Estudo relaciona primaveras mais verdes e longas com verões mais secos e quentes

As alterações climáticas estão a provocar primaveras mais verdes, com maior presença vegetal, e mais compridas, o que origina verões mais secos e quentes porque as plantas primaveris em maior número absorvem mais água do solo.

Esta é a conclusão de um estudo dirigido por um investigador da Universidade de Pequim, e em que participou também o Centro de Investigação Ecológica e Aplicações Florestais (CREAF-UAB) de Barcelona, e publicado esta terça-feira na Science Advances.

O artigo científico confirma que o aquecimento global faz alongar a Primavera e que a vegetação começa a crescer mais cedo, mantendo-se verde durante um período mais longo. Esta situação faz com que “as folhas verdes das árvores extraiam, através das raízes, cada vez mais água do solo, o que acentua a perda de humidade e causa posteriormente verões mais secos, mais longos e quentes, além de ondas de calor mais frequentes, sobretudo no hemisfério norte”.

A investigação foi dirigida por Xu Lian, professor da Universidade de Pequim, na China, e por Josep Peñuelas, investigador no CREAF-UAB, num grupo que juntou também investigadores da Alemanha, Austrália, Bélgica, Estados Unidos, França e Reino Unido.

No estudo, Josep Peñuelas refere que a análise de dados recolhidos por satélite e a partir de observações climáticas em todo o hemisfério norte entre 1982 e 2011, “permitiu vincular o aumento da verdura na Primavera à diminuição da humidade do solo no Verão”.

Os investigadores descobriram que “a influência da vegetação precoce na secura do solo é mais complexa do que se pensava anteriormente” e que “esse fenómeno causa perdas de água muito rápidas ao transmitir uma grande quantidade à atmosfera por via da evaporação, embora a água perdida seja recuperada mais tarde na Terra através das chuvas”

Segundo o cientista, o estudo “revela uma reação positiva que muitas vezes passa despercebida: um aumento nas concentrações de gases de efeito estufa e o aquecimento associado causam uma proliferação de vegetação que reduz a humidade do solo no Verão e, ao mesmo tempo, é adicionado aos extremos de calor do verão causados diretamente pelo aquecimento global”.

No entanto, o trabalho confirma que esse efeito não permanece homogéneo em todo o hemisfério norte, uma vez que, por exemplo, a Sibéria central e algumas terras agrícolas na Europa beneficiam de uma taxa de chuvas mais alta do que o habitual graças à evaporação em outros locais localizados a oeste.

A conclusão é que as massas de ar que circulam de oeste para leste passam pelos montes Urais (cordilheira de montanhas na Rússia que define tradicionalmente a fronteira entre a Europa e a Ásia) precipitam a água evaporada nessas áreas.

O estudo alerta que a secagem do solo pode ter consequências como elevar a temperatura do ar local perto do solo, desencadear ondas de calor ou torná-las mais severas.

A partir de simulações climáticas, a pesquisa estima que a secura da Terra devido ao avanço da primavera pode prolongar verões “extremamente quentes” e que estão a tornar-se mais longo, na ordem de um dia por década, e aumentar a temperatura em 0,07°C também a cada 10 anos.

“Se bem que os aumentos pareçam pequenos no início, em quatro ou cinco décadas as ondas de calor podem tornar-se tão fortes que esses pequenos aumentos se tornariam muito relevantes”, alerta Peñuelas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Redução de 3% na eletricidade para o mercado regulado entra em vigor esta terça-feira

A descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh), ou seja, uma redução de aproximadamente 3% no total da fatura de eletricidade dos consumidores, entra esta terça-feira em …

Em termos económicos estamos pior que "numa situação de guerra", diz Daniel Bessa

“Na recuperação da economia não podemos esperar uma fase ascendente tão rápida. Vamos ter uma recuperação mais lenta", alerta o economista Daniel Bessa. O economista Daniel Bessa considera que a atual situação económica, decorrente da pandemia, …

Escolas não devem reabrir em abril

Esta terça-feira ao início da tarde, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que as escolas vão manter-se fechadas até ao final de abril. Marcelo Rebelo de Sousa esteve reunido, esta terça-feira, com especialistas …

Câmara de Comércio e Governo criam gabinete de apoio às empresas

A Câmara de Comércio e Indústria (CCIP) e o Governo criaram um gabinete de apoio às empresas para esclarecer e facilitar o acesso das companhias às ajudas lançadas pelo executivo. Segundo noticiou a TSF, a estrutura, …

Tragédia continua. Encontrado corpo de sobrinha-neta de John F. Kennedy

O corpo da sobrinha-neta do ex-Presidente norte-americano John F. Kennedy, que estava desaparecida com o filho desde quinta-feira, foi encontrado na segunda-feira, informaram esta terça-feira os meios de comunicação norte-americanos. Maeve Kennedy Townsend McKean, de 40 …

Jornal Económico e A Bola avançam para regime de lay-off

O Jornal Económico e o desportivo A Bola vão avançar para o regime de lay-off devido a quebras significativas nas vendas e publicidade desencadeadas pela pandemia de covid-19, que já fez mais de 300 vítimas …

Moratória nos créditos à habitação não suspende Seguros (e pode ter que os pagar durante mais tempo)

A suspensão dos pagamentos dos empréstimos do Crédito à Habitação, por parte dos clientes bancários que queiram aderir à moratória aprovada pelo Governo, pode não travar os pagamentos dos Seguros de Vida e Multi-riscos que …

Espanha poderá ser o primeiro país na Europa a avançar com rendimento básico universal

A ministra da Economia espanhola assegurou, este domingo, que o Governo está a trabalhar para aplicar o rendimento básico universal, embora não tenha dado ainda uma data concreta. Em declarações ao canal televisivo laSexta, a ministra …

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …