Putin diz que judeus podem ter interferido nas eleições americanas

Em entrevista à NBC News, Vladimir Putin garantiu que o Estado russo não interferiu nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016. “Se calhar são ucranianos, tártaros, judeus. Só que com nacionalidade russa”, disse.

Vladimir Putin disse, em entrevista à NBC News, que a interferência nas eleições norte-americanas pode ter sido obra de judeus. Depois desta declaração, o Presidente russo está a ser alvo de críticas por parte de organizações de defesa dos direitos humanos e por políticos norte-americanos de “dar vida a estereótipos anti-semitas”.

“Determinados indivíduos podem ter usado determinadas ferramentas em outros países. Podem ter enviado informação relevante a partir de França, da Alemanha, da Ásia, da Rússia. O que é que isso tem que ver connosco?“, referiu Putin durante a entrevista no Kremlin, à jornalista Megyn Kelly.

Segundo o Público, a jornalista da CBS pressionou o Presidente a garantir que não houve interferência russa e Vladimir Putin acabou por mostrar alguma pressão devido às perguntas relacionadas com as eleições presidenciais de 2016. “E se forem russos? Não são responsáveis do Governo. Há 146 milhões de russos. E então?“, questionou.

Pouco depois, a jornalista questionou Putin sobre se vê algum problema em que 13 cidadãos russos tenham interferido nas eleições, pergunta à qual o Presidente russo respondeu que não estava minimamente interessado “porque eles não representam os interesses do Estado”.

“Se calhar nem são russos. Se calhar são ucranianos, tártaros, judeus. Só que com nacionalidade russa”, disse Putin, dando a entender que os judeus com nacionalidade russa não são cidadãos russos por inteiro.

A Liga Anti-Difamação (ADL), organização norte-americanas de combate ao racismo e anti-semitismo, acusou o Presidente russo de “dar nova vida a clássicos estereótipos anti-semitas que infetaram o seu país ao longo de séculos com um comentário que parece ter sido tirado das páginas dos Protocolos dos Sábios de Sião”.

O líder da ADL, Jonathan A. Greenblatt, disse ainda que as palavras de Vladimir Putin têm consequências profundas e que espera que o Presidente as “clarifique rapidamente antes que causem mais danos às comunidades que apontou”.

Também o senador norte-americano Richard Blumenthal reagiu no Twitter, dizendo que as declarações de Putin devem ser denunciadas pelos líderes mundiais. “Porque é que Trump está em silêncio? A intolerância é intolerável”, afirmou.

Segundo o mesmo jornal, o congressista Don Beyer exigiu à Administração Trump que aplique o reforço das sanções norte-americanas à Rússia, aprovado pelo Congresso em 2017. “Este homem não é nosso amigo, e a Administração Trump tem de aplicar as sanções aprovadas pelo Congresso”, disse Beyer.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O Putin bem andava a evitar que estabelecessem qualquer ligação entre ele (e o seu governo) a qualquer situação em que pudesse ser suspeito ou acusado de anti-semitismo.
    E estava cheio de razão nos seus receios. Bastou ‘incluir’ a palavra ‘judeus’ numa situação em que dava exemplos de vários grupos étnicos que podem, eventualmente, ter cidadania russa, para que o ‘céu lhe caísse em cima da cabeça’. Hehehehehe

RESPONDER

AHRESP pede revogação da proibição de venda de bebidas em take away

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu, na quarta-feira, a revogação da proibição da venda, no 'take away' de qualquer tipo de bebidas, alertando que o que se pretende impedir é …

Governo garante que Portugal terá todas as vacinas para cumprir plano de vacinação

O Ministério da Saúde garantiu que Portugal terá todas as vacinas necessárias para cumprir o plano de vacinação estabelecido, tendo já assegurado mais de 31 milhões de doses, suficientes para vacinar mais de 18 milhões …

Galp compromete-se a falar com cada um dos 401 trabalhadores da refinaria de Matosinhos

A petrolífera anunciou que irá realizar, entre fevereiro e março, conversas individuais com cada um dos 401 trabalhadores afetados pela decisão de fechar a refinaria de Matosinhos. No final de dezembro do ano passado, a …

RTP anuncia intérpretes do Festival da Canção 2021. Final acontece em estúdio sem público

A RTP anunciou, esta quarta-feira, os intérpretes e as 20 canções a concurso na edição deste ano do Festival da Canção. Na conferência de imprensa, decorrida online, ficou também a saber-se que a final do …

França disposta a reconhecer erros do passado colonial na Argélia

O Presidente francês Emmanuel Macron vai adotar "atos simbólicos" destinados a reconhecer os erros da era colonial francesa na Argélia, mas não está a considerar um pedido de "desculpas" oficial pretendido por Argel, indicou esta …

Sporting avança com nova proposta por Paulinho

O Sporting avançou com uma nova proposta pelo avançado português Paulinho, ao serviço do SC Braga, depois de as partes não terem conseguido chegar a acordo na janela de transferências do verão passado.  De acordo com …

Beatriz Freitas escolhida para presidente do Banco Português de Fomento

Beatriz Freitas, que já assegurava o cargo de forma interina, foi a escolhida para presidente executiva do Banco Português de Fomento (BPF). O jornal online ECO apurou, junto de vários fontes, que Beatriz Freitas foi a …

Pais com filhos até 12 anos já podem pedir apoio à Segurança Social

Os pais de crianças até aos 12 anos que tiverem de ficar em casa com os filhos devido ao encerramento das escolas já podem pedir o apoio excecional à família, segundo o Instituto da Segurança …

Políticas de Lagarde geram 245 milhões para a banca portuguesa

A estratégia do Banco Central Europeu (BCE) de combate ao impacto da pandemia na banca está a gerar ganhos de 4,8 mil milhões de euros para as instituições financeiras da Zona Euro, com Portugal do …

André Ventura apedrejado por manifestantes em Setúbal

O candidato presidencial do Chega foi esta quinta-feira apedrejado a saída de um comício no Cinema Charlot em Setúbal por algumas dezenas de manifestantes, na sua maioria cidadãos de etnia cigana. O corpo de intervenção da …