Síndrome de Jerusalém. Há cidades que levam os turistas a desenvolver surtos psicóticos

Oliver McAfee desapareceu em 2017 e nunca mais voltou. Rapidamente foi levantada a hipótese de o turista ter sido afetado pelo Síndrome de Israel, um estado psicótico muitas vezes relacionado com experiências religiosas.

Oliver McAfee, um jardineiro de 29 anos, desapareceu em 2017 quando percorria de bicicleta a Trilha Nacional de Israel, perto da cidade de Mitzpe Ramon. Alguns dos seus pertences, incluindo a própria bicicleta, foram encontrados na cratera de Ramon, a sul de Israel.

A imprensa rapidamente levantou a hipótese de o turista ter sido afetado pela Síndrome de Israel, um estado psicótico muitas vezes relacionado com experiências religiosas que deixa os doentes paranoicos e obcecados.

No ano 2000, médicos do Centro de Saúde Mental Kfer Shaul, em Israel, relataram ter recebido cerca de 100 turistas por ano com esta síndrome. A maioria dos doentes eram cristãos, mas alguns judeus e muçulmanos também precisaram de ajuda médica. A Síndrome de Jerusalém é uma forma de psicose, escreveram os cientistas num artigo científico publicado no British Journal of Psychiatry.

Muitos dos pacientes já apresentavam um distúrbio mental, como esquizofrenia ou transtorno bipolar, que era agravado com a síndrome e os levava a embarcar num delírio de missão sagrada. No entanto, outros turistas desenvolveram psicose já em Israel, sem apresentar qualquer histórico de doença mental.

De acordo com os especialistas, estas pessoas tinham tendência para ficarem obcecadas com a higiene, tomando inúmeros banhos e cortando compulsivamente as unhas dos pés e das mãos. A psicose durava cerca de uma semana. Estes turistas eram tratados com sedativos ou terapia, ainda que a cura definitiva fosse “distanciar-se fisicamente de Jerusalém e dos seus locais sagrados”.

Os autores sugerem que estes turistas (geralmente de “famílias ultrarreligiosas”) sofrem com a discrepância entre a imagem idealista que, subconscientemente, projetam de Jerusalém e a realidade concreta de uma cidade comercial movimentada, desencadeando a síndrome.

Quanto a Oliver McAfee, os investigadores descobriram passagens bíblicas colocadas debaixo das pedras onde o jardineiro desapareceu e escrituras feitas com a sua própria caligrafia. O turista, natural da Irlanda do Norte, ainda continua desaparecido e a Síndrome de Israel é uma das razões apontadas para o seu desaparecimento.

A verdade é que, segundo a BBC, as questões de saúde mental estão entre as principais causas de problemas de saúde entre os turistas. A psicose aguda é responsável por cerca de um quinto de todos os problemas de saúde mental dos viajantes.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, os turistas são afetados de várias formas. Desidratação, insónias e o famoso jetlag estão entre os fatores que contribuem para a “psicose de viagem”, juntamente com a ingestão de medicamentos para dormir ou de álcool durante um voo, por exemplo. Além disso, o medo de voar e a ansiedade aguda são alguns dos fatores que aumentam o stress dos turistas.

Num estudo publicado pela revista científica British Journal of Psychiatry, os autores  sugerem que “Jerusalém não deveria ser considerada um fator patogénico, uma vez que a idealização mórbida dos turistas afetados começou noutro lugar”.

Isto significa que é muito provável que os turistas que sofreram desta síndrome tivessem uma condição psiquiátrica não diagnosticada ou uma predisposição à psicose muito antes de visitarem Israel.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Máscara nos espaços fechados e eventual terceira dose em massa - as conclusões da reunião no Infarmed

Terminou há momentos a reunião do governo com especialistas no Infarmed sobre o balanço da evolução da pandemia e as recomendações das medidas que devem ser adoptadas nesta nova fase. A reunião começou com as …

"Cruzeiro espacial" da SpaceX com quatro civis já está em órbita

Voo espacial terá a duração de três dias e cada um do seus tripulantes (quatro civis) terá uma tarefa na missão. Ainda assim, viagem tem um objetivo nobre e social. Passo a passo, Elon Musk parece …

Líder do PAN faz queixa no Ministério Público depois de ser ameaçada de morte

A deputada mostrou no Twitter o tipo de insultos e ameaças que tem recebido e avisa que não se vai calar ou permitir que o desrespeito continue. Inês Sousa Real foi insultada e ameaçada nas redes …

Árbitro foi muito "benévolo" com o FC Porto

O golo de Taremi e a expulsão de Mbemba originaram protestos portugueses. Os espanhóis têm uma visão diferente. O Atlético de Madrid-FC Porto contou com duas boas equipas em campo e uma "que esteve menos bem", …

Buraco na camada de ozono ultrapassa o tamanho da Antártida

A dimensão do buraco na camada de ozono no hemisfério sul ultrapassou o tamanho da Antártida, continente com cerca de 14 milhões de quilómetros quadrados, anunciou hoje o serviço europeu Copernicus, de monitorização da atmosfera. “O …

Políticos e especialistas querem legalizar canábis (com impostos para prevenir o consumo)

Um grupo de 65 personalidades, entre especialistas médicos e ex-ministros, apela à legalização da canábis, considerando que é a melhor forma de prevenir o consumo desta droga, nomeadamente através dos impostos aplicados ao sector. Esta carta …

Mais 1062 casos e seis mortes por covid-19. Internamentos continuam em queda

Há actualmente 497 doentes internados, menos 30 pessoas do que no último balanço. Mais seis pessoas morreram de covid-19 nas últimas 24 horas. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e mais 1062 casos …

Crescimento sustentado da economia dá margem ao Governo nas negociações para OE

Governo tem a seu favor uma evolução positiva das receitas fiscais, o que lhe deverá permitir metas mais ambiciosas de redução do défice ou, em alternativa, assumir mais medidas com impacto negativo no orçamento. O crescimento …

Portugal contratou mais professores, mas salários baixaram

Em ano de pandemia, um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) mostra as diferenças que existem nas carreiras dos professores na Europa e em Portugal. O reforço do número de professores no …

Afinal, a crise no transporte marítimo mundial não vai estragar o Natal - pelo menos em Portugal

O transporte de mercadorias está a desacelerar na Ásia e o aumento dos custos está a causar uma onda preocupação na distribuição. Porém, o problema não se deverá fazer sentir na época de Natal. A falta …