Encontrada solução de problema da física que em 2.000 anos nem Newton conseguiu resolver

Um cientista mexicano conseguiu resolver um problema físico com 2.000 anos. Trata-se de um fenómeno ótico conhecido como aberração esférica, que faz com que a imagem formada por uma lente seja distorcida ou fique turva.

Isaac Newton tentou, mas sem sucesso. Só agora, em 2019, foi encontrada a solução para o misterioso fenómeno ótico que surgiu há mais de 2.000 anos, confundindo muitos cientistas ao longo do tempo.

O cientista mexicano Rafael González, do Instituto Tecnológico de Monterrey, encontrou a equação matemática que resolve o problema da aberração esférica, como é conhecido o fenómeno ótico que faz com que uma imagem formada por uma lente seja distorcida ou fique turva.

De acordo com a Russia Today, o problema da aberração esférica acontece em câmaras, telescópios, binóculos e microscópios.

https://twitter.com/TecdeMonterrey/status/1145826381521199116

As lentes e os espelhos curvos deste tipo de dispositivos são feitos com superfícies esféricas, uma vez que esta forma é mais fácil de obter do que superfícies curvas não-esféricas. No entanto, introduz um desvio que reduz a qualidade das imagens produzidas pelo equipamento ótico.

Na equação proposta por Rafael González e por Alejandro Chaparro, da Universidade Nacional Autónoma do México (UNAM), descobriu-se de que forma a segunda superfície asférica de uma determinada lente deve receber uma primeira superfície, que é fornecida pela pessoa que manuseia a câmara, bem como a distância entre objeto e imagem.

Uma lente asférica é uma lente cujas superfícies não são parte de uma esfera, mas têm uma forma mais livre, por exemplo, a lente de uma câmara fotográfica. Uma lente deste tipo pode reduzir ou eliminar a aberração esférica e também reduzir outras aberrações óticas, como o astigmatismo, em comparação com uma lente esférica simples.

Uma única lente asférica pode substituir um sistema de lente múltipla muito mais complexo. O dispositivo resultante é menor e mais leve, e às vezes mais barato do que o design atual de múltiplas lentes.

A segunda superfície é tal que corrige toda a aberração esférica gerada pela primeira. “Durante a investigação, calculamos a eficiência de 500 feixes, e a satisfação média de todos os exemplos foi de 99,99999999999%“, disse González, em comunicado.

Segundo o cientista mexicano, a descoberta permitirá a produção de lentes com maior qualidade de imagem a qualquer distância, espessura e com diferentes materiais.

ZAP // RT

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. A notícia tem algo de errado!
    A explicação é conhecida desde o século 19 e há maneiras de minimizar nas lentes esféricas. Quanto às asféricas já existem há anos para resolver o problema.
    Possivelmente encontraram um algoritmo mais rápido para calcular a forma da lente asférica e a notícia sai assim!

    • A descoberta realmente foi o algoritmo (a “equação”) com uma correção mais rápida e mais precisa (e não uma uma associação de calculos para cada desvio)! O resto já era conhecido.

    • Pra você que não entendeu nada mesmo!
      Mas pro pessoal que vai olhar no microscópio pra procurar a tua doença ou pro agrimensor, vai ficar melhor e nada abstrato.

RESPONDER

Netflix retira imagens de suicídio de "13 Reasons Why"

A Netflix modificou o episódio da série "13 Reasons Why" onde apareciam imagens do suicídio da protagonista Hannah Baker (Katherine Langford), passando agora essa parte da ação a ocorrer de forma totalmente oculta para os …

Belinda Sharpe é a primeira árbitra do râguebi australiano em 111 anos

Belinda Sharpe vai tornar-se na primeira árbitra de campo na história de 111 anos da liga profissional de râguebi na Austrália, quando dirigir um jogo do campeonato agendado para quinta-feira. A Liga Nacional de Râguebi (NRL) …

Os chimpanzés não têm noção de justiça e aceitam desigualdades

Os chimpanzés carecem da noção de justiça e aceitam a desigualdade na repartição de comida ou materiais, segundo a investigadora Nereida Bueno. A cientista, da Universidade Pontificia de Camillas, que participou num estudo publicado esta semana …

Descartar drogas pelo esgoto pode criar "meta-caimões" nos Estados Unidos

O Departamento da Polícia de Loretto, no estado norte-americano do Tennessee, alertou este sábado para os perigos associados à eliminação de narcóticos através das canalizações das casas de banho. Numa publicação na página oficial de Facebook, …

Descoberta nova via terapêutica para tratar o Alzheimer

Um grupo de cientistas descobriu uma nova via terapêutica para tratamento do Alzheimer, que segundo os investigadores cria “alguma esperança” para travar o desenvolvimento da doença em estágios mais iniciais. O projeto, cujas conclusões foram publicadas …

Exército de carraças está a dizimar vacas (e pode chegar aos humanos)

Uma espécie invasiva de carraças já dizimou um quinto da população de vacas na Carolina do Norte. Os cientistas temem que o próximo alvo podem ser os humanos. A espécie de carraça Haemaphysalis longicornis tem feito …

Ucrânia aprova castração química para pedófilos

Na Ucrânia, será administrada uma injeção que reduz o libido aos pedófilos. A legislação vai aplicar-se a homens com idades entre os 18 e os 65 anos que forem considerados culpados de violação ou abuso …

Em vez de desaparecer, ilhas do Pacífico poderão mudar de forma

Países insulares como Tuvalu, Toquelau e Kiribati passam o nível do mar em poucos metros. Estes são Estados considerados vulneráveis ao aquecimento climático do planeta e as populações acreditam que podem desaparecer com a subida …

Morreu o pugilista Pernell Whitaker. O campeão olímpico foi vítima de atropelamento

O pugilista norte-americano Pernell Whitaker morreu atropelado este domingo em Virginia Beach, aos 55 anos. O atleta foi atingido mortalmente quando atravessava a estrada num cruzamento, durante a noite. Num comunicado enviado ao Guardian, o Departamento …

Eis a primeira aterragem autónoma de um avião tripulado

Uma equipa de cientistas alemã criou um sistema que permite à aeronave aterrar autonomamente em qualquer pista, sem nenhum tipo de apoio humano. Enquanto a indústria automóvel tem andado léguas no que toca a inovação em …