Sp. Braga quer trocar Estádio de 200 milhões por novo 1º de Maio de 60 milhões

SC Braga / Facebook

Estádio Sp. Braga

Estádio Municipal de Braga, conhecido como a “Pedreira”.

O Sporting de Braga entregou à Câmara Municipal da cidade um projecto para a construção de um novo estádio no local do velhinho Primeiro de Maio, com o intuito de regressar ao recinto que abandonou há 17 anos para rumar à Pedreira, um dos mais caros palcos do Euro 2004.

O próprio presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, confirmou ao jornal O Minho que o clube arsenalista apresentou o projecto “há uns meses” como “uma proposta para a construção de um novo estádio” no local do Primeiro de Maio, onde os minhotos jogaram até 2004.

O Correio da Manhã (CM) revela que o projecto foi apresentado em Dezembro de 2020 e que prevê uma requalificação orçada em 60 milhões de euros.



O Sp. Braga compromete-se a pagar o montante, na íntegra, em troca da concessão do Estádio por cerca de 80 anos, ainda segundo o jornal.

O Estádio Primeiro de Maio é propriedade da Câmara de Braga e foi a casa do clube até à construção do Estádio Municipal, também conhecido por “Pedreira”.

Projectado pelo arquitecto Souto de Moura, o Estádio novo teve um custo da ordem dos 200 milhões de euros, tendo sido um dos mais caros entre os que foram construídos para o Euro 2004.

Salvador diz que a Pedreira “não serve” os adeptos

O Presidente do Sporting de Braga, António Salvador, confirma, aquando do anúncio da sua recandidatura à liderança do clube, a intenção do clube de voltar ao Primeiro de Maio.

“Na auscultação que fizemos aos associados e aos adeptos, todos realçaram que este estádio [a Pedreira] não serve“, aponta o dirigente, sublinhando que o novo Estádio foi “construído para ganhar prémios de arquitectura” e “para ser diferente, mas não a pensar no público do futebol”.

“A questão está agora do lado da Câmara Municipal de Braga”, sustenta Salvador que é presidente do Sp. Braga desde 2003.

Em 2017, Salvador foi reeleito para mais um mandato com 66% dos votos. Nas eleições de 21 de Maio próximo tem, novamente, a reeleição quase garantida, pois, até agora, não há outros candidatos ao cargo.

“Novo Estádio foi desbaratar de recursos públicos”

A maioria dos adeptos arsenalistas apoia a “ideia de regressar ao antigo estádio”, como nota o CM com base numa sondagem efectuada pelo próprio Sp. Braga.

Além disso, o jornal destaca que o projeto apresentado em finais de Dezembro “mereceu boa aceitação por parte dos vereadores da maioria autárquica”.

Contudo, Ricardo Rio descarta a hipótese de construir um Estádio novo no local do Primeiro de Maio, salientando que a Câmara só admite reabilitar o local e que, por isso, “não houve adesão à proposta” do clube.

O autarca do PSD foi muito crítico da construção da “Pedreira” quando estava na oposição. Agora, salienta que este projecto do clube é a prova de que “o novo Estádio Municipal foi um desbaratar de recursos públicos, que nem sequer serve ao Sp. Braga”.

O Primeiro de Maio foi inaugurado em 1950 e está classificado como Monumento de Interesse Público desde 2012.

A autarquia e a Universidade do Minho estão a fazer, nesta altura, “um estudo” para aferir as “patologias existentes e as necessidades de reforço infraestrutural” no recinto, como refere Ricardo Rio.

Revolução no interior, um hotel e parque de lazer

O projecto do Sp. Braga para o novo Primeiro de Maio prevê “bancadas anfiteatro, integralmente cobertas e com vários tipos de tipologias: famílias, empresas e adeptos de equipas visitantes, além de camarote presidencial e lounge VIP com 100 lugares e áreas de apoio”, como destaca o Tribuna Expresso.

Além disso, a requalificação visa ainda fazer obras no pavilhão do ABC, a equipa de andebol, e a recuperação da pista de atletismo.

Também se prevê que o actual campo de treinos seja transformado num “edifício multiusos que albergará estacionamento público, piscina, ‘food court‘, escritórios e um hotel“, avança a mesma publicação.

No projeto está também a criação de “um espaço exterior destinado a lazer e actividades de ar livre no Parque da Ponte“.

Entretanto, o clube assegura que a fachada e a Porta da Maratona, datadas do Estado Novo, permanecerão intactas.

Susana Valente, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Era o que mais faltava. A Câmara que peça uma indemnização de 500 milhões só por sugerirem esta vergonha… e zerar ajudas. Quer paga, não quer paga na mesma a multiplicar por xxxxxxxxxxxxx vezes…

  2. Mais um negócio para o senhor obter lucros por portas giratórias. A PJ que começa já as escutas, não se esqueça de um IA para decifrar as falas em código que os parolos tugas acham impossível de traduzir.

RESPONDER

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …