“Primeiro gin tinto” do mundo é de Valença

O primeiro gin tinto do mundo, produzido por um empresa de Valença, começou hoje a ser distribuído para o mercado nacional, sendo que 600 das cinco mil primeiras garrafas seguem para Angola.

“Vamos carregar a primeira palete para Angola e vamos entregar hoje aos distribuidores nacionais. Foi um processo um bocado acelerado porque o mercado da Bélgica e França estava a fazer uma pressão muito grande”, afirmou à Lusa o produtor João Guterres.

O empresário adiantou que o produto “cumpre as regras exigidas para este tipo de bebidas” e que os primeiros cinco mil litros que produziu “estão todos vendidos”, com um preço de 29,80 euros, pela Decanter.

“Se vender 15 mil garrafas este ano já vou ficar contente”, disse, adiantando que já tem ” ingredientes em maceração para poder produzir mais cinco mil litros”.

Ligado ao sector há 50 anos, João Guterres, de 63 anos de idade, adiantou que a ideia de produzir um gin tinto começou há cerca de um ano e meio.

“Comecei a recolher frutos e plantas aromáticas de Valença e comecei a fazer experiências”, explicou o empresário que também lidera a Confraria da Lampreia do rio Minho.

Para produzir o novo gin utilizou as instalações de uma empresa de Valença, licenciada para a produção de vinho e investiu na aquisição da matéria prima.

A produção da nova bebida implicou, nesta fase, a criação de dois novos postos de trabalho.

Além de deter uma empresa de distribuição de bebidas e de possuir “alguma formação em destilação”, João Guterres adiantou que a forte ligação que tem com a gastronomia e os produtos endógenos da região foram decisivos no processo de criação da nova bebida.

“O mundo das bebidas fascina-me. A minha empresa foi pioneira a trazer gin da Galiza para Portugal e para os países de língua oficial portuguesa. Um dia comecei a fazer experiências e é como na gastronomia. Neste caso a base é o álcool e depois é tudo criatividade”, disse.

O novo gin tem 14 ingredientes, entre eles, o aneto, loureiro, nevêda, folha de Salgueiro, flor de sabugueiro, ervas de São Roberto, erva cidreira, lúcia-lima, folha de eucalipto, alecrim, alfazema, e o cítrico da casca da laranja verde, papoilas e amoras silvestres e perico, um fruto típico de Valença.

É um gin muito peculiar e muito mais afrutado. É um gin que apaixona mesmo as pessoas que normalmente não gostam. Pode ser servido como aperitivo ou digestivo”, explicou.

Apesar das várias provas que promoveu João Guterres vai fazer a apresentação pública do “Tinto Gin Premium” no próximo dia 23 de Abril em Valença.

“Foi em Valença que ele nasceu e é em Valença que tem que ser dado a conhecer ao mundo”, afirmou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Portimonense 1-3 Sporting CP | Raphinha dá vida a visão de Bruno

O Sporting assumiu a liderança da Liga NOS, ao arrancar uma vitória por 3-1 no terreno do Portimonense. Raphinha foi o herói da partida ao apontar dois golos. Num jogo que teve um arranque louco, com …

Psicólogos revelam o que pensam as outras pessoas das suas selfies

Uma experiência com centenas de utilizadores do Instagram descobriu que aqueles que publicam muitas selfies são vistos como menos amigáveis, bem-sucedidos, extrovertidos e também mais inseguros. "Mesmo quando dois feeds têm conteúdo semelhante, como conquistas ou …

Descoberta em Alenquer uma das maiores muralhas do país do Calcolítico

Arqueólogos portugueses e espanhóis descobriram em Alenquer uma muralha monumental, uma das maiores do país do período Calcolítico, com quatro a cinco mil anos, após terem realizado este mês as primeiras escavações. A uma altitude de …

Minas americanas continuam inseguras apesar de multas de mil milhões de dólares

O veredito é dado pela sistema federal que multa as empresas mineiras: nem os mais de mil milhões de dólares em multas se revelaram suficientes para desencorajar as práticas inseguras do setor. Esta foi a conclusão …

Ainda há esperança. Corais do Atlântico reproduziram-se pela primeira vez em laboratório

Este é um avanço histórico que poderia ajudar a salvar corais em todo o mundo, incluindo o ameaçado recife da Flórida, nos Estados Unidos. O Aquário da Flórida, nos Estados Unidos, conseguiu que o coral Dendrogyra …

Cientistas descobrem a melhor maneira de ensinar uma nova língua a crianças

As pessoas muitas vezes assumem que as crianças aprendem novas línguas facilmente e sem esforço, independentemente da situação em que se encontram. Mas será verdade que as crianças absorvem linguagem como esponjas? Estudos mostraram que as …

Cientistas descobrem que as mantas gostam de socializar e de fazer amigos

Embora já tenham sido consideradas criaturas solitárias, um novo estudo descobriu que as mantas formam relações sociais e escolhem parceiros sociais. De acordo com o IFLScience, uma equipa de cientistas estudou mais de 500 grupos sociais …

Planta que não se reproduzia há 60 milhões de anos no Reino Unido revivida pelas alterações climáticas

Há 60 milhões de anos que as cicas não se reproduziam no Reino Unido. Agora, com a subida das temperaturas devido às alterações climáticas, fizeram-no pela primeira vez. As cicas são plantas lenhosas muito parecidas com …

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …