Rui Pinto diz estar a ser perseguido. Consultor de Assange apela à sua libertação

Rui Pinto / Twitter

O pirata informático admite ter cometido atos ilegais, mas acusa a Justiça portuguesa de perseguição e de ter uma postura vingativa. Numa conferência de imprensa na Web Summit, o conselheiro legal de Assange apelou à sua libertação.

Numa mensagem enviada à Renascença, e lida pelo seu advogado Francisco Teixeira da Mota no programa “Em Nome da Lei”, gravado na Web Summit, Rui Pinto acusa a Justiça de ter uma “postura violenta e vingativa”.

“Aceito perfeitamente que, à luz do ordenamento jurídico português, alguns dos meus atos sejam considerados ilegais e irei responder por isso. Mas não posso aceitar esta perseguição e esta postura violenta e vingativa por parte do Estado português”.

“Encontro-me há sete meses preventivamente detido, seis dos quais em regime de isolamento, sem que tivesse tido qualquer interação com outros detidos. Não matei nem roubei. Face a tudo o que tem acontecido neste processo, tenho sérias dúvidas de que terei um julgamento justo.

“De qualquer forma, irei lutar com todas as minhas forças para fazer valer a minha posição. Sou apesar de tudo um denunciante, um whistleblower que serviu o interesse público ao expor graves ilegalidades e atos de corrupção”.

Dos 147 crimes de que o pirata informático está acusado, apenas a tentativa de extorsão tem a moldura penal exigida para poder ser decretada prisão preventiva. No entanto, refere o seu advogado à rádio, não há memória de outro suspeito do mesmo crime ser alvo da mesma medida de coação.

Teixeira da Mota diz que o seu cliente não só não está a ter proteção legal enquanto denunciante, como está também a ser tratado “pior do que um vulgar criminoso”.

Esta quinta-feira, numa conferência de imprensa na Web Summit, o advogado da Wikileaks, Juan Branco, começou por expressar o seu apoio a Rui Pinto, tendo apelado à libertação do português.

“Esta pessoa não está apenas privada da sua liberdade, mas também privada dos seus direitos básicos, incluindo o direito à privacidade”, afirmou.

Questionado sobre o que diria às autoridades sobre este hacker, Juan Branco foi perentório: “Simples, libertem-no”.

Tal como Julian Assange, o seu conselheiro legal diz que ambos “não cometeram qualquer crime ou violência, não feriram a dignidade de ninguém e estão presos. Apenas expuseram a verdade”.

Em setembro, o Ministério Público acusou Rui Pinto de 147 crimes, 75 dos quais de acesso ilegítimo, 70 de violação de correspondência, sete deles agravados, um de sabotagem informática e um de tentativa de extorsão, por aceder aos sistemas informáticos do Sporting, do fundo de investimento Doyen, da sociedade de advogados PLMJ, da Federação Portuguesa de Futebol e da Procuradoria-Geral da República, e posterior divulgação de dezenas de documentos confidenciais destas entidades.

Em prisão preventiva desde março, o português de 30 anos foi detido na Hungria e entregue às autoridades portuguesas, com base num mandado de detenção europeu (MDE), que apenas abrangia os acessos ilegais aos sistemas informáticos do Sporting e da Doyen.

Como o arguido nunca renunciou ao princípio da especialidade, para que a justiça portuguesa pudesse vir a acusá-lo e a julgá-lo por outros factos e crimes que não estes, o MP teve de pedir a extensão do MDE às autoridades húngaras (que autorizaram), com base em novos factos e indícios entretanto apurados no decorrer desta investigação, os quais vão dar origem a outros processos judiciais.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O conselheiro legal de Assange não pode comparar o seu constituinte com este pilho, que alega ser um denunciante benemérito, mas não é. Se fosse, já tinha disponibilizado toda a informação que tem ás autoridades. Antes de ser preso tentou extorquir várias pessoas e organizações com essa informação. Se tivesse vergonha, piava menos.

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …