Sérvia vai pagar 2500 euros a casais que tenham o primeiro filho

A Sérvia vai triplicar o valor do incentivo monetário dado aos casais que tenham o seu primeiro filho, numa tentativa de reverter a descida de natalidade no país.

Segundo a agência Bloomberg, esta e outras medidas foram anunciadas pelo Presidente sérvio, Aleksandar Vucic, esta quarta-feira. “Estamos a desaparecer enquanto nação”, afirmou aos jornalistas.

A partir de janeiro do próximo ano, o valor do incentivo monetário dado aos casais que tenham o seu primeiro filho vai triplicar, passando para 300 mil dinares, ou seja, cerca de 2500 euros.

Além disso, também vai ser aumentado o valor dos apoios para as famílias que já tenham filhos e que decidam ter mais, escreve a agência norte-americana, acrescentando que também vão ser dados incentivos para ajudar os casais mais jovens a continuar no Ensino Superior, caso sejam pais enquanto estudam.

O Governo também está a avaliar a possibilidade de conceder subsídios, que podem chegar aos 20 mil euros, a jovens casais que pretendam comprar a sua primeira casa e constituir família, disse o chefe de Estado.

“Estamos a ficar cada vez mais velhos e o nosso progresso económico vai depender da forma como conseguimos assegurar o progresso da nação através de medidas demográficas”, acrescentou Vucic.

Atualmente, a taxa de natalidade da Sérvia é de 1,5 filhos. De acordo com o Presidente, esta taxa precisa de aumentar para pelo menos 2,15 só para que se consiga manter o tamanho da população atual.

A Sérvia tem 6,9 milhões de pessoas, com uma média de idades de 43 anos, uma das mais elevadas da Europa. A sua população está a cair em cerca de 30 mil pessoas por ano, não só pela baixa taxa de natalidade mas também pela emigração.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE