Ridley Scott “apagou” Kevin Spacey do seu novo filme a um mês da estreia

Kevin Spacey foi despedido do filme “All the Money in the World”, de Ridley Scott, pouco mais de um mês antes da sua estreia. A decisão é mais uma reacção às denúncias de assédio sexual que surgem contra o actor.

A personagem que Kevin Spacey interpretava, o magnata do petróleo John Paul Getty, será, agora, protagonizada por Christopher Plummer. O actor veterano terá sido a primeira escolha de Ridley Scott para o filme, refere a imprensa especializada norte-americana, mas a produtora terá imposto o nome de Spacey por ser mais mediático.

O filme, “All the Money in the World”, conta a história do rapto do neto adolescente do bilionário, John Paul Getty III, em 1973.

A sucessão de denúncias de assédio sexual contra o ator levam, assim, Ridley Scott a apagar as suas cenas e a reformular o papel. E mesmo que as cenas tenham que ser regravadas, a expectativa é que a data de lançamento do filme, prevista para 22 de Dezembro próximo, seja mantida.

De acordo com a revista norte-americana Variety, Kevin Spacey gravou durante cerca de duas semanas, e, em muitas cenas do filme, seria o único actor na cena.

Os actores Mark Wahlberg e Michelle Williams, que também entram no filme, já terão acordado com o realizador participar nas novas filmagens, avança o site TMZ.

O filme de Ridley Scott foi, entretanto, retirado da lista do festival anual do American Film Institute (AFI), em Los Angeles.

Da consagração ao declínio…

A carreira de Kevin Spacey começou a ruir a 30 de Outubro passado quando o actor Anthony Rapp revelou ter sido assediado pelo actor na adolescência, em meados da década de 1980.

Após a denúncia, Spacey revelou ser homossexual – e foi duramente criticado por activistas LGBT que o acusaram de usar a sua sexualidade como “cortina de fumo” para afastar a atenção das acusações de assédio.

No meio da polémica, a Netflix, produtora norte-americana de filmes, anunciou o fim do contrato com o prestigiado actor e a sua saída da série “House of Cards”, na qual era protagonista, bem como o fim da mesma após a próxima temporada, a sexta.

Já a Academia Internacional de Artes e Ciências Televisivas, responsável pela atribuição dos prémios Emmy, anunciou que já não vai entregar um galardão honorário ao actor, como estava previsto. Ao mesmo tempo, o agente do actor rescindiu o seu contrato.

Desde as declarações de Rapp, as denúncias de assédio sexual contra Kevin Spacey ainda não deixaram de aparecer. Numa delas, a jornalista americana Heather Unruh acusa o actor de ter assediado sexualmente o seu filho de 18 anos, no ano passado.

“Kevin Spacey vai tirar o tempo necessário para buscar diagnóstico e tratamento“, informou um representante do actor à revista Variety, como resposta à sucessão de denúncias.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Falta de médicos leva IPO de Lisboa a adiar consulta de paciente com 90 anos para 2021

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa adiou a consulta de um paciente nonagenário que estava marcada para janeiro de 2020 para o ano seguinte, isto é, para janeiro de 2021 devido à falta …

Eis a Cybertruck, a "pickup" elétrica da Tesla que já tem bilhete para Marte

A Tesla lançou o seu modelo de carrinha "pickup" elétrica, Cybertruck, com uma autonomia máximo de 800 quilómetros. Musk diz que vai haver uma versão especial que será a carrinha oficial de Marte. Após uma longa …

Rio não responde a críticas de adversário. "Estou na Croácia, não estou no Montenegro"

O presidente do PSD seguiu a regra de não falar de política interna fora do país e só abriu uma exceção para falar da manifestação dos polícias. Depois do discurso que tinha feito no Congresso do …

Hospitais públicos têm mais de 650 milhões de euros de dívidas em atraso

As dívidas em atraso dos hospitais pertencentes ao Serviço Nacional de Saúde têm vindo a crescer desde o início do ano. Em setembro, o valor fixava-se nos 650 milhões de euros. Hospitais públicos acumulam 651,6 milhões …

Bolsonaro quer isentar polícias de punições por crimes cometidos em serviço

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse na quinta-feira que enviou ao Congresso Nacional um projeto de lei para isentar agentes das forças armadas e das polícias de eventuais punições criminais durante operações de segurança. De …

Dragões de Ouro. O "patinho feio" galardoado e o miúdo blindado a ouro

O FC Porto realizou esta quinta-feira a cerimónia anual de entrega dos Dragões de Ouro. O destaque foi para Marega, que recebeu o prémio de futebolista do ano. Fábio Silva venceu o prémio de revelação …

Forças Armadas vão passar a pagar rendas às Finanças

As Forças Armadas (FA) vão ter de pagar às Finanças uma renda pelos edifícios que usem e que sejam património do Estado. As FA estavam isentas desta obrigação desde 2012. As Forças Armadas perdem assim a …

Encontrados no Equador bebés enterrados com capacetes feitos de crânios humanos

Durante as escavações realizadas entre 2014 e 2016 em Salango, um sítio ritual na costa central do Equador, os arqueólogos encontraram dois bebés enterrados com capacetes feitos com crânios de outras crianças. Os investigadores descobriram dois …

Um mês depois das legislativas, Chega é o partido que mais cresce (e duplica intenção de voto)

O partido de André Ventura, o Chega, foi o que mais cresceu desde as eleições legislativas. Num mês, o partido duplicou as intenções de voto. De acordo com a sondagem da Aximage “Pós-eleitoral Novembro 2019”, realizada …

Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, recusa convite para visitar Coreia do Sul

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un recusou na quinta-feira um convite de Seul para visitar a Coreia do Sul na próxima semana, a convite do chefe de Estado daquele país, Moon Jae-in. O convite …