Steve: o misterioso fenómeno que os cientistas estão a tentar desvendar

Steve, o misterioso fenómeno celeste que pinta os céus com tons de roxo e verde, foi estudado por cientistas da NASA, que revelam que se trata de uma nova forma de aurora boreal.

Cientistas da NASA estão a estudar as propriedades do misterioso fenómeno chamado “Steve“, nome dado pelos observadores deste evento que é, também, uma abreviatura de “Strong Thermal Emission Velocity Enhancement”.

Steve é semelhante a uma aurora boreal e tem sido documentado nos céus do Canadá, descrito geralmente como um fio vertical de luz roxa e tons esverdeados.

Segundo Elizabeth MacDonald, cientista da NASA, o fenómeno pode ocorrer em latitudes mais baixas do que as auroras comuns, oferecendo aos cientistas um vislumbre das interações do campo magnético e da atmosfera superior da Terra. As descobertas da equipa foram publicadas esta semana na Science Advances.

Os cientistas tomaram conhecimento deste fenómeno quando membros de um grupo do Facebook, chamado “Alberta Aurora Chasers” – que reúne pessoas da província de Alberta, no oeste do Canadá, que gostam de observar auroras – começaram a publicar fotografias de observações incomuns do (agora conhecido) fenómeno Steve.

Os céus surgem “pintados” com fios roxos esverdeados, orientados quase verticalmente. Uma vez que aparece em áreas mais populosas, no sul do país, esta é uma espécie de aurora boreal que está ao alcance de mais pessoas.

Cientificamente, “diz-nos que os processos que criam auroras boreais estão a penetrar todo o caminho até à magnetosfera interna“, explica MacDonald.

Os cientistas compararam estas observações amadoras com dados dos satélites Swarm, da Agência Espacial Europeia (ESA), que medem precisamente a variação no campo magnético da Terra, de modo a descobrir quais as condições que propiciaram este fenómeno.

As auroras mais comuns formam-se quando as partículas carregadas impulsionadas pelo Sol são conduzidas em direção à atmosfera superior dos polos do nosso planeta pelo campo magnético da Terra. Estas partículas solares atingem partículas neutras na atmosfera superior, e produzem luz e calor, visíveis a olho nu no céu noturno.

Pelo contrário, as Steves formam-se de maneira diferente. Nas regiões onde aparecem, há um campo elétrico que aponta para o polo e um campo magnético que aponta para baixo. Os dois juntos criam esta emissão orientada para oeste.

Assim, o fluxo na ianosfera terrestre atrai as partículas solares carregadas para oeste, onde atingem e aquecem partículas neutras durante o caminho, produzindo as tais luzes ascendentes. Este fenómeno configura o primeiro indicador visível da “movimentação” de partículas carregadas, que os investigadores têm vindo a estudar via satélite há cerca de 40 anos.

Dada a dificuldade em obter uma visão geral das auroras com os satélites atuais (porque não são capazes de ver um hemisfério inteiro ao mesmo tempo ou observar cada ponto com frequência), as pessoas desempenharam um papel determinante na compreensão do fenómeno Steve.

“Em conjunto, todas as observações nos ajudaram a construir novos modelos de auroras”, diz MacDonald, acrescentando que a melhoria tecnológica de câmaras significaria que os registos amadores seriam ainda mais valiosos para os cientistas.

PARTILHAR

RESPONDER

Durão Barroso defende coronabonds (mas a prioridade é outra)

Em entrevista à SIC Notícias, Durão Barroso concordou com a criação dos ​​​​​​​coronabonds, mas defendeu que a prioridade é resolver "a crise humanitária". Durão Barroso considerou, em entrevista à SIC Notícias, que as instituições europeias têm …

Do empréstimo milionário à nacionalização. As soluções da TAP para resistir à crise

A TAP está a enfrentar uma das suas piores crises, face à pandemia de covid-19, e há várias soluções em cima da mesa, desde um empréstimo com aval do Estado à nacionalização da empresa. Para fazer …

"Matem-nos". Presidente das Filipinas autoriza disparos contra quem violar quarentena

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou aos agentes da polícia e aos militares que disparem sobre qualquer pessoa que esteja a causar "problemas" durante o isolamento obrigatório, decretado devido à da pandemia de Covid-19. De …

Há mais de nove mil casos de covid-19 em Portugal. Número de recuperados sobe para 68

Um mês desde o primeiro teste positivo confirmado do novo coronavírus no país, Portugal tem um total de 9.034 casos confirmados de Covid-19, segundo o Relatório da Direção Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica …

Ramalho Eanes: "Nós, os velhos, se for necessário oferecemos o nosso ventilador"

O antigo Presidente da República apelou aos mais "velhos", como ele, para darem o exemplo neste combate ao coronavírus, caso Portugal passe por uma situação semelhante à de Itália ou Espanha. Em entrevista à RTP, o …

"Profundamente preocupados". 13 países enviam recado a Viktor Orbán

Portugal e mais 12 países, entre os quais França, Bélgica e Espanha, garantiram, numa declarações conjunta, que apoiam a iniciativa da Comissão Europeia para verificar se as medidas de emergência implementadas respeitam os valores europeus. Os …

Da gripezinha ao "problema mundial". Bolsonaro fala com Trump e anuncia mais medidas

Jair Bolsonaro mudou de tom. Esta quarta-feira, o Presidente brasileiro anunciou um novo pacote financeiro de apoio a medidas para "manutenção de empregos", uma das suas maiores preocupações diante da pandemia de covid-19. O Presidente brasileiro, …

Bale não abdica de salário milionário e quer ficar em Madrid

Bale vai rejeitar todas as propostas que receber para sair do Real Madrid no final da temporada. O jogador não aceita uma redução do seu salário de 19 milhões de euros anuais. Gareth Bale não tem …

"Abuso da força é recorrente". Imprensa ucraniana levanta suspeitas sobre o SEF no aeroporto de Lisboa

A imprensa ucraniana tem estado a dar grande destaque à morte de Igor Homenyuk nas instalações do aeroporto de Lisboa. Em causa está a morte de um cidadão ucraniano que desembarcou no aeroporto de Lisboa, com …

Benfica pagou 34,2 milhões em comissões a intermediários. Sporting gastou metade

Entre os clubes portugueses, o Benfica foi quem mais gastou em comissões a intermediários. O FC Porto gastou 23,7 milhões de euros e o Sporting CP desembolsou 15,9 milhões. O SL Benfica foi o clube português …