Que sons fazem os narvais? Cientistas captam áudio raro dos “unicórnios do Ártico”

Uma equipa de biólogos marinhos, com a ajuda de caçadores de baleias inuítes, reuniu uma coleção sem precedentes de vocalizações de narvais, conhecidos como os “unicórnios do Ártico”, oferencendo novas ideias sobre o comportamento destas criaturas.

Os narvais, conhecidos como os “unicórnios do Ártico”, são notoriamente difíceis de estudar devido à sua natureza nervosa e aos seus habitats hostis. Normalmente, os narvais são encontrados nas profundezas da superfície do Oceano Ártico, mas também aparecem nas costas do norte do Canadá e da Gronelândia.

Os narvais são pequenas baleias famosas pela sua presa em espiral que atinge comprimentos de até 3 metros de comprimento.

Os narvais tendem a vaguear em torno de fiordes glaciais perigosos e os sons das lanchas dos cientistas dispostos a enfrentar esses ambientes hostis assustam os tímidos mamíferos aquáticos. Isto explica, em parte, a razão pela qual os cientistas não têm conseguido captar os sons emitidos pelos narvais.

De acordo com o estudo publicado em abril na revista científica Journal of Geophysical Research: Oceans, os narvais vivem numa das “paisagens sonoras mais barulhentes do oceano”. Os glaciares são barulhentos, produzindo todo o tipo de gemidos quando as enormes paredes de gelo avançam e colapsam no oceano.

Investigadores da União Geofísica Americana e da Universidade de Hokkaido têm trabalhado nos últimos anos perto do Glaciar Bowdoin em Baffin Bay, um “ponto quente” para os narvais.

A equipa fez uma parceria com os caçadores de baleias do noroeste da Gronelândia, em julho de 2019, cuja estreita relação com os cetáceos permitiu que se aproximassem dos animais. Pequenos microfones subaquáticos (hidrofones), que chegavam a até 25 metros, foram acoplados a barcos para registar as chamadas sociais e os sons dos narvais.

Dados hidroacústicos e registos de GPS indicaram que os narvais mantém-se a 1 quilómetro dos glaciares enquanto procuram comida.

“Há tantos estalidos devido à fratura do gelo e ao derretimento das bolhas … é como uma bebida com gás debaixo de água”, disse Evgeny Podolskiy, geofísico na Universidade de Hokkaido, no Japão, em comunicado. “Parece que estamos a lidar com animais que vivem num dos ambientes mais barulhentos sem ter muito problema com isso”.

Mais de 17 horas de gravação capturaram os vários sons que os cetáceos usam para comunicar entre si em busca de presas: cliques e estouros (ou zumbidos), tons puros na forma de assobios e tons pulsados. Em alguns casos, os animais aceleravam os cliques até o som se tornar um zumbido semelhante a uma serra elétrica, ajudando as baleias a encontrar as suas presas através de ecolocalização.

“O mundo deles é a paisagem sonora deste fiorde glacial”, disse Podolskiy. “Há muitas perguntas que podemos responder ouvindo fiordes das geleiras em geral.”

Os cientistas também captaram ruídos antropogénicos como os causados ​​por motores de barcos, além de sons causados ​​pelo derretimento do gelo e ruídos de fendas.

As gravações fornecem aos cientistas uma linha de base dos muitos sons que compõem a existência “altamente suscetível” do narval, iluminando comportamentos e habitats pouco compreendidos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …

Invocando Sá Carneiro, Miguel Albuquerque também defende diálogo entre PSD e Chega

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu que o PSD deve dialogar com vários partidos, incluindo o Chega de André Ventura. Depois de Rui Rio admitir em entrevista à RTP que poderá vir …

Sobe para 18 o número de mortos no acidente de avião na Índia

As autoridades indianas atualizara para 18 o número de mortes no acidente com o avião da Air India Express, que voava do Dubai para Kozhikode, no sul da Índia, e que se partiu em dois …

Luz verde para reabertura de centros de dia. DGS sugere dois metros de distância entre idosos

Os centros de dia vão poder reabrir a partir de 15 de agosto, mas de forma faseada e condicionados a uma avaliação prévia da Segurança Social e entidade de saúde local sempre que funcionem juntamente …

Vacina russa para a covid-19 preocupa cientistas. País pode estar a saltar etapas

Países de todo o mundo continuam na corrida por uma vacina contra a covid-19. A Rússia diz estar prestes a anunciar a vacina, deixando preocupada a comunidade científica, ao passo que Itália avança para os …

Bastonário dos Médicos sugere uso obrigatório de máscara na rua (e em todo o país)

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, sugere que o Governo pondere decretar o uso obrigatório de máscara no espaços exteriores de todo o país, à semelhança do que fez a Região Autónoma da …