Ratos paraplégicos voltam a andar com células estaminais

Cientistas do Instituto de Tecnologia Technion-Israel e da Universidade de Tel Aviv conseguiram fazer com que ratos paraplégicos voltassem a andar. Os animais também recuperaram perceções sensoriais e tiveram sinais de recuperação da medula espinhal.

A pesquisa, publicada este mês na revista científica Frontiers in Neuroscience, foi liderada por Shulamit Levenberg, diretor da Faculdade de Engenharia Biomédica da Technion e Daniel Offen, da Faculdade de Medicina de Tel Aviv e chefe do laboratório de neurociências.

“No passado, os cientistas conseguiram reabilitar a medula espinal usando células estaminais, mas esta é a primeira vez que as células estaminais restauraram a sensibilidade nos membros e a capacidade motora complexa, incluindo a caminhada rápida, de forma significativa, dentro de apenas algumas semanas”.

Os cientistas implantaram nas cobaias células estaminais humanas derivadas do revestimento da membrana da boca. As células foram diferenciadas em laboratório para que ficassem responsáveis pelo desenvolvimento neural.

Antes de aplicarem as células, foram adicionadas enzimas e proteínas humanas para estabilizar a interação celular com a rede de neurónios motores presentes na medula espinhal dos ratos.

Formada por tecido nervoso, a medula espinal ocupa o espaço do interior da coluna vertebral e é responsável por transmitir os impulsos nervosos transmitidos pelo cérebro para todo o corpo.

Lesões como a paraplegia e a tetraplegia são causadas por lesões medulares, levando à perda do controlo e da sensibilidade dos membros. De acordo com os cientistas, os ratos que foram tratados com as células estaminais apresentaram uma melhora de sensibilidade e movimento em três semanas.

42% das cobaias conseguiram suportar peso nas patas e caminhar, enquanto 75% dos animais recuperaram as perceções sensoriais nos membros e na cauda. O grupo que não recebeu as células estaminais não apresentou nenhum tipo de recuperação ou melhora.

Com capacidade de se dividir e se especializar em diferentes tipos de funções, as células estaminais são utilizadas para regenerar tecidos e realizar funções específicas e deficientes num organismo. São encontradas em diferentes tecidos de pessoas adultas, como na medula óssea, no sangue e no fígado.

De acordo com os cientistas, os resultados vão permitir “uma melhor eficácia e definir a intervenção ideal para o tratamento da lesão da medula espinhal”.

“Mas ainda existe um caminho a percorrer, antes que o procedimento possa ser aplicado aos humanos”, adverte o Prof. Shulamit Levenberg.

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …

Cientistas observaram pela primeira vez porcos a usar ferramentas

Uma equipa de cientistas registou pela primeira vez uma família de javalis das Visayas, num jardim zoológico em Paris, a usar paus para cavar e construir ninhos. Os porcos não gostam só de chafurdar na lama …

Transição verde: o mundo tem muito a aprender com uma pequena cidade na Islândia

Uma pequena cidade no norte da Islândia tornou-se quase neutra em dióxido de carbono (CO2). Uma equipa de cientistas viajou até ao país insular nórdico para descobrir como podemos aprender com esta cidade. Atualmente, as cidades …

Adolfo Mesquita Nunes não será candidato à liderança do CDS

Adolfo Mesquita Nunes anunciou este domingo que não será candidato à liderança do CDS. A garantia foi deixada pelo próprio, na sua página pessoal de Facebook, depois de ter sido desafiado por António Pires de …

Afastado desde a noite eleitoral, Rui Rio volta para lançar suspeitas sobre a RTP

Afastado dos holofotes desde a noite eleitoral e sem dizer se se vai recandidatar à liderança do PSD, Rui Rio recorreu ao Twitter para comentar as suas suspeitas sobre a RTP. O líder social-democrata recorreu às …