Professores de escola problemática não desistem dos alunos e tentam novo método de ensino

UGL_UIUC / Flickr

-

O comportamento dos alunos da escola da Apelação é mau e as notas são fracas, mas os professores, muitas vezes “psicólogos” e “pais”, não desistem e testam agora um novo método de ensino.

Todos os dias, centenas de jovens do bairro social da Quinta da Fonte, em Loures, sobem o morro junto ao cemitério para chegar ao Agrupamento de Escolas da Apelação, onde, desde o ano passado, estão a ser postos à prova com uma nova forma de ensinar e aprender.

Como os alunos têm diferentes ritmos de aprendizagem, os professores dividiram as matérias das disciplinas em seis níveis e entregaram guiões de tarefas aos estudantes. Os alunos vão estudando e, quando sentem que já dominam um tema, fazem um teste: se tiverem 100% passam de nível, se errarem, voltam aos livros até superar as dificuldades.

Muitas vezes, na sala de aula, estudam matérias diferentes. Trabalham sozinhos ou em pequenos grupos e o professor vai circulando pelas secretárias e tirando as dúvidas individualmente.

“O professor tem muito mais trabalho porque tem de ter a capacidade mental para explicar uma matéria e logo a seguir explicar outra completamente diferente”, conta à Lusa Félix Bolaños, o diretor do agrupamento de 474 alunos.

O novo método começou a ser aplicado no passado ano letivo e os resultados finais foram fracos – as notas dos alunos nos exames nacionais colocaram a escola nos últimos lugares dos rankings.

No entanto, os professores acreditam que este ano será melhor e mostram-se determinados em conseguir um futuro melhor para aquelas crianças.

Sete em cada dez alunos da Apelação são apoiados pela Ação Social Escolar (ASE). Além das carências económicas, Bolaños diz que muitos passam “quase a semana inteira sozinhos” sem ver os pais, que estão a trabalhar: “Elas nas limpezas e eles na construção civil”, explica.

Muitos não têm um único livro em casa e a maioria dos pais não completou o 7.º ano: “Tenho pais que assinam com impressão digital”, exemplifica o diretor. Entre pais ausentes e outros que pouco aprenderam, são raros os que conseguem tirar dúvidas aos filhos.

“São alunos fantásticos, mas têm dificuldades nas aprendizagens e pouco apoio em casa para poder fazer um bom percurso escolar”, resume Félix Bolaños.

A maioria dos docentes que chega ao agrupamento é sensível a esta realidade. E, mesmo quando são confrontados com episódios de violência, não conseguem virar costas. “Só há um ou outro que de vez em quando desiste. A maioria fica”, garante o diretor.

“Não digo que estes professores sejam melhores do que os outros. Mas uma coisa é certa, é preciso ter perfil para dar aulas aqui”, afirma.

Quando Joana Ferreira foi colocada no agrupamento, em 2006, deparou-se com graves problemas de comportamento na sala de aula. No entanto, a professora não conseguiu ir embora quando percebeu que teria outras missões além de ensinar as matérias definidas nos gabinetes do Ministério da Educação.

“Aqui não se é só um professor: É-se professor, psicólogo, assistente social…”, conta a docente, garantindo que hoje os alunos já estão mais calmos, mas ainda têm muitas dificuldades de aprendizagem.

Há oito anos na escola, Paula Batista diz que nunca irá “desistir dos alunos”, considerando que “já muito fazem eles”. A professora de Português do 3.º ciclo acredita que os fracos resultados “não são falta de vontade”, mas sim de condições: “Há miúdos que têm muitos problemas lá fora, mas depois chegam aqui e trabalham”.

Tentam que os problemas familiares fiquem do lado de fora da escola e na sala de aula esforçam-se por mostrar o que valem. Alguns querem bons resultados escolares para conseguir um emprego e outros, como o Ayrton, para mostrar à “família, ao diretor e aos professores da escola”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Polícia desmantela rede de pornografia infantil e faz mais de 300 detenções

Pelo menos 337 pessoas de 38 países foram detidas numa operação em que foi desmantelada uma rede de pornografia infantil, que usava um site para comercializar vídeos de abuso sexual de crianças. Num comunicado divulgado esta …

Três coelhos de uma cajadada. Vieira renova contratos a três jogadores

No seu regresso de Angola, Luís Filipe Vieira assegurou a renovação do contrato de três jogadores: Grimaldo, Ferro e Jota. O anúncio oficial deverá estar para breve. Esta quinta-feira, o jornal Record fez manchete com a …

Berardo chama Mourinho e Ronaldo a jogo para não perder condecorações

A defesa de Joe Berardo invocou outros casos de personalidades portuguesas para que o empresário não perca as condecorações que recebeu dos antigos Presidentes da República Ramalho Eanes e Jorge Sampaio, escreve o Eco. De acordo …

Decisão "vergonhosa". Iniciativa Liberal e Chega indignados com distribuição de lugares no Parlamento

Está definida a distribuição de lugares do próximo Parlamento. O Iniciativa Liberal e o Chega não estão contentes e criticam a decisão. A decisão da conferência de líderes do Parlamento sobre os lugares que os novos …

Aos 57 e com Parkison, Damásio criou uma raqueta especial e sagrou-se vice-campeão mundial

Damásio Caeiro fez mais de 50 tentativas para construir a raqueta ideal para jogar ténis de mesa e, quando conseguiu "que mão e raqueta se fundissem", sagrou-se vice-campeão mundial de doentes com Parkinson. "Tinha muita dificuldade …

"Não seja tolo!". Trump enviou carta a Erdogan para resolver conflito com os curdos

No dia 9 de outubro, Donald Trump enviou uma carta ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, a avisá-lo sobre a incursão da Turquia na Síria. "Não seja um tipo difícil. Não seja tolo!", escreveu o …

Catalunha em estado de sítio. Governo pede protestos pacíficos e acusa "infiltrados e provocadores"

O presidente do Governo da Catalunha, Quim Torra, condenou ao final da noite de quarta-feira os protestos violentos que se registam há três dias na região e acusou um grupo de infiltrados de estar a …

Há acordo para o Brexit

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou esta quinta-feira que alcançou “um grande acordo” com a União Europeia para o Brexit. "Temos um ótimo novo acordo", afirmou, esta quinta-feira, Boris Johnson no Twitter. O primeiro-ministro britânico anunciou …

Encontrados 20 sarcófagos de madeira bem conservados no Egito

Uma equipe de arqueólogos descobriu pelo menos 20 sarcófagos em bom estado de conservação numa tumba antiga perto da cidade de Luxor, no sul do Egito, revelou o Ministério de Antiguidades egípcio esta semana. De acordo …

Tomás Correia pode deixar o Montepio em breve

Tomás Correira, presidente da Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG), pode estar prestes a deixar a liderança da instituição bancária. Segundo o Expresso, o gestor pode abandonar o cargo já na próxima semana. De acordo com …