Publicitário de Dilma entrega-se à polícia

saladeimprensadilma13 / Flickr

Sondagens à "boca das urnas" apontam Dilma Rousseff e Aécio Neves na segunda volta

Sondagens à “boca das urnas” apontam Dilma Rousseff e Aécio Neves na segunda volta

O publicitário brasileiro João Santana, responsável pelas três últimas campanhas presidenciais do Partido dos Trabalhadores (PT, no poder), suspeito no escândalo de corrupção da Petrobras, entregou-se esta terça-feira à Polícia Federal.

João Santana e a mulher foram detidos um dia depois de lhes ter sido decretada a prisão temporária na 23ª fase da Operação Lava Jato, que investiga a relação de Santana com a construtora Odebrecht. A construtora, também alvo de investigações da Polícia Federal, teria feito pagamentos financeiros ao publicitário no estrangeiro.

O juiz federal Sérgio Moro confiscou um apartamento do publicitário, localizado em São Paulo, registado em nome de Santana e da mulher, por suspeitas de que o imóvel teria sido pago com dinheiro retirado de uma conta secreta na Suíça.

Em outra medida cautelar em nome dos investigados, Moro decretou o bloqueio das contas pessoais de João Santana e da mulher, medida estendida ao engenheiro Zwi Skornicki, representante do Estaleiro Keppel Fels no Brasil, e de Fernando Migliaccio, funcionário da Odebrecht .

Segundo o Ministério Público brasileiro, o publicitário terá recebido transferências de cerca de 2,7 milhões de euros entre 2012 e 2013 para contas do publicitário na Suíça, pagos empresas com sede em paraísos fiscais e ligadas à construtora.

O alegado pagamento de subornos realizado por grandes companhias a ex-funcionários da Petrobras em troca de contratos já levou à prisão de dezenas de políticos e empresários no Brasil.

Além da Odebrecht, cerca de vinte outras companhias são investigadas pelos procuradores.

Entre os políticos supostamente envolvidos nos casos estão o presidente da Camada dos Deputados, Eduardo Cunha, e o presidente do Senado, Renan Calheiros.

O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto já foi condenado a 15 anos de prisão por envolvimento no caso. José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil do Governo de Luiz Inácio Lula da Silva, também é arguido do caso Lava Jato, mas ainda aguarda sentença.

A operação Lava Jato investiga grandes empresas brasileiras que obtiveram contratos manipulados da Petrobras, inflacionando os valores nas licitações e dividindo a diferença com ex-diretores da petrolífera e políticos que apoiaram as manobras.

Além das empresas, 50 políticos estão a ser investigados, muitos deles integrando partidos da base política que apoia o governo de Dilma Rousseff no Congresso (Parlamento), entre a Câmara dos Deputados e o Senado.

A própria Petrobras reconheceu, num balanço divulgado no ano passado, que entre 2004 e 2014 teve prejuízos financeiros superiores a dois mil milhões de euros devido a desvios de dinheiro e corrupção.

Agência Brasil

PARTILHAR

RESPONDER

PAN propôs medidas ambientais que já estão em vigor

No capítulo do programa eleitoral do PAN dedicado ao Ambiente, o partido faz propostas que já estão implementadas, como os sistemas de certificação do pescado e restrição do tráfego aéreo em período noturno. Na área "Crise …

Madeira. Sondagem da RTP indica que PSD perde maioria absoluta

De acordo com uma nova sondagem da Universidade Católica para a RTP, o PSD pode perder a maioria absoluta na Madeira, enquanto que o PS pode aumentar o número de assentos no parlamento regional. Uma nova …

Secretário de Estado da Proteção Civil demite-se

Artur Neves, secretário de Estado da Proteção Civil, apresentou o pedido de demissão ao Ministro de Administração Interna esta quarta-feira. "Na sequência do pedido de exoneração, por motivos pessoais, do Secretário de Estado da Proteção Civil, …

Câmara de Lisboa volta a dar isenção de taxas ao Rock in Rio

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou, esta terça-feira, que a organização do Rock in Rio fica novamente isenta do pagamento de taxas, no valor de três milhões de euros, pela realização das edições de 2020 …

Pelo menos 23 crianças morreram em incêndio em escola na Libéria

Um incêndio deflagrou nesta quarta-feira num colégio interno nos subúrbios da capital da Libéria, Monróvia. Dezenas de crianças morreram - 23 segundo a BBC, 27 de acordo com a Reuters. “As crianças estavam a aprender o …

Diferenças entre Rio e Costa "ficaram muito marcadas" no debate

Apesar de esclarecedor, Rui Rio sublinhou que o debate de segunda-feira "não foi decisivo", frisando que, até 6 de outubro, "ainda há um caminho a percorrer". O líder do PSD, Rui Rio, defende que as …

WhatsApp começa a ganhar relevância nas eleições em Portugal

Uma investigadora do ISCTE atribui muita importância aos grupos que começam agora a surgir no WhatsApp, que "não são uma coisa muito visível", mas "chega às pessoas de uma forma diferente" e "mais personalizada". Ainda …

Avioneta da Força Aérea espanhola cai no Mar Menor. Instrutor de voo e aluna morreram

Um instrutor e uma aluna morreram esta quarta-feira depois de um avioneta da Força Aérea Espanhola ter caído no Mar Menor, perto da localidade de San Javier, na região de Múrcia. As duas vítimas mortais eram …

Rosa Grilo reafirma inocência. Amante nega qualquer envolvimento no crime

A segunda sessão do julgamento foi marcada por contradições da arguida Rosa Grilo, acusada do homicídio do marido, em coautoria com o amante. Segundo a SIC Notícias, nesta segunda sessão do julgamento, no Tribunal de Loures, …

Primeiro debate a seis começou com divergências nas pensões e terminou com carne e peixe

Realizou-se nesta quarta-feira o primeiro debate da campanha eleitoral com todos os líderes dos partidos políticos com assento parlamentar. Transmitido pelas Rádios TSF, Renascença e Antena 1, o debate deixou a nu as divergências ideológicas …