Suspeito da invasão ao Capitólio e procurado pelo FBI recebe asilo na Bielorrússia

1

Jim Lo Scalzo / EPA

Um suspeito do motim no Capitólio, acusado de atacar a polícia durante a insurreição, e procurado pelo FBI, recebeu asilo na Bielorrússia, segundo a imprensa local.

“O cidadão americano Evan Neumann recebeu o estatuto de refugiado na Bielorússia. O documento foi-lhe entregue hoje no Departamento de Cidadania e Migração da Direção de Assuntos Internos do Comité Executivo Regional de Brest”, lê-se numa declaração partilhada pela agência noticiosa estatal bielorrussa BelTA.

“Sinto-me seguro na Bielorrússia. É calmo, eu gosto de estar neste país”, referiu Neumann, segundo o The Daily Beast.

“Hoje estou com sentimentos mistos. Estou contente pela Bielorrússia ter tomado conta de mim. Estou chateado por ter acabado nesta situação, por no meu país natal existirem tais problemas”, acrescentou o suspeito.

Neumann vendeu a sua casa na Califórnia e fugiu dos Estados Unidos em agosto de 2021, para reaparecer na Bielorrússia em novembro segundo o Insider.

Defendeu a sua fuga para a Bielorússia, afirmando que tinha medo de ser torturado pelo sistema judicial dos Estados Unidos.

“Não tenho esperança no sistema de justiça dos EUA neste momento. Não sou suficientemente forte para resistir à tortura”, contou Neumann, numa emissão da ATN, um órgão de comunicação estatal bielorrusso.

Evan Neumann está na lista dos mais procurados do FBI e enfrenta seis acusações, incluindo agressão a oficiais, obstrução à lei, entrada no Capitólio sem autorização, e conduta violenta, de acordo com documentos de um tribunal federal de Washington.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.