Sporting vs Villareal | Leão frágil deixa submarino à tona

José Sena Goulão / Lusa

O Sporting está em apuros nos 16 avos-de-final da Liga Europa, após perder em casa por 1-0 frente ao Villarreal.

A equipa espanhola ocupa os lugares de despromoção no seu campeonato e ainda não sabia o que era vencer em 2019, mas deu um “pontapé na crise” graças a um golo madrugador de Alfonso Pedraza.

Os “leões” ainda foram à procura de um resultado positivo, mas um remate perigoso de Bas Dost e um disparo de Raphinha à barra foram o melhor que os homens de Marcel Keizer conseguiram, o que obriga a equipa portuguesa a vencer o jogo da segunda mão, daqui a uma semana, para seguir em frente na prova.

O Jogo explicado em Números

  • Arranque com o pé esquerdo da equipa do Sporting, que sofreu um golo logo aos três minutos. Chukwueze rompeu pelo corredor direito, deixando Marcos Acuña para trás, e colocou na área, com a bola a sobrar para Alfonso Pedraza, que “fuzilou” a baliza defendida por Salin. Apesar da adversidade, os “leões” reagiram bem ao golo, chegando aos 20 minutos com mais bola (60%-40%) e maior eficácia de passe (85%-75%) do que o adversário.
  • Aos 25 minutos, forte contrariedade para o Sporting, que se viu privado de Bruno Gaspar devido a uma lesão muscular. No tempo em que esteve em campo, o lateral-direito venceu os dois duelos que disputou e errou apenas dois passes em 16.
  • Tardava a surgir uma reacção da equipa do Sporting, que chegou à meia-hora com apenas um toque na área contrária (contra três do Villarreal), apesar de ter mais bola (54% de posse) e de a trocar com maior acerto (eficácia de 84% contra 76% do adversário). Bruno Fernandes era, por esta altura, a principal luz que guiava a formação leonina, com 15 passes para o meio-campo rival, 13 dos quais com sucesso.
  • Boa primeira parte do jovem Miguel Luís, que chegou ao intervalo com cinco duelos aéreos ganhos em outros tantos disputados, oito recuperações de posse, apenas cinco passes falhados em 29 (quatro deles curtos, porém) e uma ocasião de remate criada.
  • Últimos 15 minutos de domínio total do Sporting, a contrastar com a primeira meia-hora tranquila do desafio.
  • Os “leões” terminaram a primeira parte a mandar em todas as vertentes do jogo, mas, ainda assim, com o mesmo número de remates à baliza do que o adversário, apenas um.
  • Pedraza, o autor do golo da vantagem do Villarreal, liderava os GoalPoint Ratings ao intervalo, com nota 6.3, juntando ao remate certeiro um drible eficaz e sete acções defensivas.
  • O melhor jogador do Sporting era o central Coates, 5.7, já com 54 acções com bola, 35 passes certos e cinco acções defensivas.
  • Um “leão” adormecido foi o que entrou em campo no segundo tempo. Nos primeiros 15 minutos, o Sporting até teve o mesmo número de remates do Villarreal (dois, um deles à baliza), mas perdeu o controlo da posse (apenas 43%), baixou os índices de eficácia de passe (71% contra 83% do adversário) e só teve uma acção com bola na área contrária, contra seis dos espanhóis.
  • O Sporting esteve à beira do 1-1 aos 75 minutos, num remate de Raphinha que embateu no poste após um canto batido por Bruno Fernandes. O jogador brasileiro era um dos mais activos da equipa “leonina”, tendo estado na origem de um remate perigoso de Bas Dost momentos antes, ao qual Andrés Fernández correspondeu com uma excelente defesa.
  • A tarefa do Sporting ficou ainda mais complicada aos 76 minutos, com a expulsão de Marcos Acuña, que viu o segundo cartão amarelo na partida, isto com apenas duas faltas cometidas.
  • O Sporting ainda tentou correr atrás do prejuízo, mas sem sucesso. Entre o minuto 80 e o apito final, os “leões” tiveram tantos remates quanto cartões amarelos, e ambos os disparos saíram desenquadrados. Os “verde-e-brancos” terminaram o desafio com 11 remates, mais do dobro dos espanhóis, mas apenas três à baliza, sinais preocupantes para uma equipa que tem um encontro decisivo para o campeonato já este fim-de-semana, diante do SC Braga.

O Homem do Jogo

No meio de uma exibição cinzenta, prevaleceu a estabilidade oferecida por Seba Coates.

O central uruguaio foi imperial a defender, contabilizando 13 acções defensivas, entre as quais oito intercepções, e venceu o único duelo aéreo que disputou. Para além disso, rematou uma vez à baliza e foi eficaz em duas das três tentativas de drible.

