Publicada “árvore da vida” com 2,3 milhões de espécies

opentreeoflife.org

Um primeiro esboço da “árvore da vida” para as cerca de 2,3 milhões de espécies conhecidas de animais, plantas, fungos e micróbios foi finalmente lançado.

Resultado de um esforço colaborativo entre 11 instituições, a árvore representa as relações entre os seres vivos conforme divergiram um do outro ao longo do tempo, remontando ao início da vida na Terra, mais de 3,5 mil mihões de anos atrás.

Dezenas de milhares de árvores menores foram publicadas ao longo dos anos pela seleção de ramos da árvore da vida – algumas contendo mais de 100 mil espécies -, mas esta é a primeira vez que os resultados foram combinados numa única árvore que engloba toda a vida.

O resultado final é um recurso digital disponível gratuitamente para qualquer um usar ou editar – uma espécie de Wikipedia para árvores evolucionárias.

“Esta é a primeira tentativa real de ligar os pontos e colocá-lo todos juntos”, disse a principal investigadora, Karen Cranston, da Universidade de Duke, ao portal Phys.org. “Pense nela como a versão 1.0”.

A atual versão da árvore está disponível para navegar e fazer download no site tree.opentreeoflife.org. Ele também foi descrita num artigo publicado semana passada na Proceedings of the National Academy of Sciences.

Diagramas complexos

As árvores evolutivas, que quase sempre parecem um mapa do metro de uma cidade secreta, não servem apenas para descobrir se os aardvarks estão mais relacionados com as toupeiras ou os peixes-boi, ou identificar os primos mais próximos do mofo.

Compreender como é que as milhões de espécies na Terra estão relacionadas umas às outras ajuda os cientistas a descobrirem novos medicamentos, aumentar os rendimentos agrícolas e pecuários, e traçar as origens e propagação de doenças infecciosas, como o VIH, o ébola e a gripe.

Em vez de construir a árvore da vida do zero, os investigadores compilaram milhares de pequenos bocados que já tinham sido publicados online, compondo a “super árvore”.

O projeto inicial é baseado em árvores de cerca de 500 estudos menores publicados anteriormente. O maior desafio de juntar toda essa informação num único lugar, sob um só padrão, foi representar as mudanças de nome, nomes alternativos, erros ortográficos comuns e abreviaturas para cada espécie.

opentreeoflife.org

-

Ainda que seja algo magnífico, este é apenas o começo – por um lado, apenas uma pequena fração de árvores publicadas estão digitalmente disponíveis.

Uma pesquisa com mais de 7.500 estudos filogenéticos publicados entre 2000 e 2012 em mais de 100 revistas constatou que apenas um em cada seis estudos tinham os seus dados em formato digital para download e que os investigadores pudessem usar.

A grande maioria das árvores evolutivas são publicadas como PDFs oy outros arquivos de imagem impossíveis de serem inscritas num banco de dados ou fundidas com outras árvores.

“Existe uma lacuna muito grande entre a soma do que os cientistas sabem sobre como os seres vivos estão relacionados e o que está disponível digitalmente”, explica a cientista.

Como resultado, as relações representadas em algumas partes da árvore, como os ramos que representam as famílias da ervilha e do girassol, nem sempre concordam com a opinião de especialistas. Outras partes da árvore, particularmente insetos e micróbios, ainda são difíceis de encontrar.

Isso porque até mesmo o arquivo online mais popular de sequências genéticas cruas – a partir do qual muitas árvores evolutivas são construídas – contém dados de ADN para menos de 5% das dezenas de milhões de espécies que estimamos existirem na Terra.

“Tão importante quanto mostrar o que sabemos sobre as ligações, esta primeira árvore da vida também é importante para revelar o que não sabemos“, aponta o coautor Douglas Soltis, da Universidade da Flórida.

