Identificados protetores solares para crianças com menos proteção do que a anunciada

A Organização de Consumidores e Utilizadores (OCU), a associação de defesa do consumidor de Espanha, pediu a retirada do mercado de dois protetores solares para crianças por estes oferecem um fator de proteçã inferior ao anunciado.

A notícia é avançada pelo jornal El País, tendo por base um estudo levado a cabo em Espanha. Em causa estão dois protetores solares das marcas Isdin e da Babaria, marcas comercializadas em Portugal. Apenas o produto da Isdin analisado está à venda cá.

De acordo com o diário, os produtos Isdin Fotoprotector Pediatrics Transparent Spray SPF 50+ e Babaria Infantil Spray Protector SPF 50+ oferecem menos proteção solar do que prometem.Na verdade, e segundo a investigação, a Isdin oferece uma proteção de 15 e a Babaria de 30, muito longe do fator 50 anunciado.

Para chegar a esta conclusão, a OCU fez uma análise comparativa de 17 protetores solares de alta proteção em spray e, em todos os produtos analisados, à exceção destes dois, o fator anunciado correspondia ao fator de proteção real.

A Agência Espanhola de Medicamentos e Produtos para a Saúde, vinculada ao Ministério da Saúde espanhol, é a autoridade que terá que decidir ou não a retirada dos produtos. Fonte do Ministério adiantaram ao diário que foram pedidas mais informações ao OCU, uma vez que acreditam que o relatório está incompleto.

Em comunicado, a Isidin diz que os seus produtos têm o fator de proteção anunciado na embalagem, sustentando a afirmação com dois estudos independentes realizados por dois laboratórios diferentes em 2015 e 2017. “Embora Isdin tenha enviado esses estudos para a UCO, estes não foram tidos em consideração pela entidade”, criticam, lamentando ainda que a organização não forneça uma cópia do estudo em causa para que a marca possa verificar a “metodologia, a execução ou a coerência dos resultados publicados”.

A marca diz ainda que não recebeu qualquer reclamação dos consumidores desde que o produto em causa foi lançado, em 2015. A Babaria ainda não reagiu oficialmente ao estudo recém-divulgado, mas pretende ainda esta quinta-feira fazer ma comunicação oficial.

Em declarações à TSF, Rita Rodrigues, da DECO, adianta que este este é “um estudo internacional”, no qual foram detetadas “algumas discrepâncias“.

“Desde logo, o que fizemos foi confrontar a marca com essas discrepâncias e dar o direito ao contraditório. No caso da Isdin, a marca aceitou e apresentou-nos o conjunto de testes e de resultados que são diferentes dos que nós tínhamos e nós fomos retestar com lotes adquiridos em Portugal para podermos dizer aos consumidores portugueses se há ou não motivo de preocupação. Relativamente à Babaria não encontrámos este tipo de produto à venda em Portugal”, explica Rita Rodrigues.

Análise decorre em todos os verões

A OCU costuma testar estes produtos solares no início de cada verão, experimentado vários tipos e marcas. Este ano, o estudo incidiu especialmente nas indicações para crianças. “Este ano [o estudo] foi feito em colaboração com vários países, onde esses cremes também são comercializados”, diz Enrique García, porta-voz da organização de consumidores. “É um erro, uma fraude, um engano?”, questiona.

“Não estamos a valorizar esses extremos, encontramos apenas informações de laboratório e estamos bem cientes de como [esta informação] pode afetar as empresas citadas, por isso, garantimos sempre que a nossa informação é precisa, objetiva e independente“.

A organização recorda ainda que existem outros produtos com preços diferentes que cumprem o fator de proteção anunciado. No estudo, o protetor Garnier Delial Sensitive Advanced Antiarena Bruma obteve a melhor pontuação, enquanto o Hundred Sun Spray Solar Infant do Lidl destacou-se no que respeita à qualidade-preço.

A OCU frisa que não é necessário comprar produtos mais caros para garantir uma proteção solar adequada, relembrando ainda que estes produtos devem ser aplicados de forma generosa a cada duas horas.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …

Mais 41 mortes e 718 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais 41 mortes e 718 novos novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 718 …

Navalny chega a colónia penal a leste de Moscovo

O principal opositor do Kremlin chegou, este domingo, a uma zona a cerca de 200 quilómetros a leste de Moscovo para ser transferido para uma colónia penal onde vai cumprir a sua pena, informou um …

Já chegou o voo de repatriamento com 300 passageiros vindos do Brasil

O voo de repatriamento vindo do Brasil chegou, este domingo de manhã, ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, com cerca de 300 passageiros. De acordo com a RTP, o voo de repatriamento vindo de São Paulo, …

Costa imune ao descontrolo da pandemia. Popularidade de Marcelo dispara

A sondagem TSF/JN/DN regista uma avaliação positiva do primeiro-ministro e do Presidente da República, com este a atingir um novo pico de popularidade. Os líderes do PSD e do Chega surgem empatados como principais figuras da …

Mais seis mortos nos protestos em Myanmar. Embaixador na ONU afastado

Seis manifestantes foram mortos em Myanmar, este domingo, por forças de segurança que dispersavam com violência as manifestações pró-democracia. Três manifestantes foram mortos em Dawei (no sul do país), enquanto dois adolescentes, de 18 anos, morreram …

Siza Vieira anuncia que Programa Apoiar vai ser reforçado e alargado

O programa Apoiar, destinado a empresas afetadas pela pandemia da covid-19, vai ser reforçado e alargado a novas situações, anunciou o ministro da Economia, indicando que as medidas vão ser anunciadas na próxima semana. "Queremos reforçar …

Embaixadora deixa Venezuela na terça-feira. UE chama embaixador em Cuba

A embaixadora da União Europeia na Venezuela vai sair do país na terça-feira, informou à agência Lusa fonte diplomática europeia, sem adiantar mais detalhes. Na última quarta-feira, a Venezuela decidiu expulsar Isabel Brilhante Pedrosa, em retaliação …

EUA aprovam vacina unidose da Johnson & Johnson. Nova Zelândia volta ao confinamento

O regulador do medicamento norte-americano aprovou, este sábado, a vacina contra a covid-19 da Johnson & Johnson, a terceira autorizada nos Estados Unidos. A vacina em causa da Johnson & Johnson é de dose única e junta-se …