A falta de iniciativa dos homens do meio-campo obrigou-o muitas vezes a “pegar no jogo”, o que se reflectiu no elevado número de passes que falhou, 16, mas nem isso lhe retirou o título de homem do jogo nos GoalPoint Ratings, com nota 6.8.

Jogadores em foco

  • Ristovski 6.5 – Entrou cedo para o lugar de Bruno Gaspar e cumpriu bem o seu papel. Criou duas situações de remate, conseguiu um drible eficaz e contabilizou seis acções defensivas.
  • Bas Dost 5.7 – Fez apenas um remate, obrigando o guarda-redes espanhol a uma grande defesa. Disputou oito duelos nas alturas, vencendo seis, e conseguiu realizar um passe longo eficaz para o último terço do campo.
  • Miguel Luís 5.7 – Esteve em destaque com dois passes para finalização, cinco duelos aéreos ganhos em outros tantos disputados e 14 recuperações de posse, o máximo da noite. Pela negativa, consentiu dois dribles e errou quatro passes no seu próprio meio-campo.
  • Acuña 4.8 – Foi feliz em dois dos seis cruzamentos que realizou, completou dois dribles de forma eficaz, mas borrou a pintura ao consentir o drible que deu origem ao golo do Villarreal e ainda viu um cartão vermelho.
  • Bacca 4.8 – Sofreu seis faltas na partida, mais do que qualquer outro jogador, mas dele pouco se viu. Rematou apenas uma vez, de forma muito desenquadrada, falhou 11 dos seus 20 passes e perdeu a posse em 13 ocasiões.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Republicação das caricaturas de Maomé foi o motivo do ataque junto ao Charlie Hebdo

A republicação das caricaturas de Maomé terá estado na origem do ataque junto ao edifício da antiga redação do jornal satírico Charlie Hebdo, confessou o principal suspeito. Quatro pessoas foram esta sexta-feira feridas, duas das quais …

Segunda vaga pode matar menos (mesmo com novos casos a disparar)

Os especialistas acreditam que a segunda vaga de covid-19 em Portugal vai ser menos letal, embora o número de novos casos diários possa vir a ser "muito elevado". Isto porque temos a lição mais bem …

BCP disponível para fusão com o Montepio

Na eventualidade de ser necessária uma intervenção, o Millennium BCP mostrou-se disponível para uma fusão com o Banco Montepio. Esta hipótese foi apresentada pela instituição bancária numa reunião com o ministro das Finanças, João Leão. O …

Otamendi mais 55 milhões. O negócio que pode levar Rúben Dias para o City

Rúben Dias está muito próximo de reforçar o Manchester City. O clube inglês oferece 55 milhões de euros mais Nicolás Otamendi em troca. A oficialização do acordo deve estar para breve. O Manchester City está muito …

Líbano: Após um mês no cargo, primeiro-ministro demite-se perante impasse político

O primeiro-ministro designado do Líbano, Mustapha Adib, demitiu-se este sábado do cargo numa altura de impasse político sobre a formação de Governo, um mês depois de ter sido nomeado e da violenta explosão no porto …

Governo joga últimos trunfos à esquerda (mas "na 25.ª hora pode ser PSD a salvá-lo" e esse é outro problema)

A duas semanas do fim do prazo para entregar o Orçamento de Estado para 2021 (OE2021), o Governo ainda não tem garantias de aprovação do documento. E enquanto Marcelo pressiona o PSD para "salvar" o …

-

Governo aponta para regresso progressivo de público aos estádios

O regresso de público aos estádios de futebol continua proibido, devido à pandemia de Covid-19, com o secretário de Estado da Juventude e Desporto a admitir esta sexta-feira a possibilidade de um retorno faseado quando …

Há escolas sem intervalos ao ar livre devido à covid-19

Há escolas que estão a proibir os alunos de passarem os intervalos ao ar livre por receio de contágio do novo coronavírus. O pediatra Hugo Rodrigues considera que "é um perfeito disparate". Como tal, os estudantes …

"Aumentar o salário mínimo é criminoso", diz presidente do Fórum para a Competitividade

Pedro Ferraz da Costa, presidente do Fórum para a Competitividade, antecipa uma onda de desemprego até ao final do ano, que muitas empresas não conseguirão manter a atividade e que aumentar o salário mínimo "é …

Segunda vaga impede mais de 12 milhões de consultas e cirurgias

O cenário de uma segunda vaga em Portugal é bastante provável e prevê-se que mais de 12 milhões de consultas e cirurgias fiquem por fazer. No melhor dos cenários, serão 10 milhões. Um estudo da Associação …