Rajoy aceitou convite do Rei de Espanha para formar Governo

Mariano Rajoy Brey / Flickr

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy

O presidente do Governo espanhol em funções, Mariano Rajoy (PP, no poder desde 2011), anunciou esta terça-feira que aceitou o convite do Rei de Espanha para formar governo, contando com o anunciado voto de abstenção do PSOE.

“Aceitei submeter-me outra vez à confiança da câmara”, declarou Mariano Rajoy após o encontro com Felipe VI.

O governo PP de Rajoy estava em funções desde as eleições legislativas de 20 de dezembro, que ditaram o mesmo cenário das eleições de 26 de junho deste ano. Rajoy ganhou as eleições de 26 de junho, mas sem maioria absoluta e sem possibilidade de a conseguir apenas com os votos do partido de centro-direita Ciudadanos no Congresso dos Deputados.

Nas eleições de 26 de junho, o PP foi o partido mais votado (33,0 % dos votos e 137 deputados), seguido pelo PSOE (22,7 % e 85), Unidos Podemos (21,1 % e 71) e Cidadãos (13,0 % e 32).

O atual presidente em funções precisava da abstenção de pelo menos 11 deputados do PSOE numa segunda votação da sessão de investidura.

Depois de mudar a sua liderança, afastando Pedro Sánchez, o PSOE decidiu no passado fim-de-semana que se iria abster numa votação de investidura de Rajoy, viabilizando assim mais um governo da direita.

A posição do PSOE viabiliza a formação de um novo executivo liderado por Mariano Rajoy depois de dez meses de impasse político.

O Congresso dos Deputados deverá reunir-se a partir desta quarta-feira, esperando-se que uma primeira votação na quinta-feira chumbe a investidura do líder do PP que, no entanto, passaria na segunda votação, prevista para sábado, com a abstenção dos deputados socialistas.

PSOE assegura que partido vai liderar a oposição

O líder provisório do PSOE, Javier Fernández, assegurou ontem em Madrid que os socialistas vão liderar a oposição ao próximo Governo de direita em Espanha, que deverá tomar posse antes do fim do mês, recusando as críticas feitas pela extrema-esquerda.

“Estou convencido de que o Podemos vai para a rua e o grupo parlamentar socialista liderará a oposição” ao Governo de Mariano Rajoy do PP (Partido Popular, direita), disse Javier Fernández depois de se ter reunido com o rei Felipe VI.

O presidente da comissão de gestão do PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) disse ao chefe de Estado que “o grupo socialista vai abster-se” na sessão de investidura que deverá terminar no fim de semana quando houver uma segunda votação ao nome de Mariano Rajoy.

Javier Fernández desvalorizou a atual divisão dos socialistas, com alguns deputados a ameaçar votar “não” a Rajoy, contra a indicação dada de se absterem.

“O que temos de fazer agora é convencê-los a não tomar essa posição” (votarem “não”), disse Fernández, acrescentando que espera que “todos votem em consonância com o decidido pelo Comité Federal” socialista.

Javier Fernández sublinhou que a abstenção dos socialistas não significa que o partido “garanta” a estabilidade governativa a Rajoy ou que vá apoiar a proposta de orçamento geral de Estado para 2017.

O líder do Podemos, Pablo Iglesias, acusou o PSOE de se unir ao PP e Cidadãos para formar um novo Governo em Espanha, qualificando de “histórico” a investidura de Mariano Rajoy.

“Penso que a nós só nos resta ser oposição”, resumiu Pablo Iglesias, acrescentando que o próximo executivo de direita vai ser “duradouro” e caraterizar-se pela continuação da “corrupção, ineficácia e imobilismo”.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pandemia ameaça agricultura portuguesa. Cereais e setor do vinho em risco

Não é surpresa que alguns setores vão ser fortemente prejudicados pela pandemia de covid-19. A agricultura é um deles. Um grupo de trabalho criado pelo Governo - o Grupo de Acompanhamento e Avaliação das Condições de …

Governo dos Açores impõe cercas sanitárias em todos os concelhos de São Miguel

O Governo dos Açores decidiu fixar cercas sanitárias nos seis concelhos da ilha de São Miguel, para fazer face à pandemia de covid-19 na região, anunciou esta quinta-feira o líder do executivo. Ficam interditadas, segundo Vasco …

Espanha vai rastear mais de 40 milhões de telemóveis para enfrentar pandemia

Mais de 40 milhões de telemóveis vão ser rastreados em Espanha num estudo de mobilidade anónima que permitirá conhecer os movimentos da população entre territórios e contribuir para tomar decisões para enfrentar a pandemia causada …

Assistência a filho paga a 100% deixa de fora funcionários públicos inscritos na CGA

O pagamento a 100% do subsídio de assistência a filho que entrou em vigor este mês não abrange os funcionários públicos inscritos na Caixa Geral de Aposentações (CGA), revelou fonte oficial do Ministério da Administração …

Câmara do Porto quer isentar rendas de 257 estabelecimentos até junho

A Câmara do Porto vai propor a isenção total das rendas de 257 estabelecimentos situados em prédios municipais, no período de 18 de março a 30 de junho, no valor global de cerca de 112 …

Deslocações na Páscoa limitadas ao concelho de residência

O Governo vai limitar as deslocações dos portugueses durante o período de Páscoa aos concelhos de residência de permanência. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia esta quinta-feira, entre a sexta-feira Santa …

"Dos mais novos no mundo a morrer." Bebé de seis semanas morre de covid-19 nos EUA

Morreu, nos Estados Unidos, um bebé de seis semanas, que estava hospitalizado desde o fim de semana, na sequência de uma infeção provocada pela covid-19. Um bebé de seis semanas, que estava hospitalizado desde o fim …

Reyes seguia a 187 km/h quando sofreu acidente mortal

O futebolista José Antonio Reyes conduzia a 187 km/h quando rebentou um pneu do carro, provocando o acidente que causou a morte ao antigo jogador do Benfica, indica o relatório pericial da Guarda Civil. A investigação …

OMS está "muito preocupada com o rápido aumento da infeção"

A OMS mostra-se preocupada com a evolução do número de infetados pelo novo coronavírus e pede o perdão da dívida para os países mais vulneráveis. O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) diz estar muito …

Cerco sanitário prolongado em Ovar. "Situação ainda não está controlada"

A Direção-Geral de Saúde decidiu prolongar a cerca sanitária no concelho de Ovar por mais 15 dias, avança o Jornal de Notícias esta quinta-feira. De acordo com o matutino, as autoridades de saúde vão permitir …