Remover o apêndice reduz em 20% o risco de doença de Parkinson

Uma análise epidemiológica demonstrou que a remoção do apêndice está associada à redução do risco de doença de Parkinson em quase 20% dos casos.

O apêndice vermicular pode ser mais importante do que pensávamos. De acordo com um estudo publicado recentemente na Science Translational Medicine, o apêndice poderá estar implicado no início do desenvolvimento da doença de Parkinson.

Assim, segundo o estudo epidemiológico de larga escala que envolveu a análise de registos de mais de 1,6 milhões de pessoas na Suécia, tudo indica que não se trata de uma mera coincidência. O estudo revela que a simples remoção do apêndice está associada à redução do risco de doença de Parkinson (DP) em quase 20% dos casos.

Segundo o jornal Público, o apêndice e a doença de Parkinson partilham um elo comum: a alfa-sinucleína, uma proteína que se acumula, de forma tóxica, no cérebro dos doentes de Parkinson e de outras doenças degenerativas. Contudo, ainda não se percebeu porque é que essa acumulação acontece.

Este estudo indica que o o apêndice atua como um reservatório para alfa-sinucleína, que está intimamente ligada ao início e à progressão de Parkinson.

“Os nossos resultados apontam para o apêndice como um local de origem para Parkinson e fornecem um caminho para o desenvolvimento de novas estratégias de tratamento que alavanquem o papel do trato gastrointestinal no desenvolvimento da doença”, refere Viviane Labrie, investigadora do Instituto de Investigação Van Andel, nos EUA, em comunicado de imprensa.

“Apesar de ter uma reputação de algo completamente desnecessário, o apêndice desempenha um papel importante no nosso sistema imunológico, na regulação da composição de nossas bactérias intestinais e agora, como mostramos com o nosso trabalho, na doença de Parkinson”, acrescenta ainda a cientista.

A equipa de investigadores encontrou aglomerados de alfa-sinucleína em apêndices de pessoas saudáveis de todas as idades, assim como em pessoas com Parkinson. A alfa-sinucleína é considerada uma marca da doença de Parkinson e pensava-se que só estivesse presente em pessoas com a doença.

Segundo o artigo científico, foram encontradas “formas de alfa-sinucleína no apêndice, que revelaram uma notável semelhança com as encontradas no cérebro na doença de Parkinson”.

Desta forma, o estudo concluiu que a apendicectomia (remoção do apêndice) reduziu o risco global de desenvolver Parkinson em 19,3%. Mas porquê “risco global”? Na verdade, foram encontradas algumas especificidades: no caso das pessoas a viver em zonas rurais, os investigadores concluíram que a diminuição do risco chegava até aos 25%.

Os investigadores adiantam que a análise a apêndices de indivíduos saudáveis permitiu perceber que continham alfa-sinucleína “quimicamente ativa que era propensa a agregação prejudicial”.

Os cientistas sugerem que as terapias que visam a acumulação de alfa-sinucleína no apêndice e no intestino sejam investigadas como uma estratégia de intervenção precoce para reduzir o risco de desenvolver doença de Parkinson.

Ainda assim, esta aparente relação íntima entre o apêndice e Parkinson não foi encontrada nalguns casos específicos da doença.

“As apendicectomias não mostraram nenhum benefício aparente em pessoas cuja doença estava ligada a mutações genéticas transmitidas através das suas famílias, um grupo que compreende menos de 10% dos casos”, refere o comunicado. Os autores frisam ainda que a “remoção do apêndice após o início do processo da doença não teve qualquer efeito na sua progressão”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …