Steve: o misterioso fenómeno que os cientistas estão a tentar desvendar

Steve, o misterioso fenómeno celeste que pinta os céus com tons de roxo e verde, foi estudado por cientistas da NASA, que revelam que se trata de uma nova forma de aurora boreal.

Cientistas da NASA estão a estudar as propriedades do misterioso fenómeno chamado “Steve“, nome dado pelos observadores deste evento que é, também, uma abreviatura de “Strong Thermal Emission Velocity Enhancement”.

Steve é semelhante a uma aurora boreal e tem sido documentado nos céus do Canadá, descrito geralmente como um fio vertical de luz roxa e tons esverdeados.

Segundo Elizabeth MacDonald, cientista da NASA, o fenómeno pode ocorrer em latitudes mais baixas do que as auroras comuns, oferecendo aos cientistas um vislumbre das interações do campo magnético e da atmosfera superior da Terra. As descobertas da equipa foram publicadas esta semana na Science Advances.

Os cientistas tomaram conhecimento deste fenómeno quando membros de um grupo do Facebook, chamado “Alberta Aurora Chasers” – que reúne pessoas da província de Alberta, no oeste do Canadá, que gostam de observar auroras – começaram a publicar fotografias de observações incomuns do (agora conhecido) fenómeno Steve.

Os céus surgem “pintados” com fios roxos esverdeados, orientados quase verticalmente. Uma vez que aparece em áreas mais populosas, no sul do país, esta é uma espécie de aurora boreal que está ao alcance de mais pessoas.

Cientificamente, “diz-nos que os processos que criam auroras boreais estão a penetrar todo o caminho até à magnetosfera interna“, explica MacDonald.

Os cientistas compararam estas observações amadoras com dados dos satélites Swarm, da Agência Espacial Europeia (ESA), que medem precisamente a variação no campo magnético da Terra, de modo a descobrir quais as condições que propiciaram este fenómeno.

As auroras mais comuns formam-se quando as partículas carregadas impulsionadas pelo Sol são conduzidas em direção à atmosfera superior dos polos do nosso planeta pelo campo magnético da Terra. Estas partículas solares atingem partículas neutras na atmosfera superior, e produzem luz e calor, visíveis a olho nu no céu noturno.

Pelo contrário, as Steves formam-se de maneira diferente. Nas regiões onde aparecem, há um campo elétrico que aponta para o polo e um campo magnético que aponta para baixo. Os dois juntos criam esta emissão orientada para oeste.

Assim, o fluxo na ianosfera terrestre atrai as partículas solares carregadas para oeste, onde atingem e aquecem partículas neutras durante o caminho, produzindo as tais luzes ascendentes. Este fenómeno configura o primeiro indicador visível da “movimentação” de partículas carregadas, que os investigadores têm vindo a estudar via satélite há cerca de 40 anos.

Dada a dificuldade em obter uma visão geral das auroras com os satélites atuais (porque não são capazes de ver um hemisfério inteiro ao mesmo tempo ou observar cada ponto com frequência), as pessoas desempenharam um papel determinante na compreensão do fenómeno Steve.

“Em conjunto, todas as observações nos ajudaram a construir novos modelos de auroras”, diz MacDonald, acrescentando que a melhoria tecnológica de câmaras significaria que os registos amadores seriam ainda mais valiosos para os cientistas.

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, o esparguete à bolonhesa não existe

Quando se trata de refeições italianas clássicas, a maioria das pessoas pensa em pratos simples como uma pizza Margherita, lasanha e esparguete à bolonhesa. Contudo, segundo Virginio Merola, presidente de Bolonha, em Itália, o esparguete à bolonhesa …

Javalis tomaram o lugar dos coelhos. "Muitos animais estão doentes"

Para já, não há perigo de saúde pública, mas os javalis carregam doenças que podem passar a outros animais. Se antes se matavam mil coelhos, abatem-se agora 10 javalis. Jacinto Amaro, presidente da Fencaça - Federação …

Maduro prepara reestruturação do Governo venezuelano

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu aos ministros do seu Governo que ponham os seus cargos à disposição, a fim de impulsionar uma "reestruturação profunda" do Executivo. O anúncio foi feito este domingo através do …

"Cojones" de Ronaldo valem-lhe processo disciplinar da UEFA

A UEFA abriu um processo disciplinar a Cristiano Ronaldo pelo seu festejo na vitória por 3-0 frente ao Atlético Madrid. O gesto ousado do português após marcar o terceiro golo na partida foi uma resposta …

Olimpíadas de Tóquio terão robôs a ajudar pessoas em cadeira de rodas

As Olimpíadas de Tóquio, que decorrem em 2020, podem vir a ficar conhecidas como os "Jogos dos Robôs", devido aos robôs que serão usados ​​no novo Estádio Nacional para ajudar os apoiantes em cadeiras de …

Banco de Portugal quer obrigar bancos a reduzir custos de transferências imediatas

O Banco de Portugal quer que a banca implemente práticas que reduzam o preço das transferências imediatas, de forma a aumentar a sua adoção. Estas são transações monetárias de uma conta para outra, efetuadas num …

Holanda investiga morte de milhares de doentes mentais na II Guerra Mundial

A Holanda vai investigar as circunstâncias em que milhares de pessoas com incapacidades e doenças mentais morreram nos hospitais psiquiátricos do país na II Guerra Mundial, um número que é desconhecido, divulgou a imprensa local. "Não …

Roubo, sequestro e violação. PJ descortinou 210 crimes inventados nos últimos cinco anos

Nos últimos cinco anos, a Polícia Judiciária descortinou que 210 investigações lançadas após denúncias de alegados lesados eram, na verdade, invenções. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia, os delitos mais …

Número de mortos pela passagem do ciclone Idai por África aumentou para 200

O número de vítimas mortais devido à passagem do ciclone Idai por Moçambique, Zimbabué e Malaui subiu para 200, de acordo com dados divulgados este domingo pela Organização das Nações Unidas (ONU). No Zimbabué, o número …

Durante uma semana, Lisboa vai ter passe de transportes a 10 euros

Os transportes da Área Metropolitana de Lisboa (AML) vão ter no mês de abril um passe com o preço de 10 euros e validade de sete dias para assegurar o período transitório da implementação do …