Respirar pelo nariz aguça a memória

Uma recente investigação garante que se respirarmos pelo nariz, em vez de respirarmos pela boca, vamos lembrar-nos melhor dos cheiros.

A respiração afeta o cérebro. Esta é a principal conclusão do mais recente estudo, publicado dia 22 deste mês no Journal of NeuroscienceArtin Arshamian, investigador do  Instituto Karolinska, na Suécia, explica que esta investigação prova que nos lembramos melhor do cheiro quando respiramos pelo nariz.

“Este é o momento em que a nossa memória está a ser consolidada – o processo que acontece entre a apreensão do cheiro e a recuperação da memória”, adiantou o investigador. “Esta é a primeira vez alguém demonstrou isto.” E porque é que esta situação só ficou provada agora? A explicação reside no facto de os animais mais utilizados em experiências nos laboratórios, os ratos, não conseguirem respirar naturalmente pela boca.

Segundo o Diário de Notícias, a equipa de cientistas reuniu um conjunto de participantes e levou-os a trabalharem com 12 odores diferentes em duas ocasiões. Durante cerca de uma hora, foi-lhes pedido para respirarem através das bocas ou dos narizes.

Quando o tempo chegou ao fim, foi-lhes dado um novo conjunto de 12 odores. desta vez, os voluntários tinham de dizer se eram cheiros novos ou os primeiros que lhes tinham sido apresentados. Os resultados desta experiência mostraram que quando os participantes respiravam pelo nariz lembravam-se melhor dos cheiros.

No entanto, os cientistas precisavam de investigar mais a fundo e de perceber o que realmente acontece no cérebro durante a respiração e de que forma isso está ligado à memória. Mas, para isso, era necessário inserir elétrodos diretamente no cérebro, algo que, até agora, era impossível.

“Conseguimos evitar esse problema e agora estamos a desenvolver um novo método melhor de medir a atividade no bulbo olfatório [duas zonas do cérebro que estão situadas por baixo da parte anterior de cada um dos hemisférios cerebrais] e no cérebro sem ter de inserir elétrodos”, adiantou Arshamian.

Algumas investigações anteriores tinham já mostrado que os recetores no bulbo olfatório detetam cheiros e também variações no fluxo de ar. Durante a inalação e a exalação, diferentes partes do cérebro são ativadas. Contudo, como acontece a sincronização da respiração e da atividade cerebral e como isso afeta o cérebro ainda não é conhecido.

Apesar de a ideia de que respirar afeta o nosso comportamento não ser nova, agora “temos ferramentas que podem acrescentar novos conhecimentos clínicos”, concluiu o investigador.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …