 12:00 de hoje, nos 17,07%, segundo dados da Comissão Nacional de Eleições (CNE). Nas últimas eleições presidenciais, em 24 de janeiro …

Estado perde rasto a candidatas a asilo. Há 33 mulheres em fuga

Cerca de trinta e três mulheres requerentes de asilo a Portugal fugiram ao controlo do Conselho Português para os Refugiados (CPR) entre dezembro de 2020 e janeiro deste ano. O Estado não sabe do seu …

OM alerta que sem profissionais não adianta ter mais camas. Hospital de Almada com ocupação de 250%

Numa altura em que estão a ser disponibilizadas mais camas para doentes covid em Portugal, a Ordem dos Médicos alerta que só isso não chega. Há muitos hospitais que se encontram no limite dos seus …