Completar aos poucos

Para ajudar a preencher as lacunas, a equipa também está a desenvolver um software que vai permitir que a árvore seja revista e atualizada à medida que os novos dados chegarem a respeito das milhões de espécies que ainda estão a ser nomeadas ou descobertas.

“Ela não está finalizada, de todo”, disse Cranston, afirmando que é de extrema importância partilhar os dados de trabalhos já publicados e recém-publicados para melhorar a árvore. O trabalho dos cientistas pode ser acompanhado através do blog do projeto.

“Há 25 anos, as pessoas diziam que esse objetivo de árvores enormes era impossível”, diz Soltis. Ao longo das próximas décadas, a Árvore Aberta da Vida poderá servir como ponto de partida para outros investigadores que quiserem refiná-la e melhorá-la.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Mais 832 casos e seis mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal conta mais mais 1010 recuperados. A maioria dos novos casos são em Lisboa e Vale do Tejo e no Norte. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e 832 casos de infecção pelo …

Costa admite voltar a baixar imposto sobre os combustíveis devido ao aumento da receita do IVA

O aumento extraordinário da receita de IVA decorrente da subida do preço dos combustíveis será devolvido semanalmente através de uma redução do imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP), afirmou esta terça-feira o primeiro-ministro. Em resposta a …

Extinto incêndio no Hospital CUF Descobertas em Lisboa e sem necessidade de evacuar edifício

O incêndio que deflagrou hoje, pelas 12:20, no Hospital CUF Descobertas, no Parque das Nações, em Lisboa, foi extinto pelas 12:50, e não houve necessidade de evacuar o edifício, disse à Lusa fonte do Regimento …

Infarmed alerta para dois sites de venda ilegal de medicamentos

A Autoridade Nacional do Medicamento afirma que não é possível assegurar a qualidade, eficácia, segurança e autenticidade dos fármacos adquiridos em dois websites ilegais de venda de medicamentos. O Infarmed alertou esta terça-feira para a existência …

Julian Reichelt, ex-diretor do jornal alemão Bild

Diretor do jornal alemão Bild despedido por "conduta inapropriada"

Julian Reichelt, diretor do jornal alemão Bild, foi demitido com efeito imediato por “conduta inapropriada”, anunciou a empresa de comunicação social Axel Springer, detentora do jornal mais vendido da Alemanha. O diretor do jornal alemão Bild, …

“Não acho que o CDS esteja a viver uma crise interna”, diz Francisco Rodrigues dos Santos

O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, defendeu esta segunda-feira que a situação interna que o partido atravessa, com congresso eletivo marcado para o final de dezembro, "não é uma crise, é a democracia …

Em sessão acesa, primeiro-ministro polaco diz ao Parlamento Europeu que o país não cederá a chantagens

Guerra de palavras entre representantes do governo polaco e as instituições europeias tem vindo a escalar ao longo das últimas semanas, depois de o Tribunal Constitucional do país ter determinado que a lei nacional se …

China nega lançamento de míssil hipersónico - mas Estados Unidos estão “muito preocupados”

Em agosto, a China terá lançado um míssil com capacidade nuclear. Os Estados Unidos mostram-se muito preocupados com este tipo de atividade. Segundo noticia o Financial Times, o míssil terá sido lançado pelos militares chineses num …

O ex-Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Trump luta para manter sob sigilo documentos sobre ataque ao Capitólio (e avança para tribunal)

Donald Trump processou a comissão do Congresso responsável pela investigação do ataque ao Capitólio, alegando que fez um pedido ilegal dos seus registos da Casa Branca. O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump entrou com uma …

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva, o governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, e o presidente do Partido Social Democrata, Rui Rio

Rio defendeu, Rangel atirou, Balsemão marcou e Montenegro fez o relato. A luta interna do PSD fez-se nas entrelinhas da posse de Moedas

Podia ter sido um jogo de futebol, mas foi só a tomada de posse de Carlos Moedas. Na Praça do Município, em Lisboa, Rio defendeu ao não ter notado a presença de um dos protagonistas …