Cientistas criam “televisão” ultravioleta para animais (que nos vai ajudar a entendê-los melhor)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Queensland, na Austrália, desenvolveu uma “televisão” ultravioleta para ajudar os especialistas a entender melhor a forma como os animais veem o mundo.

Os monitores de televisões ou computadores têm sido usados para exibir estímulos visuais em estudos de visão animal, mas, até hoje, nenhum conseguiu testar a visão ultravioleta, isto é, a capacidade de ver comprimentos de onda de luz inferiores a 400 nanómetros.

Samuel Powell, do laboratório Queensland Brain Institute’s Marshall, acredita que a nova “televisão” ultravioleta vai ajudar a desvendar os segredos da visão dos animais, incluindo peixes, pássaros e insetos.

Normalmente, as televisões comuns usam três cores – vermelho, verde e azul – para criar imagens. A nova tecnologia usa cinco, incluindo o violeta e o ultravioleta. “Com esta tela, é possível mostrar formas simples a animais, de forma a testar a sua capacidade de distinguir as cores ou sua perceção de movimento, movendo padrões de pontos”, explicou.

“Batizamos carinhosamente esta tecnologia de UV-TV, mas duvido que alguém queira uma em sua casa”, acrescentou, citado pelo EurekAlert.

Cada pixel é composto por cinco LEDs, um de cada cor. A sua resolução é bastante baixa – apenas 8 por 12 pixeis numa tela de 4 por 5 centímetros. De acordo com os cientistas, esta resolução é suficiente para analisar como a perceção da luz ultravioleta ajuda vários animais a entender o mundo à sua volta.

A investigadora Karen Cheney explicou que existem muitos padrões de cor na natureza que são invisíveis para os seres humanos “por não conseguirem detetar UV”. Esta tecnologia permitirá à equipa expandir a sua compreensão da biologia animal.

Enquanto que as abelhas usam padrões UV em flores para localizar o néctar, por exemplo, os peixes podem reconhecer indivíduos usando padrões faciais UV. “Recentemente, começamos a estudar a visão de peixes-palhaço que, ao contrário dos humanos, têm uma visão sensível aos raios ultravioleta”, adiantou a investigadora em comunicado.

“A nossa pesquisa mostrou que as listas brancas nestes peixes também refletem UV, o que sugere que os sinais de cor UV podem ser usados pelos peixes ​​para se reconhecerem uns aos outros”, esclareceu Cheney, acrescentando que “podem também estar envolvidos na sinalização de dominância dentro do seu grupo social”.

As descobertas surgem num artigo científico publicado recentemente na revista Methods in Ecology and Evolution.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …