/

É um cenário de filme de ficção científica – mas será possível a Lua colidir contra a Terra?

4

NASA

Está sempre aparentemente calma no céu, mas será que a Lua pode algum dia vir a chocar com a Terra? Há simulações que ajudam a ter uma ideia do que aconteceria neste cenário.

Um novo filme de ficção científica que vai chegar às salas de cinema no início de 2022 retrata um cenário onde a Lua vai colidir com a Terra. Moonfall promete muitas imagens de uma Lua avermelhada a aproximar-se cada vez mais do nosso planeta enquanto a sua força gravitacional suga os oceanos.

Mas será que este cenário é só coisa de filme? O modelo básico de como o planeta interage com o satélite determina que a força gravitacional puxa a Terra e a Lua em direcção uma da outra, mas esta força depende da massa de ambos os objectos e tem uma magnitude inversamente proporcional ao quadrado da distância entre os centros dos dois corpos.

A hipótese imediata é achar que esta força gravitacional seria o que levaria à colisão entre a Terra e a Lua, mas o satélite está em órbita numa direcção perpendicular à força de gravidade, o que faz com que a sua rota se curve e ande à volta do planeta em vez de ir contra ele, escreve o Wired.

Caso a força puxe o objecto numa direcção perpendicular ao seu impulso, esse objecto vai mover-se num círculo com a força a apontar para o centro. É por causa disto que a Lua faz uma órbita ao redor da Terra – há uma força lateral a puxá-la devido à sua interacção gravitacional com o planeta.

Esta força mútua faz com que a Terra também tenha uma órbita circular, mas a massa 81 vezes superior do nosso planeta faz com que a influência da Lua se faça sentir pouco e que a nossa órbita seja muito mais pequena.

O Wired criou depois um modelo no Python que simula o que aconteceria se alguma outra força misteriosa empurrasse a Lua. A simulação começa por usar uma força gravitacional que é 50 vezes mais forte do que a da Terra durante apenas uma hora e acompanha o que acontece nos oito meses seguintes. Mesmo depois de todo esse tempo, a Lua não colidiu com a Terra, entrando apenas numa órbita elíptica e não circular.

A revista cria depois uma nova experiência: uma força também de uma hora, mas em vez de ser na direcção da Terra, empurra o satélite na direcção oposta à do movimento da Lua. Neste caso, a Lua não pára totalmente de andar à volta da Terra, mas fá-lo tão devagar que parece mais uma rocha a cair em direcção ao planeta e que quase colide.

Rhett Allain / Wired

Rota da órbita da Lua caso uma força gravitacional a empurre na direcção oposta ao seu movimento

Simulação do Wired

Uma eventual colisão não é o único problema que uma mudança na força gravitacional causaria. Tal como mostra o trailer de Moonfall, há também a possibilidade da Lua começar a sugar os oceanos da superfície do planeta. A revista tentou também prever este caso.

Também no Python, calculou-se qual das forças seria mais forte – a do centro gravitacional da Terra ou a da Lua – num quilo de água, estando o planeta e o satélite parados. As contas mostram uma que a força da Terra é bastante superior à do nosso satélite, pelo que o nosso planeta ganharia esta guerra pela água.

E se a Terra e a Lua não estivesse parados, mas sim numa órbita muito próxima e a moverem-se à volta de um centro de massa comum? Isso significaria que a água dos oceanos também se estaria a mexer.

Neste cenário, a órbita demoraria 2.3 horas e não 28 dias. As contas mostram que uma força de 3.55 Newtons estaria a puxar a água para a Lua, no entanto, este valor é inferior aos 5.48 Newtons que manteria os oceanos na Terra.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O que aconteceria era uma versão extrema das marés, mas o planeta não seria afectado de forma uniforme, já que a distância da Lua varia dependendo das partes do planeta. Estas marés extremas acabariam por ser muito más, não só para os oceanos, mas também para as montanhas e edifícios que poderiam ser partidos pela força.

Apesar de ser um cenário interessante para explorar no grande ecrã, é melhor que uma eventual aproximação ou colisão da Lua se fique mesmo só pelos filmes.

  ZAP //

4 Comments

  1. Com certeza esta super lua so esta aumentando a cada ano .certamente um dia ela vai chocar-se com a terra
    E creio tambem que esta inteligência das grandes nações sao efeitos da vinda dos ets aqui na terra .carro voador robos etc os extras terrestres ja estao aqui na terra.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE