Foram encontradas as primeiras evidências de atividade humana (e têm 1,8 milhões de anos)

Michael Chazan / Hebrew University of Jerusalem

Caverna Wonderwerk

Foram encontradas as primeiras evidências de atividade humana, na caverna Wonderwerk, na África do Sul. Têm cerca de 1,8 milhões de anos, concluem os investigadores.

Uma equipa de investigadores encontrou evidências de que os nossos antepassados fizeram fogo e ferramentas na caverna Wonderwerk, no deserto de Kalahari, na África do Sul, há cerca de 1,8 milhões de anos. Estas são as mais antigas evidências de atividade humana alguma vez encontradas.

“Podemos agora dizer com confiança que os nossos antepassados humanos fizeram ferramentas de pedra olduvaienses simples dentro da caverna Wonderwerk há 1,8 milhões de anos”, disse o autor do estudo, Ron Shaar, da Universidade Hebraica de Jerusalém, em Israel, citado pelo Big Think.

Olduvaiense é o termo usado em arqueologia para se referir às primeiras indústrias líticas dos hominídeos durante o período Paleolítico Inferior, no continente africano. Por exemplo, uma ferramenta de pedra olduvaiense, usada para cortar, era feita cortando lascas de uma pedra batendo nela com outra pedra.

Estudando a caverna, os investigadores foram capazes de localizar a época, há mais de um milhão de anos, em que uma mudança das ferramentas para os primeiros machados de mão pôde ser observada.

Os cientistas também estabeleceram que o uso propositado do fogo pode ser datado de há um milhão de anos. Os resultados foram publicados este mês na revista científica Quaternary Science Reviews.

As evidências encontradas em Wonderwerk ganham um peso adicional por estarem numa caverna, livres da contaminação a que estariam sujeitas ao ar livre. Quanto ao fogo, mostra que foi intencional e não fruto de um incêndio florestal, por exemplo.

A equipa de investigadores recorreu a dois métodos de datação para ter afirmar com o máximo de certeza a antiguidade das evidências de atividade humana encontradas.

Descobrir as datas exatas da atividade humana na caverna Wonderwerk pode levar a uma melhor compreensão da evolução humana em África, bem como do modo de vida dos nossos antepassados.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. “foram usados dois métodos de datação”…
    E então quais foram os métodos?? É segredo, ou acham ninguém iria compreender?? O mais certo é terem utilizado um método que dá uma margem de erro de +/- 2 milhão de anos… Ou seja o fogo tanto pode ter sido feito há 1,8 milhões de anos, como pode ter sido feito na semana passada!!

  2. Vamos acreditar na ciência que, talvez por mau feitio, está sempre em contradição consigo própria. Outra coisa não seria de esperar. Acabámos de assistir, com a pandemia, aos maiores contra sensos da ciência. O que era verdade absoluta, num dia, no dia seguinte, já não valia nada. Talvez com o método do carbono 14, outras evidências surgirão que passarão a idade do fogo para os 2 milhões de anos! Com a ciência nunca se está bem ciente de nada!!!

    • A ciência não é uma religião ou crença para se acreditar; para isso existem as religiões!…
      Se há contradições na ciência, é a própria ciência que as expõe!
      Se a ciência não agrada podes sempre escolher acreditar no ser imaginário que vive na nuvens que criou tudo, que sabe tudo mas que não quer saber de nada…

  3. Não há dúvida de que a ciência se ultrapassa, se atrapalha, se questiona e que todos estes processos, e muitos mais, dão origem a uma actualizada compreensão de tudo o que nos rodeia, e que está quase sempre acima do nosso alcance. Mas isto não significa que não possa ser contestada! Não sei se virologia e paleontologia não terão nada a ver uma com a outra?!! Não terá o primeiro “corona” coabitado com os morcegos destas ancestrais cavernas? Pode-se brincar e ser falacioso, de vez em quando, ou não?

