O Sistema Solar vai desintegrar-se completamente (muito) mais cedo do que se pensava

(cv) NASA 360

Astrónomos e físicos têm tentado desvendar o destino final do Sistema Solar há centenas de anos. De acordo com novas simulações, o nosso sistema vai desintegrar-se mais cedo do que se pensava.

Um dia, o nosso Sol morrerá, expelindo uma grande proporção da sua massa antes que o seu núcleo se torne uma anã branca, gotejando calor gradualmente até que, milhares de milhões de anos depois, não seja nada mais do que um pedaço de rocha fria e escura.

Quando isso acontecer, o resto do Sistema Solar terá desaparecido. Segundo simulações de um grupo de cientistas norte-americanos, restam apenas 100 mil milhões de anos para que os planetas do Sistema Solar atravessem a galáxia, deixando para trás o Sol moribundo – o que é menos tempo do que se pensava anteriormente.

De acordo com o LiveScience, em 1999, astrónomos previram que o Sistema Solar desintegrar-se-ia lentamente ao longo de um período de pelo menos 10^18 anos – 1.000.000.000.000.000.000 anos.

“Compreender a estabilidade dinâmica de longo prazo do Sistema Solar constitui uma das atividades mais antigas da astrofísica, remontando ao próprio Newton, que especulou que as interações mútuas entre os planetas acabariam por levar a um sistema instável”, escreveram os autores do estudo.

Além disso, não é apenas a dinâmica dos objetos imutáveis ​​que deve ser levada em consideração, segundo os astrónomos. O Sol vai evoluir dramaticamente à medida que envelhece fora da sequência principal, aumentando a um tamanho que envolve as órbitas de Mercúrio, Vénus e Terra e perdendo quase metade da sua massa nos próximos sete mil milhões de anos.

Os planetas externos sobreviverão a esta evolução, mas não escaparão ilesos. Uma vez que a atração gravitacional da massa do Sol é o que governa as órbitas dos planetas, a perda de peso do nosso Sol fará com que os planetas externos se afastem ainda mais mais, enfraquecendo a sua ligação ao nosso Sistema Solar.

Os astrónomos Jon Zink, da Universidade da Califórnia, Konstantin Batygin, da Caltech, e Fred Adams, da Universidade de Michigan, interpretaram um cenário usando uma série de simulações numéricas.

De acordo com um comunicado, as simulações exploram o que aconteceria com os nossos planetas externos depois de o Sol consumir os planetas internos, perder metade da sua massa e começar a sua nova vida como uma anã branca.

A equipa mostra como os planetas gigantes migrarão para fora em resposta à perda de massa do Sol, formando uma configuração estável na qual Júpiter orbitará cinco vezes para cada duas órbitas de Saturno.

Porém, o nosso Sistema Solar não existe isolado. Existem outras estrelas na galáxia e uma passa perto de nós aproximadamente a cada 20 milhões de anos. Zink e os seus colaboradores incluem os efeitos dessas outras estrelas nas suas simulações.

Os investigadores mostram que, em cerca de 30 mil milhões de anos, os voos estelares terão perturbado os planetas externos o suficiente para fazer com que a configuração estável se torne caótica, atirando rapidamente a maioria dos planetas gigantes para fora do Sistema Solar.

Desta forma, daqui a 100 mil milhões de anos, um último planeta remanescente também será desestabilizado por sobrevoos estelares e ejetado do Sistema Solar.

Após a sua expulsão, os planetas gigantes irão percorrer a galáxia de forma independente, juntando-se à população de planetas flutuantes sem estrelas hospedeiras.

Este estudo foi publicado em outubro na revista científica The Astronomical Journal.

  ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Há gente que não tem mais nada que fazer. E é assim que levam enormes verbas em nome da ciência.
    E para os pobres e que mais necessitam não há nada depois.
    Vão dar banho ao cão!

  2. Isto está tudo tramado, não há local no universo onde se possa viver em paz e segurança, por cá é o que vemos diariamente, lá fora até os planetas e estrelas, anda tudo em guerra a ver qual ocupa o melhor lugar, maldita inveja!

RESPONDER

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar não vacinados contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …

"Deixa os homens cantar". Ex-paraquedistas vaiam e pedem demissão do ministro da Defesa

Centenas de ex-paraquedistas vaiaram e pediram hoje a demissão do ministro da Defesa e do Chefe do Estado Maior do Exército durante a cerimónia militar nas comemorações do Dia do Exército, em Aveiro. A iniciativa, que …

Portugal com mais quatro óbitos e 604 casos de covid-19

Portugal regista hoje mais 604 novos casos de covid-19 confirmados e quatro óbitos pela doença, assim como mais 243 pessoas recuperadas e menos internamentos em enfermaria e unidades de cuidados intensivos, segundo o boletim oficial. De …

Retrato de Monsieur Lavoisier e a sua esposa Marie-Anne-Pierrette Paulze.

Análise revela composição secreta debaixo de retrato de Lavoisier

Um icónico retrato do químico francês Antoine-Laurent de Lavoisier e da sua esposa, Marie-Anne, mostrou ter uma composição escondida debaixo dele. Antoine-Laurent de Lavoisier foi um químico francês fundamental para a revolução deste campo científico no …

Combustíveis: governantes "não fizeram o trabalho de casa"

A presidente executiva da OZ Energia, Micaela Silva, defendeu que o “Governo devia intervir menos” no mercado dos combustíveis, porque é liberalizado e não tem margens excessivas de comercialização, mas é “muito penalizado” pela quantidade …

Implante cerebral permite que paciente totalmente cega consiga ver formas e letras

Os cientistas da Universidade Miguel Hernández de Elche (UMH), em Espanha, fizeram com que uma mulher completamente cega conseguisse ver formas simples e letras, através da colocação de um implante no seu córtex visual. Os investigadores …

Teoria dos primatas pedrados. Podem os cogumelos mágicos ter sido a chave para a nossa evolução?

A teoria já era conhecida desde os anos 90, mas um novo estudo veio trazê-la à baila novamente. O argumento é de que os cogumelos com efeitos psicadélicos podem ter ajudado a tornar os nossos …

Ainda sem fumo branco para o OE, Bloco e PCP reúnem órgãos máximos

O PCP e o Bloco de Esquerda reúnem hoje os respetivos órgãos máximos entre congressos com a proposta orçamental para 2022 no centro do debate. As conclusões da reunião da Mesa Nacional do BE serão apresentadas …

Sismo de 4,9 em La Palma e novo colapso do cone do Cumbre Vieja

A ilha espanhola de La Palma registou hoje um sismo de 4,8 de magnitude, no dia em que o vulcão voltou a sofrer um colapso no cone principal, causando grandes derrames de lava. O sismo foi …