“Não vou dar troco”. Rio responde às críticas dos apoiantes de Costa de que era um “nazizinho” como autarca no Porto

8

Tiago Petinga / Lusa

Valter Hugo Mãe e Rosa Mota, dois apoiantes de António Costa, deixaram duras críticas ao trabalho de Rui Rio enquanto Presidente da Câmara do Porto, especialmente na cultura. Rio acusa o PS de fazer política baixa.

É a polémica que está a marcar o dia. A acção de campanha do PS foi em Lisboa, mas foi o Porto que andou nas bocas dos apoiantes de Costa, mais especificamente, o Porto no tempo em que Rui Rio era Presidente da Câmara.

Num encontro em Monsanto, Lisboa, moderado pelo jornalista Luís Osório, António Costa discutiu com 15 personalidades independentes – que afirmaram todas que vão votar no secretário-geral do PS – temas como a cultura, o desporto, a investigação ou o ensino superior.

O escritor Valter Hugo Mãe deu o mote para o tema. “Sou do Porto e atravessei o inverno cultural que foi ter Rui Rio a comandar os destinos da cidade”, lembrando a entrega do teatro Rivoli a uma companhia de teatro de Lisboa e a mudança da Seiva Trupe para Vila Nova de Gaia

“Eu não consigo imaginar como é que o país não viu isso, como é que continua não conseguir ver o que se passa no Porto, ainda que o Porto tenha uns belos quilómetros quadrados, porque se tivessem visto isso, não poderiam jamais propor que uma coisa dessas acontecesse ao nível do país inteiro”, salientou.

Já quando Costa assumiu o comando dos destinos de Portugal em 2015, o “seu sorriso sereno, mas seguro, mudou radicalmente o clima em Portugal”. “Há uma primavera que tinge o discurso de António Costa, uma positividade que vem dessa segurança de ser capaz de nos transmitir confiança que mudou completamente a atmosfera em que nós vivíamos”, elogiou.

A ex-atleta olímpica Rosa Mota, também ela portuense, falou em seguida e foi até mais longe, admitindo que ia usar uma palavra “feia”.

“Aquela parte, ele é que manda, que é o ‘nazizinho’, e o resto põe de lado. Todas as pessoas que fossem figuras públicas da cidade – somos pessoas queridas, modéstia à parte – para ele, era um terror”, afirmou.

A maratonista diz que “realmente” não percebe “como as pessoas não conseguem ver o que se tentou destruir naquela cidade” no sector cultural.

“A campanha do PS deturpa o que digo”

Rui Rio já reagiu às palavras de Rosa Mota e Valter Hugo Mãe, dizendo que António Costa é que sabe quem “mete dentro da sala”.

“Eu nem vou conferir grande importância porque acho que é dar importância demais a quem a não deve ter, agora não é essa a forma de se fazer campanha, nem de fazer política, a minha não é e está provado que não é, mas o doutor António Costa é que sabe quem mete dentro da sala”, afirmou Rui Rio, à chegada à Figueira da Foz.

O candidato do PSD referiu ainda que a campanha do PS e de António Costa se baseia em “deturpar” tudo o que diz e não em “defende as suas próprias propostas”. Rio criticou também as referências de Costa a um “orçamento que chumbou” e que não sabe como vai ser aprovado caso o PS ganhe as eleições.

“Depois chegam ao extremo de juntar numa sala um tipo de pessoas e o que sai de lá, desse tipo de pessoas, é que é um insulto, como é lógico. Eu não olho para as sondagens. Eu tenho a certeza absoluta que os outros quase só olham para isso e portanto começam a ficar nervosos com isso e vão acentuar quase de certeza este tipo de campanha mais difamatória, mas não vou dar troco”, rematou.

  Adriana Peixoto, ZAP // Lusa

8 Comments

  1. Apoiado Rio sem troco, os cães ladram e a caravana passa Deus me livre de mais impostos sobretudo os petroliferos de Antonio Costa.E nao se responde a insultos embora queria saber o que é ‘nazizinho’ deve ser palvra noava que se calhar nao está no Dicionário de Lingua Portuguesa

  2. O reinado da geringonça foi fantástico, uma lufada de ar poluído, carregado de injustiças e de impostos para quem trabalha e de jobs for the boys and girls do regime … Pouco falta para uma ditadura de extrema esquerda!

  3. Quando o sapateiro vai além da chinela temos uma Rosa Mota a pensar com os pés e a dizer asneiras. Que pena esta mulher opinar sobre o que não sabe para debitar asneiras. Será que ela sabe o que é um nazi. Tenho muitas dúvidas. Tenho muita pena ver uma antiga grande atleta desperdiçar a simpatia dos portugueses com atoardas.
    Acalma-te Rosa Mota!!!

  4. Os xuxalistas já estão a tremer de medo. Já vale tudo. Enfim, dentro daquilo a que nos habituaram no episódio nomeação do procurador europeu, A6, Zmar,… A arrogância, prepotência, o gerir o país como se fosse o seu feudo, vai levar aquilo que todos os portugueses já sabem há muito, a derrota nestas eleições. Os portugueses nem são parvos nem andam assim tão distraídos.

  5. Oh Rosinha, oh Rosinha do meio,
    Leva a seita do Costa a correr no sendeiro,
    No sendeiro, no sendeiro, ou na berma da estrada,
    Oh Rosinha leva-os pra longe e (deles) não nos tragas nada.

  6. Reunião de intelectuais??? Inverno cultural no Porto???
    Uma sabia correr e bem o outo sempre gostou da chulice de chamar cultura aquilo que faz (e que poucos ou mesmo nenhuns querem ver ou ouvir).
    O PS anda mesmo pelas ruas da amargura.

  7. Eles andam nervosos e há falta de bons argumentos optam pelo insulto, há que os deixar caluniar, os mais entendidos compreenderão o desespero!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE