Reino Unido contra acolhimento de imigrantes do Mediterrâneo na União Europeia

(dr)

Marinha italiana resgata imigrantes norte-africanos em Lampedusa

Marinha italiana resgata imigrantes norte-africanos em Lampedusa

A ministra do Interior britânica, Theresa May, deixou claro que o governo conservador “vai resistir” aos planos da UE para fixar no Reino Unido imigrantes chegados ao continente pelo mar Mediterrâneo.

Num artigo publicado esta quarta-feira no diário The Times, a ministra mostra-se em desacordo com a mensagem transmitida na segunda-feira às Nações Unidas pela chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, na qual garantiu que a UE actuará em conformidade com a lei, assegurando que nenhum refugiado ou imigrante encontrado no mar seja devolvido ao ponto de origem contra vontade.

Para May “esta perspectiva vai funcionar como um incentivo no Mediterrâneo e levará mais pessoas a arriscarem a sua vida” para tentar chegar à Europa.

A ministra, cujo partido ganhou por maioria absoluta as legislativas britânicas na quinta-feira, pediu “para não se fazer nada que incentive mais pessoas a empreender estas perigosas viagens” por mar “ou que se facilitem as coisas para os grupos” de traficantes que exploram os imigrantes.

“Por este motivo, o Reino Unido não vai participar num sistema obrigatório de acolhimento” de imigrantes, declarou.

May advertiu ser preciso “distinguir entre aqueles que fogem de perseguições e os imigrantes económicos que atravessam o Mediterrâneo à procura de uma vida melhor”.

Na opinião da ministra, o que deve ser feito para travar a chegada de imigrantes à Europa, através do Mediterrâneo, e evitar mais mortes, é activar um plano que separe as operações de socorro dos processos de obtenção de vistos de entrada na UE.

Para isso seria necessário estabelecer bases no norte de África para gerir os regressos, enquanto as forças de segurança se ocupariam das operações de socorro, em caso de naufrágios, e da perseguição aos traficantes.

A segunda proposta do Reino Unido é “deter o problema na origem, atrasando o processo de viagem nos países de trânsito”, o que levaria a “um regresso aos países de origem” ou à permanência em Estados fora da Europa.

Em terceiro lugar, May propõe a organização de um programa europeu de luta contra o crime organizado que trafica imigrantes, desesperados por chegar ao continente europeu.

“Finalmente, devemos resistir – e resistiremos – aos apelos para um acolhimento e permanência obrigatórios de imigrantes na Europa”, defendeu.

De acordo com dados da ONU, entre janeiro e finais de abril, quase 1.800 imigrantes morreram ao tentarem atravessar o mar Mediterrâneo para chegar à Europa, 30 vezes mais do que em igual período do ano passado.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Donald Trump diz que "reconstruir o Exército foi uma honra"

O Presidente cessante dos Estados Unidos enviou, esta quinta-feira, uma mensagem às tropas norte-americanas, dizendo que "reconstruir o Exército foi uma honra", destacando o investimento da sua administração no Pentágono. "Foi uma honra reconstruir o nosso …

Julgamentos de Tancos e do homicídio no SEF suspensos após caso de covid-19

As próximas sessões do julgamento de Tancos e do homicídio do cidadão ucraniano nas instalações do SEF foram suspensas depois de o advogado Ricardo Sá Fernandes, que representa arguidos nos dois casos, ter testado positivo …

"Uma tragédia anunciada". Manaus não tem oxigénio para tratar doentes

Manaus, capital do estado do Amazonas, no Brasil, está a atravessar uma situação caótica devido ao aumento de casos covid-19 e à falta de oxigénio dos hospitais. Imagens que circulam nas redes sociais mostram as próprias famílias …

Wayne Rooney termina carreira de jogador para treinar Derby a tempo inteiro

O antigo internacional inglês terminou a carreira de futebolista, aos 35 anos, para assumir o cargo de treinador do Derby County, anunciou, esta sexta-feira, o clube da segunda divisão inglesa. Wayne Rooney, que assinou contrato até …

Populistas europeus que o apoiavam desvinculam-se agora de Trump

A derrota eleitoral de Donald Trump, a sua recusa em aceitá-la e a violência que se seguiu parecem ter prejudicado as perspetivas de líderes de europeus populistas, apoiantes do Presidente dos Estados Unidos (EUA). "O que …

Carvalhal explica porque é que disse "não" ao Flamengo

Carlos Carvalhal explicou, em entrevista ao Esporte Interactivo, porque é que recusou o convite para treinar os brasileiros do Flamengo. "Não foi uma questão de não querer, foi não poder", explicou o técnico, que agora …

Bruno Fernandes é o melhor jogador de dezembro da Premier (e faz história)

O internacional português foi eleito o melhor jogador de dezembro de 2020 da Liga inglesa, tornando-se o primeiro futebolista a ter quatro distinções num único ano. "O médio do Manchester United torna-se o primeiro jogador a …

Google "esconde" sites de media australianos dos resultados de busca

A Google tem escondido alguns sites de notícias australianos dos resultados de busca, enquanto negocia com o governo daquele país o pagamento do conteúdo. De acordo com o Guardian, o governo australiano está a tentar impor …

Segurança Social avalia pais que impediram filhos de ir às aulas de Cidadania

O pai dos dois estudantes impedidos de frequentar as aulas obrigatórias de Cidadania e Desenvolvimento assegura que levará o caso até às últimas instâncias. O processo continua sem acordo e com a Segurança Social em …

Funcionários do novo aeroporto de Berlim eletrocutados durante trabalho

Funcionários do novo Aeroporto Internacional Berlin-Brandenburg, na Alemanha, inaugurado a 31 de outubro de 2020, têm sido hospitalizados após serem eletrocutados durante o trabalho. Segundo noticiou esta sexta-feira a Rádio Renascença, a maior parte dos casos …