Cientistas revelam quantos anos podem viver os tubarões-baleia

Daniel Kwok / Flickr

Uma equipa de investigadores desenvolveu um algoritmo matemático que ajuda a calcular a idade destes animais, uma espécie em perigo de extinção.

Cientistas da Nova Southeastern University, na Flórida, Estados Unidos, conseguiram calcular a longevidade dos tubarões-baleia, considerando que os exemplares desta espécie única podem viver até aos 130 anos, chegando a ter 12 metros de largura e a pesar 20 toneladas.

Em declarações ao Gizmodo, o professor Mahmood Shivji explicou que é sempre um grande desafio estudar o crescimento e reprodução destes animais, uma espécie em perigo de extinção e da qual se desconhece o número de exemplares vivos nos oceanos.

Anteriormente, já tinham sido realizados outros estudos para tentar perceber a longevidade destes animais, que concluíram que seria de 79 a 174 anos de idade.

A intenção desta equipa de investigadores, porém, não era apenas poder calcular a sua idade, mas também responder a muitas perguntas ainda sem resposta sobre estes gigantes marinhos.

Nos estudos anteriores, foram usados restos mortais destes animais para calcular a idade, o que deixava alguma margem de erro nos cálculos. Para realizar este novo estudo, publicado na revista científica Marine and Freshwater Research, os cientistas desenvolveram um programa matemático no qual foram completando não só com os dados que já existiam dos esqueletos, como também com informações obtidas através da análise realizada a exemplares vivos no oceano Índico.

Saber o tamanho destes tubarões e quanto tempo podem viver é importante por razões de conservação, explica o mesmo site. “Uma compreensão mais profunda dos parâmetros de idade e crescimento levará a melhores estimativas da capacidade das populações de tubarões-baleia de se recuperarem da superexploração e é vital para os planos eficazes de manejo”, escrevem os cientistas.

É importante destacar que isto é apenas um modelo, ou seja, é apenas uma estimativa e os cientistas ainda não conseguiram confirmar de forma direta um tubarão-baleia com 130 anos. No entanto, essas medidas são as melhores que os cientistas têm neste momento, afirma Shivji, e as mesmas técnicas talvez possam funcionar com outras espécies de tubarões.

“Este é um novo método de medição de tubarões vivos que pode ser aplicado noutros lugares”, declara o investigador. “Não temos de matar os animais ou confiar apenas nos dados dos animais que são capturados na pesca”.

ZAP // RT

PARTILHAR

RESPONDER

Operação Rota do Cabo leva à detenção de 22 pessoas

A Procuradoria-geral Distrital de Lisboa (PGDL) anunciou hoje a detenção de 22 pessoas no âmbito a operação Rota do Cabo, efetuada para desmantelar uma alegada rede criminosa de auxílio à imigração ilegal. Em comunicado, a PGDL …

Garcia de Orta. Governo admite recorrer a pediatras do privado para assegurar urgência

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, disse que a falta de médicos pediatras nas urgências do hospital Garcia de Orta “é uma situação que não é possível resolver de um …

Cientistas descobrem um novo benefício de tomar chá

https://vimeo.com/366605754 Se já se sabia que beber chá era bom para a nossa saúde, uma nova investigação vem confirmar ainda mais essa ideia. Cientistas encontraram no chá um novo benefício para o nosso cérebro. Várias investigações apontam …

Governo da Escócia quer novo referendo sobre independência em 2020

A ministra principal da Escócia e líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Nicola Sturgeon, afirmou esta terça-feira que quer um novo referendo sobre a independência em 2020 e abrir negociações com Londres até ao fim …

As bactérias contradizem Darwin: a mais apta não sobrevive

Uma recente investigação levada a cabo pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, revela que, no que diz respeito às bactérias, a "sobrevivência das mais cooperativas" excede a "sobrevivência das mais fortes". As bactérias são capazes de …

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …