Sémen congelado é viável para reprodução fora da Terra

Investigadores da clínica Dexeus Mulher e da Universidade Politécnica da Catalunha demonstraram que o sémen congelado mantém a viabilidade em condições de gravidez no espaço, pelo que poderia servir para fazer reproduções da espécie humana fora da Terra.

A investigação, a apresentar na terça-feira no 35.º Congresso da Sociedade Europeia de Reprodução e Embriologia em Viena, Áustria, é um primeiro passo de um projeto mais amplo para ver a viabilidade de criar bancos de gâmetas no espaço e reproduzir a espécie humana fora do planeta”, diz a médica que liderou o trabalho, Montserrat Boada.

Vários estudos descreveram como a gravidez afeta estruturas celulares e moleculares, o sistema cardiovascular, músculo esquelético, nervoso e endócrino, mas o seu impacto sobre as células germinais, como os espermatozoides e os óvulos, e sobre a reprodução humana “não se conhece com detalhe”, segundo Boada.

Por este motivo, investigadores da Dexeus Mulher de Barcelona e engenheiros da Universidade Politécnica da Catalunha (UPC) analisaram se a exposição a condições de microgravidade similares às que se verificam no espaço exterior afetavam diversas amostras de esperma congelado.

O trabalho demonstrou que a microgravidade não afeta a viabilidade do esperma humano congelado e que a concentração, mobilidade, vitalidade e fragmentação do ADN espermático “não ficou alterada” em qualquer destes testes, comparativamente às propriedades em condições de gravidade da Terra, explicou à agência EFE a especialista.

“No ano passado, a NASA anunciou um estudo na mesma linha, denominado Micro-11, que investiga os efeitos da microgravidade na Estação Espacial Internacional, mas até agora não publicou os dados obtidos”, frisou Boada, que assegura que este é “o primeiro estudo sobre os efeitos da microgravidade em amostra de esperma humano congelado”.

Se no futuro tivermos de nos reproduzir fora da Terra, como será? Talvez a reprodução assistida seja uma técnica mais comummente usada”, sugeriu Boada.

O estudo foi feito com dez amostras de sémen de dez voluntários sãos e cada uma delas foi dividida em duas frações: uma para o estudo em condições de microgravidade e outra de controlo.

As amostras foram congeladas em nitrogénio líquido a -196 graus e as frações para a experiência foram introduzidas num tanque específico para transporte aéreo colocado numa avioneta do Aeroclube de Barcelona-Sabadell destinada a voos acrobáticos para estudos científicos.

A avioneta fez 20 manobras para submeter as amostras a condições de microgravidade durante oito segundos em cada manobra, utilizando a técnica de queda livre, que “produz condições totalmente equiparáveis às que ocorrem em voos especiais e que experiencia um astronauta em órbita”, explicou o professor da UPC Antoni Pérez-Poch.

Após estas manobras, o esperma foi descongelado e analisado e comparou-se com as frações de controlo de cada doador, que foram descongeladas e analisadas em paralelo para ver se havia variações na sua capacidade fértil, concentração, mobilidade, vitalidade, morfologia e fragmentação do ADN espermático.

Os resultados revelaram que não havia diferenças significativas em qualquer destes parâmetros entre as frações submetidas a microgravidade e às que se mantiveram em condições de gravidade terrestre.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Netflix retrata a trágica história de Nicolau II, o último czar da Rússia

A Netflix acaba de lançar The Last Czars, uma série documental sobre a história de Nicolau II e a sua família, que acabou por ditar o fim da dinastia de 300 anos dos Romanov e …

Português desce e Matemática volta à positiva nos exames do 9.º ano

As médias dos alunos do 9.º ano nos exames desceram este ano a Português e subiram a Matemática, voltando a uma média positiva, mas com uma taxa de reprovação ainda a rondar os 30%. Os exames …

A famosa "Pirâmide Curvada" do faraó Senefuru foi aberta ao público pela primeira vez em mais de 50 anos

No Egito, foi aberta ao turismo, pela primeira vez desde 1965, a famosa "Pirâmide Curvada", construída por ordem do faraó Senefuru há 4.600 anos. Localizada em Dahshur, a 40 quilómetros a sul do Cairo, a pirâmide, …

Príncipe Carlos diz que temos 18 meses para salvar a humanidade

O príncipe Carlos admite que os próximos 18 meses serão cruciais para a sobrevivência dos seres humanos. Durante este tempo, os líderes mundiais terão de controlar as mudanças climáticas para evitar uma catástrofe irreversível. "Senhoras e …

Novo filme da saga Bond tem Agente 007 feminina

De acordo com jornais ingleses, o filme Bond 25 não terá um novo James Bond, mas sim uma nova Agente 007. No filme, que será uma homenagem ao legado de Roger Moore e de todos …

Manchester United não dá mais do que 33,5 milhões por Bruno Fernandes

O Manchester United só está disposto a pagar 33,5 milhões de euros pelo médio do Sporting Bruno Fernandes, escreve o jornal Mirror esta segunda-feira. De acordo com o diário britânico, a contratação de Harry Maguire …

Caso de ébola detetado em cidade com mais de dois milhões de habitantes

As autoridades de saúde detetaram o primeiro caso de ébola na cidade de Goma, na República Democrática do Congo, onde vivem mais de dois milhões de pessoas, confirmou no domingo o ministro da Saúde congolês. De …

Ordem dos Enfermeiros apresenta queixas contra inspetores da Saúde

A Ordem dos Enfermeiros (OE), liderada por Ana Rita Cavaco, vai apresentar queixas-crime contra a inspetora-geral das Atividades em Saúde e contra os inspetores que participaram na sindicância a esta associação profissional. Em causa está a …

Advogado de Mustafá acusa procuradora Cândida Vilar de terrorismo institucional

O advogado do líder da Juventude Leonina, Filipe Coelho, voltou a apontar baterias a Cândida Vilar, acusando-a de "terrorismo oficial" contra o seu cliente.  De acordo com o Tribuna Expresso, o advogado de Mustafá disse ainda …

Fenprof indignada com palavras cruzadas do Expresso exige pedido de desculpas

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) manifestou-se nesta segunda-feira “indignada” com um tópico nas palavras cruzadas do semanário Expresso, exigindo um pedido de desculpas aos docentes portugueses. Em causa um tópico das palavras cruzadas da …