/

São casas flutuantes impressas em 3D em apenas 48 horas e chamam-se Prvok

Conheça a Prvok: a primeira escultura habitável flutuante impressa em 3D. Em apenas 48 horas, um braço robótico imprime a casa.

Não é uma casa, mas também não é uma escultura. É as duas coisas. Prvok é a primeira escultura habitável flutuante impressa em 3D a partir de cimento. A ideia partiu da Scoolpt, uma empresa da Chéquia.

A estrutura fica pronta a ser habitada em apenas 48 horas, sendo construída por um braço robótico a uma velocidade de 15 centímetros por segundo — sete vezes mais rápido do que uma casa convencional.

Além disso, também é consideravelmente ecológica, reduzindo as emissões de CO2 e os resíduos. A casa é fabricada com tecnologias ecológicas, o que significa que é parcialmente autossuficiente, escreve o Interesting Engineering.

A Prvok tem 43 metros quadrados de área útil que acomoda três divisões: uma casa de banho, uma sala com cozinha e um quarto.

O cimento das Prvok consiste em fibras de nano-polipropileno, plastificantes e um acelerador de fixação. Após 24 horas, este tipo de cimento endurece até à firmeza das fundações de uma casa clássica. Após endurecimento total, ao fim de 28 dias, o cimento o mesmo endurecimento de uma ponte.

“No futuro, os proprietários podem esmagar o edifício depois de ter cumprido a sua vida útil e imprimi-lo novamente com o mesmo material diretamente no local”, disse Michal Trpak, o autor da criação.

“O objetivo do desenho escultural é transferir uma beleza estética para coisas utilitárias, por exemplo, para mobiliário urbano. As obras apresentadas pretendem captar a atenção do espectador, não só pela sua qualidade artística, mas também por terem um valor utilitário e, assim, tornarem-se parte da sua vida quotidiana”, diz a Scoolpt.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.