Raios cósmicos podem ter desempenhado um papel fundamental na origem da vida

A influência dos raios cósmicos no início da vida na Terra pode explicar a preferência da natureza pela estrutura das moléculas biológicas.

Dois investigadores da Universidade de Stanford, nos EUA, sugerem que a interação entre proto-organismos antigos e raios cósmicos pode ter sido responsável por uma preferência estrutural crucial, conhecida como quiralidade, nas moléculas biológicas. Se esta teoria estiver correta, significa que toda a vida pode compartilhar a mesma preferência quiral.

Segundo o Sci-News, a quiralidade baseia-se na existência de versões espelhadas das moléculas: tal como as nossas mãos (esquerda e direita), duas formas quirais de uma mesma molécula têm formas que correspondem ao reflexo uma da outra, mas não se alinham se forem sobrepostas.

Nas principais biomoléculas, a visa usa apenas uma forma quiral. No entanto, se a versão espelhada for substituída pela versão regular dentro de um sistema biológico, o sistema deixará de funcionar por completo.  No caso do ADN, por exemplo, um único açúcar na posição incorreta perturbaria a estrutura helicoidal estável da molécula.

Há muito tempo que a comunidade científica debate o facto de a quiralidade da vida ser fruto do acaso ou de alguma influência ainda desconhecida. Louis Pasteur, que descobriu a homoquiralidade biológica em 1848, levantou a hipótese de que, se a vida é assimétrica, tal pode ser explicado pela assimetria nas interações fundamentais da física.

De acordo com o novo artigo científico, publicado no dia 20 deste mês no Astrophysical Journal Letters, os investigadores propõem que a quiralidade biológica que testemunhamos atualmente na Terra se deve à evolução e à radiação magneticamente polarizada, onde uma pequena diferença na taxa de mutação pode ter promovido a evolução da vida baseada no ADN, em vez de se basear na imagem espelhada”, explicou Noemie Globus.

(dr) Simons Foundation

Depois de atingirem a atmosfera da Terra, os raios cósmicos degradam-se em partículas fundamentais e criam uma espécie de “chuva de partículas”. Ao nível do solo, a maioria dos raios cósmicos existe apenas como partículas conhecidas como muões.

Os muões são extremamente instáveis e polarizados magneticamente, o que significa que compartilham a mesma orientação magnética. Quando os muões decaem, produzem eletrões com a mesma polarização.

Os investigadores acreditam que essa capacidade de penetração dos muões permite que, tanto eles como os eletrões, consigam afetar as moléculas quirais na Terra e em qualquer outro lugar do Universo. “Somos irradiados constantemente por raios cósmicos. Os efeitos são pequenos, mas constantes em todos os lugares do planeta onde a vida pode evoluir, e a polarização magnética dos muões e dos eletrões é sempre a mesma. Mesmo noutros planetas, os raios cósmicos teriam os mesmos efeitos“, disse Globus.

A hipótese dos cientistas é que, no início da vida na Terra, a radiação constante e consistente afetou a evolução das duas formas de vida espelhadas de maneiras diferentes, fazendo com que uma prevalecesse em relação à outra.

Essas pequenas diferenças na taxa de mutação teriam sido mais significativas quando a vida estava a começar e as moléculas envolvidas eram muito simples e mais frágeis. Nessas circunstâncias, a influência quiral dos raios cósmicos, pequena mas persistente, poderia ter produzido a quiralidade biológica única que vemos atualmente.

Os investigadores querem realizar várias experiências para comprovar a sua teoria, e esperam que futuras amostras orgânicas, recolhidas de cometas, asteróides ou de Marte, podem também exibir um viés quiral. A física fundamental pode estar relacionada com a origem da vida.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu um dos jovens infetados com peste negra na Mongólia

Morreu um dos jovens infetados com peste bubónica, também conhecida como peste negra, na Mongólia. O rapaz contraiu a doença depois de ter comido carne de marmota. Um jovem de 15 anos morreu, esta segunda-feira, vítima …

PCP quer Costa no Parlamento de 15 em 15 dias (e não vai contribuir para acabar com os debates quinzenais)

O PCP não concorda que será o fim da democracia caso os debate quinzenais passem a mensais. No entanto, não vai contribuir para acabar com este modelo. Ao Expresso, o deputado comunista António Filipe Duarte garantiu …

"Espero contar tudo o que sei". Cientista chinesa fugiu da China para alertar que "não temos muito tempo"

A virologista chinesa Li-Meng Yan, que fugiu para os Estados Unidos, deu uma segunda entrevista à Fox News, na qual alertou que "não temos muito tempo".   Li-Meng Yan, especialista em virologia e imunologia, era uma …

Galp perde 60 milhões de euros em negócios não autorizados

A Galp perdeu 60 milhões de euros em negócios não autorizados com licenças de CO2. A petrolífera já avançou com ações disciplinares e uma auditoria. A Galp informou que foram identificadas transações, não autorizadas pela empresa, …

"Bandeira vermelha". Tóquio em alerta máximo após aumento de novas infeções

A capital do Japão, Tóquio, com 14 milhões de habitantes, está no nível mais alto de alerta para o novo coronavírus após um aumento dos casos registados. “Os especialistas disseram-nos que a situação das infeções está …

Operação Saco Azul. Empresas "zombie" terão desviado 1,8 milhões do Benfica

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e a SAD do clube lisboeta foram constituídos arguidos pelo crime de fraude fiscal, no âmbito da operação ‘saco azul’, confirmou esta terça-feira à agência Lusa fonte oficial …

Maçãs com preços em alta, menos vinho e cerveja a estragar-se (os efeitos da pandemia)

A pandemia de covid-19 está a levar milhares de litros de cerveja a estragar-se, enquanto os produtores de vinho temem uma quebra na produção e, logo, nos lucros. Enquanto isso há menos maçãs e mais …

TAD anula sanção de cinco jogos à porta fechada ao Benfica

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deu provimento ao recurso do Benfica e revogou a sanção de cinco jogos à porta fechada imposta pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ao clube, pelo apoio prestado a …

Costa vira à esquerda, mas Catarina Martins diz que "não pode ser só conversa"

Esta quarta-feira, António Costa lança as negociações para o Orçamento do Estado para 2021 com os partidos que, até aqui, foram seus aliados. O primeiro-ministro insiste que o caminho da sua governação passa por entendimentos à …

No novo ano letivo, a Educação Física continua a ser maior incógnita

No início de julho, o Ministério da Educação anunciou algumas orientações sobre o próximo ano letivo que não contemplavam a Educação Física e o futuro da disciplina continua a ser uma incógnita.  Nas escolas, a falta …