Cientistas revelam quantos anos podem viver os tubarões-baleia

Daniel Kwok / Flickr

Uma equipa de investigadores desenvolveu um algoritmo matemático que ajuda a calcular a idade destes animais, uma espécie em perigo de extinção.

Cientistas da Nova Southeastern University, na Flórida, Estados Unidos, conseguiram calcular a longevidade dos tubarões-baleia, considerando que os exemplares desta espécie única podem viver até aos 130 anos, chegando a ter 12 metros de largura e a pesar 20 toneladas.

Em declarações ao Gizmodo, o professor Mahmood Shivji explicou que é sempre um grande desafio estudar o crescimento e reprodução destes animais, uma espécie em perigo de extinção e da qual se desconhece o número de exemplares vivos nos oceanos.

Anteriormente, já tinham sido realizados outros estudos para tentar perceber a longevidade destes animais, que concluíram que seria de 79 a 174 anos de idade.

A intenção desta equipa de investigadores, porém, não era apenas poder calcular a sua idade, mas também responder a muitas perguntas ainda sem resposta sobre estes gigantes marinhos.

Nos estudos anteriores, foram usados restos mortais destes animais para calcular a idade, o que deixava alguma margem de erro nos cálculos. Para realizar este novo estudo, publicado na revista científica Marine and Freshwater Research, os cientistas desenvolveram um programa matemático no qual foram completando não só com os dados que já existiam dos esqueletos, como também com informações obtidas através da análise realizada a exemplares vivos no oceano Índico.

Saber o tamanho destes tubarões e quanto tempo podem viver é importante por razões de conservação, explica o mesmo site. “Uma compreensão mais profunda dos parâmetros de idade e crescimento levará a melhores estimativas da capacidade das populações de tubarões-baleia de se recuperarem da superexploração e é vital para os planos eficazes de manejo”, escrevem os cientistas.

É importante destacar que isto é apenas um modelo, ou seja, é apenas uma estimativa e os cientistas ainda não conseguiram confirmar de forma direta um tubarão-baleia com 130 anos. No entanto, essas medidas são as melhores que os cientistas têm neste momento, afirma Shivji, e as mesmas técnicas talvez possam funcionar com outras espécies de tubarões.

“Este é um novo método de medição de tubarões vivos que pode ser aplicado noutros lugares”, declara o investigador. “Não temos de matar os animais ou confiar apenas nos dados dos animais que são capturados na pesca”.

ZAP // RT

PARTILHAR

RESPONDER

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …

Após acidente, robô-piloto voltou a levantar voo (e pilotou avião durante 2 horas)

O ROBOpilot, um piloto robótico não tripulado, levantou voo pela primeira vez no ano passado, mas sofreu danos durante um dos seus voos. Agora, está apto para voar novamente. No ano passado, um acidente forçou o Laboratório …

David Attenborough bateu um recorde mundial no Instagram (e destronou Jennifer Aniston)

O naturalista britânico David Attenborough destronou a atriz norte-americana Jennifer Aniston e tornou-se a pessoa a alcançar mais rapidamente um milhão de seguidores no Instagram, segundo os números do Guinness. David Attenborough, de 94 anos, …

Indonésia planeia atração turística com dragões de Komodo ao estilo de Jurassic Park

A Indonésia planeia construir uma atração ao estilo da saga Jurassic Park para que os turistas possam ver os famosos dragões de Komodo. De acordo com a revista Vice, em causa está uma proposta de …