“Se João Félix sair, é como perder um título”

Ainda no rescaldo da derrota no dérbi de Madrid, José Damián González defendeu a permanência do português e uma postura diferente de Diego Simeone.

O Real Madrid confirmou o favoritismo e venceu o grande dérbi da capital espanhola – e um dos dérbis mais aguardados no futebol europeu – ao derrotar o Atlético de Madrid por 2-0, em casa. O Real destaca-se como líder do campeonato, com 42 pontos, mais 13 do que o campeão Atlético (com menos um jogo realizado).

Karim Benzema, na primeira parte, e Marco Asensio, na segunda parte, marcaram os golos de uma equipa que foi claramente superior ao rival. O Atlético até começou – como é habitual – mais intenso, mais forte nas disputas de bola. Mas a posse de bola, o futebol de ataque e o estilo mais dinâmico do Real levaram a melhor. Dois contra-ataques originaram os dois golos da partida.

Diego Simeone estava a perder ao intervalo e decidiu colocar em campo João Félix – o internacional português voltou a ficar fora do 11 inicial. Foi precisamente Félix a agitar mais o ataque do Atlético de Madrid. O jovem transformou o ritmo da sua equipa e, nos instantes finais, poderia ter marcado; mas Courtois apareceu para uma bela defesa.

O ex-jogador do Benfica continua longe de ser um titular indiscutível e não está a ser a figura que, provavelmente, o próprio esperava ser em Madrid. Nesta época só foi titular três vezes na liga espanhola, até agora, num total de nove encontros realizados na mesma prova.

Opção errada de Diego Simeone, aponta o jornalista José Damián González: “João Félix é um jogador diferente. Diego Simeone está a errar ao não colocá-lo a jogar mais tempo. Vimos na época passada que, quando João Félix jogou, o futebol era genial. Era um futebol que conquistava e enamorava”.

Num programa do canal de televisão Mega, José Damián González confessou que prefere nem colocar a possibilidade de João Félix sair do Atlético em 2022: “No Inverno não acredito que saia. Mas se o João Félix sair no final desta época, seja qual for o motivo, para mim será como perder um título. Não conseguir que o João Félix triunfe no Atlético de Madrid, para mim, é como perder um título”.

No mesmo programa apareceu uma resposta de outro participante, que apresentou uma possível justificação para este cenário: “É muito difícil que ele triunfe porque Simeone quer que os jogadores corram mais rapidamente para trás do que para a frente“.

Por coincidência, ao mesmo tempo, foi destacada a opinião de um adepto (provavelmente do Real Madrid), que escreveu que Éder Militão, que jogou no FC Porto, é agora “o melhor defesa-central do mundo”.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE