Sistema de banco turco fica inativo por mais de 24 horas

O Akbank, o sétimo maior banco da Turquia e o quarto maior credor privado em ativos, esteve fora de serviço desde o início de 06 de julho até ao dia seguinte, não permitindo que os seus clientes acessassem as suas contas.

Segundo noticiou o Daily Sabah na quarta-feira, citado pelo Interesting Engineering, o Akbank tem 5,7 milhões de clientes e, até às 12:00 de quarta-feira, estes ainda não conseguiam fazer transações ou usar o sistema digital do banco. Alguns alegaram que caixas eletrónicos também não estavam a funcionar.

Num comunicado partilhado no Twitter na manhã de quarta-feira, o banco informou que a interrupção deveu-se a problemas técnicos no computador principal. “Os esforços para resolver o problema estão em andamento. Os nossos clientes podem ter acesso às precauções que adotamos no nosso site”, escreveu o Akbank.

Os clientes afetados pela interrupção expressaram a sua insatisfação nas redes sociais, com muitos a temer um ataque cibernético, que poderia colocar em risco os seus ativos e os seus dados. Em dezembro de 2016, ‘hackers’ usaram o sistema de transferência de dinheiro global SWIFT para atacar o banco.

“As notícias de que a desaceleração e as interrupções no sistema do nosso banco devem-se a ataques cibernéticos não refletem a verdade. Não há violações de segurança”, referiu ainda a entidade bancária na nota.

A 17 de junho, um problema com o provedor de serviços Akamai Technologies causou interrupções em companhias aéreas globais, bancos – incluindo no Akbank – e bolsas de valores, principalmente na Austrália. De acordo com a empresa, não se tratava de um ataque cibernético.

Nove dias antes, um problema de configuração de serviço no provedor de entrega de conteúdo Fastly causou uma interrupção global da Internet que afetou o Reddit, o Twitch, páginas do governo do Reino Unido, bem como vários órgãos de comunicação, como a CNN e o New York Times.

  Taísa Pagno //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.