Estudo revolucionário explica como o sistema imunológico “adormece” as células cancerígenas

Um novo estudo mostrou que a destruição de células do cancro não é o único caminho para combater a doença. O sistema imunológico pode simplesmente adormecer as células por tempo indeterminado, fazendo com que a doença não evolua.

Um estudo recente, conduzido por uma equipa de investigadores australianos, descobriu que o sistema imunológico pode manter as células cancerígenas num estado dormente.Os cientistas esperam que a mais recente descoberta ofereça novos caminhos para a pesquisa de técnicas de imunoterapia capazes de impedir o crescimento de um tumor por um período indefinido de tempo.

A maioria das pesquisas sobre o cancro investigam formas de destruir estas células. No entanto, na mais recente abordagem, os cientistas foram por uma via diferente que não a destruição.

Em alguns casos, as células malignas do cancro podem permanecer em estase por períodos prolongados de tempo sem se espalhar ou causar sintomas relacionados à doença. Este processo é chamado de equilíbrio imune ao cancro e, embora saibamos que é mediado pelo sistema imunológico do corpo, os cientistas não entendem exatamente como ele funciona.

“Não conseguimos entender os mecanismos responsáveis por manter os tumores sob controlo e neste estado de dormência”, afirma Jason Waithman, da Universidade da Austrália Ocidental, e um dos autores do estudo publicado na Nature.

“Sabíamos apenas que existia esta espécie de ‘caixa negra’ de controlo do cancro e que, se puséssemos entender melhor este processo, poderíamos explorá-lo num maior número de pacientes e salvar muitas vidas”, continuou o especialista, citado pelo New Atlas.

O estudo concentrou-se num tipo de célula imune, chamada de célula T de memória residente em tecido (TRM ou tissue-resident memory). As células TRM foram identificadas há cerca de 20 anos e são funcionalmente diferentes de outros tipos de células imunes.

Com o objetivo de estudar o seu efeito no equilíbrio imunológico do cancro, os cientistas utilizaram uma nova técnica de imagem para observar o movimento destas células em tempo real em ratos com uma espécie de melanoma.

“Usando um microscópio especial, pudemos observar as células T a moverem-se na pele dos ratos, encontrar as células do melanoma e controlar o crescimento dessas células”, afirmou Simone Park, investigadora da Universidade de Melbourne, na Austrália.

Os resultados da experiência foram notáveis. O crescimento do tumor foi desencadeado após as células TRM terem serem removidas. Assim, os cientistas concluíram que estas células desempenham um papel fundamental na supressão da progressão do cancro e na manutenção do equilíbrio imunológico contra a doença.

Serão necessários mais estudos e investigações para entender exatamente de que forma estas células TRM mantêm o cancro adormecido, mas os cientistas estão muito confiantes de que os resultados serão transferíveis para os seres humanos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Europeias: maior votação em 20 anos. PPE e socialistas juntos sem maioria

A taxa de participação nas eleições europeias, realizadas entre quinta-feira e hoje nos 28  Estados-membros da União Europeia, fixou-se nos 50,5%, a mais elevada dos últimos 20 anos e oito pontos acima do anterior sufrágio. Segundo …

Os anéis de Saturno estão a desaparecer (e a culpa é nossa)

Recentemente, um grupo de cientistas alertou que os anéis de Saturno podem vir a desaparecer devido às futuras explorações humanas.  Exploradores de asteróides e bilionários da tecnologia poderão roubar pedras preciosas do Espaço num futuro próximo, …

Forte tempestade faz reaparecer floresta pré-histórica no Reino Unido

A tempestade Hannah, que levou fortes marés e ventos ao Reino Unido, voltou a trazer à luz restos de árvores de uma floresta pré-histórica com cerca de 4.500 anos. Os vestígios estiveram escondidos durante anos …

PS vence Europeias. BE e PAN sorriem, CDS à espera de confirmar resultado catastrófico

As primeiras projeções aos resultados eleitorais geraram palmas e um ambiente efusivo por parte dos militantes do PS. O CDS é um dos grandes derrotados da noite e o PAN a surpresa. As eleições para …

Conan Osiris vence prémio de mais mal vestido em palco

Não é o prémio que Portugal esperava, mas é um prémio. Conan Osiris venceu o Barbara Dex Award, atribuído ao participante do Festival Eurovisão da Canção que veste a pior indumentária em palco. Conan Osiris é …

O exoesqueleto desta aranha parece o capacete de um minúsculo extraterrestre

No mundo animal, o acasalamento pode ser uma verdadeira batalha. As aranhas-pavão, por exemplo, deixam os seus capacetes para trás (literalmente).  Na hora do acasalamento, o macho da aranha-pavão (Maratus velutinus) deixa o seu exoesqueleto para …

Se chover durante a estadia, esta ilha italiana reembolsa os turistas

Há uma ilha italiana que reembolsa os turistas em aso de chuva. A iniciativa desafia as unidades hoteleiras a reembolsarem os clientes se chover mais de duras horas durante o dia. Se é daquelas pessoas que …

Prada deixa de usar peles a partir de fevereiro de 2020

A marca italiana dirigida por Miuccia Prada anunciou o fim da utilização de peles de animais a partir do próximo ano. A coleção apresentada em fevereiro de 2020, correspondente ao outono-inverno 2020/21, será a primeira …

Líderes falam em abstenção e apelam ao voto. Está "um dia maravilhoso para votar"

Cerca de 10,7 milhões de eleitores vão eleger os 21 deputados ao Parlamento Europeu. À boca das urnas, foram vários os líderes políticos que exerceram o seu direito de voto apelando à participação dos portugueses. A …

Se o mundo vivesse como os portugueses os recursos naturais acabavam hoje

Os recursos naturais da Terra chegavam este domingo ao fim se todas as pessoas do planeta consumissem como os portugueses. Na União Europeia, a Estónia e a Dinamarca já esgotaram os recursos em março passado.  Os …