/

“Team Strada”. MP investiga denúncias contra o youtuber Hugo Strada

2

@hugostrada / Instagram

Os youtubers do canal “Team Strada” no Curto Circuito da SIC Radical com Hugo Strada a segurar a camisola vermelha.

O Ministério Público está a investigar as denúncias efectuadas contra o youtuber Hugo Strada, o criador do canal do YouTube “Team Strada” que reúne vários adolescentes. O inquérito judicial foi despoletado por iniciativa da Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens.

As denúncias referem uma exagerada proximidade entre o youtuber de 36 anos e jovens adolescentes, havendo também acusações de extorsão, de burla e de aproveitamento de menores.

A Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção de Crianças e Jovens (CNPDPCJ) explica ao Observador que estão em causa “eventuais situações que podem consubstanciar perigo” para os jovens envolvidos.

A CNPDPCJ refere ainda que o caso foi remetido para o Ministério Público porque “se desconhece o local de residência das crianças/jovens envolvidos”, caso contrário seria enviado para a Comissão de Protecção de Menores da área de residência dos adolescentes.

Fonte da Procuradoria Geral da República (PGR) já confirmou “a instauração de um inquérito”.

O caso começou com a divulgação de vários vídeos nas redes sociais que põem em causa a elevada proximidade física entre Hugo Strada e os jovens do “Team Strada”, um canal do YouTube que reúne jovens interessados em tornarem-se influenciadores digitais.

O grupo Voluntários Digitais em Situações de Emergência para Portugal (VOST Portugal) dirigiu-se directamente à CNPDPCJ, denunciando a situação por considerar que estão em causa conteúdos “impróprios”, como sustenta ao Observador o coordenador Jorge Miguel Gomes.

“A nossa maior pergunta, aliás, é onde estão os pais destas crianças?“, pergunta Jorge Miguel Gomes.

Entre as imagens divulgadas, nomeadamente pelo youtuber João Sousa, com quase 730 mil subscritores, é possível ver Hugo Strada a entrar numa casa de banho onde uma adolescente está sentada na sanita a fazer as suas necessidades, a vaporizar os genitais de outra jovem com um spray desodorizante por cima da roupa, a beijar outro jovem youtuber na boca e a colocar a mão na coxa de uma outra menor.

https://twitter.com/joaosousayt/status/1154043960337162241

João Sousa fala em conteúdos “desconfortáveis e duvidosos” e assegura que “isto é só a ponta do icebergue”. “Não faço esta merda pelo clout [fama], acredito mesmo que existam crianças em risco“, escreve ainda o youtuber.

O humorista Pedro Teixeira da Mota divulgou também um vídeo com a participação de elementos da “Team Strada” no programa “Curto Circuito” da SIC Radical, a 19 de Julho passado, onde Hugo Strada beija o youtuber Dumbo, de 17 anos, na boca.

Dumbo já veio considerar que foi um gesto inocente e comparou-o a “um beijinho ao pai”. “O Hugo é como um pai que nunca tive ao meu lado“, escreve o jovem no seu perfil do Twitter.

Hugo Strada fala em “manipulação de imagens”

Pelas redes sociais circulam também gravações áudio em que Hugo Strada ameaçará, alegadamente, ex-membros da “Team Strada”, aconselhando-os a não falarem mal dele. Contudo, não é certo que se trate de facto da voz de Hugo Strada.

O youtuber de 36 anos fala em “difamação” e “manipulação de imagens” e promete agir judicialmente “para repor a verdade”.

Vários jovens já vieram a público defender Hugo Strada, mas também há testemunhos de alguns ex-elementos da “Team Strada” a fazerem-lhe acusações. É o caso de Luana que terá deixado a equipa de youtubers e que numa publicação no Twitter falou em “abuso psicológico”, acusando Hugo Strada de “não pagar nos eventos”, como cita a Sábado. A sua conta foi, entretanto, apagada.

Luana também referiu que “não concord[a] com as acusações de pedofilia”, frisando que são de “uma gravidade extrema”.

A jovem Melanie Vicente, que já pertenceu à “Team Strada”, também critica o gestor do canal, falando em “extorsão infantil” e acusando-o de se aproveitar da “ingenuidade” dos adolescentes para ganhar dinheiro.

“A única coisa que eu tenho feito desde que saí daquele projecto foi alertar os mais novos para a ilusão que aquele homem criou, do quão roubados estavam a ser”, escreve a jovem, acusando-o de ter feito “joguinhos psicológicos” com a sua mãe, para que ela a “obrigasse a ficar calada”.

A “Team Strada” surgiu em 2018 como “a Nova Casa dos Youtubers em Portugal“, copiando um conceito de outros projectos, com o intuito de divulgar conteúdos de youtubers na plataforma de vídeos.

O canal tem milhões de visualizações, o que lhe garantiu parcerias com marcas e digressões pelo país para a realização de encontros com jovens em centros comerciais e noutros locais.

No seu perfil do Instagram, onde tem mais de 168 mil seguidores, Hugo Strada apresenta-se como artista e gestor de eventos, produtor de entretenimento e empreendedor. Além de gerir o canal do YouTube da “Team Strada”, também tem feito algumas colaborações com o DJ Mastiksoul, com quem lançou algumas músicas.

  SV, ZAP //

2 Comments

  1. Alguém que diga a estes jovens que ser “youtuber” não é um modo de vida, mas sim um trabalho complementar (ou um hobby).
    Também era bom que se preocupassem em saber escrever, de forma a fazerem algo de produtivo para eles próprios e inserirem-se mais facilmente no mercado laboral, em lugar de tentarem obter dinheiro pela via mais fácil, pois tal nunca dá bom resultado.

  2. E se os pais se dessem ao TRABALHO DE SEREM PAIS E EDUCADORES, em vez de se darem à comodidade de deixarem os filhos entregues a si próprios?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.