Professores de escola problemática não desistem dos alunos e tentam novo método de ensino

UGL_UIUC / Flickr

-

O comportamento dos alunos da escola da Apelação é mau e as notas são fracas, mas os professores, muitas vezes “psicólogos” e “pais”, não desistem e testam agora um novo método de ensino.

Todos os dias, centenas de jovens do bairro social da Quinta da Fonte, em Loures, sobem o morro junto ao cemitério para chegar ao Agrupamento de Escolas da Apelação, onde, desde o ano passado, estão a ser postos à prova com uma nova forma de ensinar e aprender.

Como os alunos têm diferentes ritmos de aprendizagem, os professores dividiram as matérias das disciplinas em seis níveis e entregaram guiões de tarefas aos estudantes. Os alunos vão estudando e, quando sentem que já dominam um tema, fazem um teste: se tiverem 100% passam de nível, se errarem, voltam aos livros até superar as dificuldades.

Muitas vezes, na sala de aula, estudam matérias diferentes. Trabalham sozinhos ou em pequenos grupos e o professor vai circulando pelas secretárias e tirando as dúvidas individualmente.

“O professor tem muito mais trabalho porque tem de ter a capacidade mental para explicar uma matéria e logo a seguir explicar outra completamente diferente”, conta à Lusa Félix Bolaños, o diretor do agrupamento de 474 alunos.

O novo método começou a ser aplicado no passado ano letivo e os resultados finais foram fracos – as notas dos alunos nos exames nacionais colocaram a escola nos últimos lugares dos rankings.

No entanto, os professores acreditam que este ano será melhor e mostram-se determinados em conseguir um futuro melhor para aquelas crianças.

Sete em cada dez alunos da Apelação são apoiados pela Ação Social Escolar (ASE). Além das carências económicas, Bolaños diz que muitos passam “quase a semana inteira sozinhos” sem ver os pais, que estão a trabalhar: “Elas nas limpezas e eles na construção civil”, explica.

Muitos não têm um único livro em casa e a maioria dos pais não completou o 7.º ano: “Tenho pais que assinam com impressão digital”, exemplifica o diretor. Entre pais ausentes e outros que pouco aprenderam, são raros os que conseguem tirar dúvidas aos filhos.

“São alunos fantásticos, mas têm dificuldades nas aprendizagens e pouco apoio em casa para poder fazer um bom percurso escolar”, resume Félix Bolaños.

A maioria dos docentes que chega ao agrupamento é sensível a esta realidade. E, mesmo quando são confrontados com episódios de violência, não conseguem virar costas. “Só há um ou outro que de vez em quando desiste. A maioria fica”, garante o diretor.

“Não digo que estes professores sejam melhores do que os outros. Mas uma coisa é certa, é preciso ter perfil para dar aulas aqui”, afirma.

Quando Joana Ferreira foi colocada no agrupamento, em 2006, deparou-se com graves problemas de comportamento na sala de aula. No entanto, a professora não conseguiu ir embora quando percebeu que teria outras missões além de ensinar as matérias definidas nos gabinetes do Ministério da Educação.

“Aqui não se é só um professor: É-se professor, psicólogo, assistente social…”, conta a docente, garantindo que hoje os alunos já estão mais calmos, mas ainda têm muitas dificuldades de aprendizagem.

Há oito anos na escola, Paula Batista diz que nunca irá “desistir dos alunos”, considerando que “já muito fazem eles”. A professora de Português do 3.º ciclo acredita que os fracos resultados “não são falta de vontade”, mas sim de condições: “Há miúdos que têm muitos problemas lá fora, mas depois chegam aqui e trabalham”.

Tentam que os problemas familiares fiquem do lado de fora da escola e na sala de aula esforçam-se por mostrar o que valem. Alguns querem bons resultados escolares para conseguir um emprego e outros, como o Ayrton, para mostrar à “família, ao diretor e aos professores da escola”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …

Ford está a reciclar palha de café do McDonald's. Quer transformá-la em peças de carro

https://vimeo.com/377768195 A Ford está a fabricar peças de carro através de palha de café reciclada do McDonald's. A iniciativa contribui para a redução da pegada ecológica e do desperdício alimentar. O combate às alterações climáticas cabe um …

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …