Reviravolta épica no Open da Austrália dá a Nadal histórico 21.º Grand Slam

Dean Lewins / Lusa

Rafael Nadal vence o Open da Austrália – o seu 21º Torneio do Grand Slam

O tenista espanhol Rafa Nadal venceu o Open da Austrália 2022, numa batalha épica contra Daniil Medvedev decidida a 5 sets — nos quais o espanhol esteve a perder 0-2.

Fez-se história em terras australianas. Rafael Nadal tornou-se o tenista com mais vitórias conquistadas em torneios do Grand Slam: 21.

Ao fim de quase seis horas de encontro — a segunda mais longa final de sempre em torneios do Grand Slam — e após uma exibição inacreditável frente ao russo Daniil Medvedev, Nadal venceu o Open da Austrália 2022 por 3-2, depois de ter perdido os dois primeiros sets, com parciais de 2-6, 6-7, 6-4, 6-4 e 7-5.

A chegada à Austrália, três tenistas estavam empatados no Olimpo do Grand Slam, com 20 títulos cada: Roger Federer, Rafa Nadal e Novak Djokovic. O croata, ainda número 1 do Mundo, preparava-se para vencer pela 10.ª vez o seu torneio preferido, e desempatar a corrida a Maior Tenista de Todos os Tempos.

Mas Djokovic, envolvido numa controvérsia com o seu visto de entrada no país e o facto de não estar vacinado contra a covid-19, acabaria por ser deportado e falhar a presença no Open da Austrália.

Com a ausência do croata, o favoritismo foi de imediato entregue a Daniil Medvedev, 25 anos, número 2 do ranking ATP, recente vencedor do Open dos Estados Unidos precisamente contra Djokovic, e principal candidato não só à vitória em Melbourne mas a chegar à primeira posição do ténis mundial.

Ninguém se lembrou de Rafa Nadal.

Aos 36 anos, de regresso após um ano marcado por lesões e uma infeção por covid complicada, o espanhol disputava o seu 10.º Open da Austrália — torneio que apenas tinha vencido uma vez, há 13 anos, em 2009.

O encontro começou da pior forma para Nadal, que perdeu as duas primeiras partidas — com um tie break na segunda.

Mas quando se esperava que o veterano tenista maiorquino, que costuma fazer o percurso inverso — começar a ganhar e acabar em quebra física — concedesse a vitória ao russo, Nadal renasceu na terceira partida, que venceu por 6-4.

Após igual resultado na quarta partida, Nadal e Medvedev marcaram encontro para um quinto e decisivo set. Este viria a ser disputado de forma emocionante, com breaks e contra breaks.

O espanhol esteve a servir a 5-4 para vencer o encontro, mas concedeu um break ao russo, que fez o 5-5.

Quando todos esperavam que Medvedev vencesse o seu jogo de serviço e levasse o encontro para um tie break decisivo, Nadal fez um novo break, que o levou a servir a 6-5 para fechar o encontro.

No derradeiro jogo, ao fim de quase seis horas de um esforço sobre-humano só ao alcance dos super-campeões, três pontos do espanhol sem resposta para o 40-0, três match pointsponto, jogo, set, encontro e Olimpo do Ténis para Rafa Nadal.

E o resto é história.

  Armando Batista, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.