    • Maria: Sabe porque é que alguns reagiram ao seu comentário enquanto que ao meu ninguém reagiu??
      A resposta e muito simples: ao vir falar do método pelo carbono 14, demonstrou que não percebe nada do assunto, ou no mínimo que não se preocupou em pesquisar como funciona a datação por carbono 14!
      No artigo nada é dito sobre o método utilizado, e essa era sem dúvida a parte mais importante que deveria ser noticiada.
      O método utilizado é que pode aferir do rigor da datação. Há métodos de datação que têm um intervalo de erro de 3 milhões de anos!! E isso é relevante? Pode não ser, por exemplo, se estivermos a datar a Idade das trilobites, tanto vale dizer que têm 350 milhões de anos como 356 milhões!!
      Fiz-me entender?

  4. Maria: Sabe porque é que alguns reagiram ao seu comentário enquanto que ao meu ninguém reagiu??
    A resposta e muito simples: ao vir falar do método pelo carbono 14, demonstrou que não percebe nada do assunto, ou no mínimo que não se preocupou em pesquisar como funciona a datação por carbono 14!
    No artigo nada é dito sobre o método utilizado, e essa era sem dúvida a parte mais importante que deveria ser noticiada.
    O método utilizado é que pode aferir do rigor da datação. Há métodos de datação que têm um intervalo de erro de 3 milhões de anos!! E isso é relevante? Pode não ser, por exemplo, se estivermos a datar a Idade das trilobites, tanto vale dizer que têm 350 milhões de anos como 356 milhões!!
    Fiz-me entender?

RESPONDER

Astrónomos podem ter detetado as maiores estruturas giratórias do universo

Pela primeira vez, astrónomos acabam de encontrar evidências de que algumas das maiores estruturas do cosmos giram numa escala de centenas de milhões de anos-luz. A estrutura em questão é um filamento cósmico, uma estrutura longa …

"A melhor seleção do mundo é a Bélgica"

Elogios do selecionador da Dinamarca ao adversário, mas ainda mais elogios aos seus jogadores, apesar de nova derrota dinamarquesa. Dois jogos em casa, duas derrotas. Apesar de realizar os seus encontros em Copenhaga, a Dinamarca está …

Se extraterrestres visitassem a Terra "não estariam vivos", diz astrónomo do SETI

Especialistas do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI), entidade que tem por objetivo a busca de vida no espaço, estão a afastar-se cada vez mais da ideia de encontrar inteligência extraterrestre igual à humana. Num artigo de …

Cientistas ajudam enxames de drones a evitar obstáculos (copiando o instinto dos pássaros)

Uma equipa de engenheiros da EPFL, na Suíça, desenvolveu um modelo de controlo preditivo que permite que enxames de drones voem em ambientes confusos com rapidez e segurança. Usar enxames de drones tem imensas vantagens, mas …

Países Baixos 2-0 Áustria | Laranja embala e carimba oitavos

Os Países Baixos venceram hoje a Áustria por 2-0, em jogo da segunda jornada do Grupo C do Euro2020 de futebol, e são a terceira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final …

Espanhol condenado a 15 anos por matar a mãe e alimentar-se dos seus restos mortais

Um espanhol de 28 anos foi condenado a 15 anos de prisão por matar a mãe e alimentar-se dos seus restos mortais, que partilhou com o cão. Em maio deste ano, um júri do tribunal da …

Mistério do "Tremor de Céu" em San Diego desvendado. Foram os Marines

Há fortes indícios de que o misterioso estrondo ouvido a semana passada na região de San Diego foi causado por uma aeronave supersónica em missão de treino ao largo da costa californiana. Os US Marines …

Federação arquivou caso Diakhaby

Valência não gostou da decisão e vai tentar prolongar o processo à volta do alegado insulto racista no jogo com o Cádiz. O Comité de Competição da Real Federação Espanhola de Futebol arquivou a denúncia de …

Um orangotango ameaçado de extinção vagueou por uma aldeia remota da Indonésia

Um orangotango de Bornéu vagueou por uma aldeia remota da Indonésia e foi ajudado pelos residentes locais durante vários dias. Apesar de ligeiramente alarmados, os habitantes foram acolhedoras naquele que foi um encontro improvável entre …

França inicia vacinação contra a covid-19 em jovens com 12 anos

Perceval Gete, um adolescente francês de 12 anos, foi uma das pessoas mais jovens na Europa a receber a vacina contra a covid-19, na terça-feira. O adolescente deslocou-se a um centro de vacinação perto de Paris, …