Rapariga enterrada com pássaro na boca intriga arqueólogos

(dr) Archives of Faculty of Archaeology / Warsaw University

Arqueólogos estão a tentar resolver o mistério de uma rapariga que foi enterrada, numa caverna na Polónia, há cerca de 300 anos, com a cabeça de um pássaro na boca.

Embora o esqueleto desta rapariga tenha sido descoberto nos anos 60, na caverna Tunel Wielki, no sul da Polónia, os seus restos mortais nunca tinham sido analisados de forma detalhada.

Agora, conta o site Live Science, uma datação por radiocarbono mostra que a menina morreu há cerca de 300 anos. Na Europa, as pessoas pararam de enterrar os mortos em cavernas durante a Idade Média, o que torna esta sepultura ainda mais incomum.

“A descoberta de um enterro pós-medieval de uma criança, com pelo menos uma cabeça de pássaro na boca, na caverna Tunel Wielki, é uma descoberta excecional”, escreveram os autores do estudo publicado, a 29 de maio, na revista científica Praehistorische Zeitschrift.

Além de já ser estranho o facto de ter sido enterrada numa caverna, ainda há o detalhe esquisito de ter um pássaro dentro da boca. Segundo os investigadores, não há registo de nenhum outro caso assim nesta época no continente europeu.

Depois de ter analisado o esqueleto, a equipa, composta por cientistas da Universidade de Varsóvia e de outras instituições polacas, descobriu que a rapariga morreu quando tinha entre 10 a 12 anos.

Os seus ossos também mostraram sinais de um desenvolvimento interrompido nos últimos anos de vida, tendo sido possivelmente o resultado de uma doença metabólica.

Para tentar resolver o mistério de quem era esta jovem e o porquê de ter sido enterrada desta forma, os investigadores realizaram uma série de testes científicos e examinaram alguns registos históricos.

Os testes de ADN indicaram que seria de uma área a norte da Polónia, possivelmente nos arredores da atual Finlândia ou da Carélia, na Rússia.

Os registos históricos mostram por sua vez que, de 1655 a 1657, a área foi ocupada por um exército liderado pelo Rei Carlos X Gustavo da Suécia. O seu exército incluía muitos soldados da Finlândia e da Carélia, que costumavam viajar com as suas famílias.

“Os soldados, na sua maioria de baixa patente, eram comummente acompanhados pelas suas esposas, amantes e às vezes criadas”, escreveram os investigadores, citados pelo mesmo site.

Os registos do século XIX também indicam que as pessoas da Carélia acreditavam que alguém que morresse numa floresta tinha também de ser enterrada numa floresta, em vez de num cemitério.

“Historicamente, este costume parece estar enraizado em conceções cosmológicas de uma floresta como sendo um cemitério”, escreveram ainda.

Estas descobertas levam os cientistas a sugerir que esta rapariga poderá ter ido para aquela zona durante a guerra e que morrido na floresta onde a caverna está localizada. A equipa também nota que o Castelo de Ojców, que abrigava muitos soldados e as suas famílias, está localizado perto da caverna.

Contudo, o porquê de a menina ter sido enterrada com um pássaro na boca continua a ser um mistério.

“Entre muitas culturas, as almas das crianças também foram concebidas na forma de pequenos pássaros. No entanto, no período em questão, os pássaros nunca foram depositados em túmulos, muito menos colocados na boca do falecido”, concluíram.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Primeira medalha para Portugal nos Jogos Olímpicos

Jorge Fonseca conseguiu a medalha de bronze no judo. Cãibras condicionaram o acesso do português à final. "Quero ser o maior desportista nacional de todos os tempos", comentou. Portugal entrou para a lista de países com …

Com as eleições à porta, escolha de listas de candidatos autárquicos cria nova guerra no PS-Braga

O PS-Braga, que já tinha estado em clima de tensão depois da escolha do candidato autárquico Hugo Pires, abre agora uma nova guerra: as listas de candidatos autárquicos não foram votadas. Segundo o Observador, a queixa …

"Príncipes da Torre". Um dos crimes mais misteriosos de sempre pode ter sido resolvido

Novas evidências sugerem que Ricardo III pode mesmo ter ordenado o assassinato de dois príncipes em Inglaterra. É talvez uma das maiores histórias de mistério de assassinato da história britânica — um jovem rei e o …

Acordo de Concertação prevê licenças e apoios fiscais à formação

Já se conhecem algumas das medidas previstas no Acordo de Formação Profissional e Qualificações, assinado ontem pelo governo, confederações patronais e UGT. O governo, as confederações patronais e a UGT assinaram, esta quarta-feira, o Acordo de …

Relatório do Novo Banco estilhaça PSD. Pinto Luz sai em defesa de Passos Coelho e critica Rui Rio

Esta quarta-feira, Miguel Pinto Luz, vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, deixou duras críticas ao atual líder do PSD depois de o partido ter aprovado o relatório que acusa o Governo de Pedro Passos Coelho …

Cientistas "encontraram" a válvula de Nikola Tesla nos intestinos de tubarões

Cientistas descobriram que os intestinos de tubarões funcionam de forma semelhante à famosa válvula unidirecional de Nikola Tesla, criada há mais de 100 anos. Pela primeira vez, cientistas fizeram exames 3D de intestinos de tubarão para …

Recolher obrigatório, limitação horária nos restaurantes e restrições por concelho podem acabar hoje

Na reunião de terça-feira no Infarmed, os peritos concluíram haver condições para começar a aliviar algumas das medidas restritivas em vigor. Em Conselhos de Ministros, que se irá realizar hoje, o Governo irá definir novas …

Alerta de tsunami no Alasca depois de sismo de magnitude 8.2

A península do Alasca, a oeste dos Estados Unidos, foi atingida por um sismo de magnitude 8.2 na noite de quarta-feira (7h15 de quinta-feira em Lisboa) e já foi lançado um alerta de tsunami na …

Conselho de Ministros reúne-se para discutir próximos passos no desconfinamento

O Conselho de Ministros reúne-se esta quinta-feira para decidir os próximos passos no processo de abertura do país, dois dias depois de especialistas terem sugerido a evolução das medidas de restrição de acordo com a …

Capacete magnético mostra-se eficaz na redução de tumor cerebral

O diagnóstico de um cancro é sempre complicado, mas há partes do corpo onde a presença da doença pode ser mais ameaçadora. É o caso do glioblastoma, um tipo de cancro cerebral, que se não …