Veteranos dos EUA encontram esqueleto de guerreiro saxão do século VI

(dr) Wessex Archaeology

Restos mortais do soldado saxão do século VI encontrado na Inglaterra

Um veterano dos Estados Unidos descobriu o túmulo de um antigo guerreiro – um soldado saxão do século VI enterrado com uma espada, uma lança e uma faca -, na planície de Salisbury, na Inglaterra. 

Ao que parece, a descoberta arqueológica ocorreu exatamente no momento certo: um grupo de texugos ameaçava os terrenos onde o soldado estava sepultado, que não só datam da Idade do Bronze, como estão localizados sobre um assentamento neolítico ainda mais antigo, que foi reutilizado como um cemitério saxão, explica o The Guardian.

Um grupo de arqueólogos juntou-se aos militares da Operação Nightingale para ajudar a desenterrar as antigas sepulturas antes dos texugos, revelou Richard Osgood, arqueólogo da Defense Infrastructure Organization, do Reino Unido.

A Operação Nightingale é uma iniciativa militar que junta investigadores e militares que foram recentemente feridos em serviço, especialmente no Afeganistão.

Desde o começo da iniciativa, em 2011, centenas de militares já foram treinados por arqueólogos profissionais. Vários soldados já entraram mesmo em campo, depois de terem obtido os seus diplomas em Arqueologia, disse Osgood.

De acordo com o arqueólogo, os investigadores fizeram uma “descoberta espetacular” no momento em que o projeto já estava para terminar.

No último dia de escavações, um dos veteranos dos notou, através de uma varredura final do local que recorreu a um detetor de metais, que havia sinais estranhos perto de algumas árvores caídas. Uma investigação no local encontrou o antigo guerreiro.

As escavações realizadas no local, em parceria com a empresa Wessex Archaeology, desenterraram não só as ossadas do antigo soldado, mas também uma lança de ferro, uma espada e uma faca. Os investigadores questionam-se também sobre que tipo de material é que os Saxões utilizavam para fazer as bainhas das espadas, nota Osgood. Os arqueólogos planeiam ainda estudar a madeira utilizada para fazer o eixo da lança.

Arqueólogos examinam a espada encontrada junto ao soldado saxão

Um exame posterior confirmará o sexo do indivíduo – que será provavelmente um homem, tendo em conta o seu tamanho e os artefactos encontrados-, idade e altura, e se os restos mortais apontam para quaisquer lesões visíveis ou problemas de saúde.

O local onde o guerreiro foi sepultado esta localizado em Barrow Clump, um sítio arqueológico a cerca de 80 quilómetros a norte do Stonehenge. Apesar da distância, “o soldado encontrado tinha, quase de certeza, conhecimento do círculo de pedras, mesmo que não estivesse familiarizado com as tradições e os rituais do local”.

Na verdade, os Saxões eram conhecidos por reinterpretarem lugares antigos e venerados. E, o esqueleto encontrado – colocado perto do monte de pedras da Idade do Bronze – pode enfatizar essa mesma característica, acrescentou Osgood.

No entanto, muitos dos sepultamentos de soldados antigos vão ser alterados ou perdidos, caso os texugos não abandonem o local. “Os texugos gostam de cavar no solo macio das sepulturas”, disse, concluindo que “estes animais misturam os restos e os depósitos, destruindo assim a integridade arqueológica e a estratigrafia do local”.

PARTILHAR

RESPONDER

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …

Turismo, indústria e energia fazem do Norte região que mais cresceu em 2018

O Norte foi a região portuguesa que mais cresceu em 2018, com um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,9%, impulsionado pelo turismo, indústria e energia, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística …